Conecte-se agora

Chefes de facção criminosa serão transferidos do Maranhão para o Acre

Publicado

em

A cidade de São Luís, no Maranhão, vem registrando vários ataques criminosos a ônibus do transporte público, escolas, agências bancárias entre outros. A suspeita é de que as ordens para os ataques estejam saindo de presidiários. A onda dos ataques iniciou na quinta-feira (29).

Com isso, 23 detentos apontados pelo Governo do Maranhão como chefes da facção criminosa serão transferidos para a penitenciária federal em Catanduva, Mossoró e Acre, onde cumprirão pena em regime isolado. O Ministério da Justiça comunicará à Secretaria de Segurança Pública a data para envio dos criminosos, mas a previsão é que seja ainda nesta semana.

A motivação dos criminosos para os ataques, segundo a polícia do Maranhão, foi prejudicar o processo eleitoral.

Os ataques começaram na última quinta (29) quando quatro ônibus do transporte público foram incendiados em São Luís. De lá pra cá, foram mais de 12 ataques a coletivos registrados em vários bairros da capital.

Além de ataques a ônibus, criminosos também incendiaram duas escolas, um caminhão de lixo, dois carros de prestadoras de serviço (um da companhia elétrica e outro de telefonia) e ataque a uma agência bancária. Segundo a SSP-MA, até às 19h desta sexta, 14 pessoas foram presas e 16 adolescentes apreendidos por suspeitas de envolvimento nos atentados. Com informações da imprensa do Maranhão

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas