Conecte-se agora

Destino de Dilma será definido em voto eletrônico, nominal e aberto

Publicado

em

No último dia do julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff, os senadores votarão a favor ou contra o impeachment. A sessão será retomada às 11h desta quarta-feira (31), horário de Brasília e o resultado deve sair no final da tarde no Acre, já noite na capital do pais.

Após a abertura da sessão, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski faz uma leitura do resumo do processo e, sem seguida, a pergunta que será objeto de julgamento dos senadores: Cometeu a acusada, a senhora Dilma Vanda Rousseff, os crimes de responsabilidade correspondente à tomada de empréstimos junto a instituição financeira controlada pela União e a abertura de créditos sem a autorização do Congresso que lhes são imputados e a determinação da perda de seu cargo, ficando, como consequência, inabilitada, para o exercício da função pública pelo prazo de oito anos?

Em seguida, Lewandowski faz o encaminhamento da votação. Dois senadores de defesa e dois de acusação se revezam na tribuna do plenário no último debate sobre o caso, e somente após essa explanação, a votação aberta, eletrônica e nominal aconteceu. Dilma perde o cargo se pelo menos dois terços dos 81 senadores votarem pelo impeachment. Em caso contrário, ela retornará ao cargo.

Cada um dos senadores assina a sentença. Qualquer que seja o cargo, a resolução é publicada.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas