Conecte-se agora

Em quatro anos na prefeitura, Marcus fica “mais pobre” enquanto Eliane fica mais rica em 66%

Publicado

em

candidatos_00

Com a definição e registro dos quatro candidatos que disputarão o cargo de prefeito de Rio Branco pelos próximos quatro anos, o Tribunal Regional Eleitoral do Acre disponibilizou as declarações de bens do prefeito e candidato a reeleição pelo PT, Marcus Viana, da deputada estadual Eliane Sinhasique, candidata pelo PMDB,  do vereador Raimundo Vaz, candidato do PR e do assistente social Carlos Gomes, nome indicado pela rede para a disputa eleitoral.

Atualmente exercendo a função de prefeito de Rio Branco, Marcus Viana, que já foi diretor-presidente do Deracre, ficou “mais pobre” de 2012 para cá, época em que deixou o Deracre e disputou pela primeira vez um cargo eletivo. Naquela época, Marcus declarou a justiça eleitoral R$ 556 mil em bens.

Os itens declarados pelo prefeito naquele periodo era sua residência localizada numa das áreas mais nobres de Rio Branco, o Jardim Alah, cujo valor era de R$ 350 mil, um terrenoo no bairro Conquista no valor de R$ 70 mil e mais três veículos, que juntos, somavam a quantia de R$ 138 mil.

Já no pleito deste ano, Marcus apresentou uma declaração “mais modesta”, com perca de patrimônio. O petista declarou ter R$ 485 mil em bens, registrando uma perca de R$ 71 mil nos últimos quatro anos, ou seja, cerca de 12% a menos que em 2012.  Atualmente, o candidato da Frente Popular declarou ter ainda a sua casa e o terreno no bairro no Bairro Conquista, cujo os valores continuam os mesmos de quatro anos atrás. Viana também declarou ter um carro modelo Honda Civic  adquirido em 2014, por intermédio de uma financiamento, no valor de R$ 65 mil.

Já a deputada estadual Eliane Sinhasique (PMDB) registrou um ganho de 66% em seu patrimônio. Em 2012, em sua primeira eleiçãa ao cargo de vereadora, a PMdebista declarou ter R$ 195 mil em bens. Quatro anos depois, Eliane registrou um aumento em seu patrimônio de R$ 130 mil, declarando R$ 325 mil em 2016.

Em 2012, Eliane declarou ter dois terremos no Jardim Europa nos valores de R$ 50 mil e 81 mil, respectivamente, e um Ford Focus no valor de R$ 59 mil. Na época ela ainda chegou a declarar que tinha pouco mais de R$ 3 mil em sua conta corrente no Banco do Brasil. Atualmente, Sinhasique declara ter uma caminhonete Ford Ranger no valor de R$ 45 mil, um Ford Fiesta – ano 2013, no valor de R$ 12 mil, sendo que parte do valor do veiculo foi financiado pelo banco Bradesco, uma casa construída no Jardim Europa no valor de R$ 150 mil, um Ford EcoSport no valor de R$ 45 mil e um Palio Fire – ano 2014/2015, no valor de pouco mais de R$ 34 mil. A candidata do PMDB declarou ainda ter cerca de R$ 34 mil aplicados na caderneta de Poupança e cerca de R$ 3 mil em outros tipos de aplicações.

Eleito vereador de Rio Branco em 2012, o funcionário público de carreira da prefeitura de Rio Branco, Raimundo Vaz, declarou na época ter apenas uma PickUp Volswagem – ano de 2004, no valor de R$ 25 mil. Já no pleito atual, Vaz teve uma acréscimo patrimonial de R$ 290 mil com a aquisição de uma área de terra medindo 3,5 hectares na estrada do Calafate, no valor de R$ 300 mil. De acordo com dados disponibilizados pela justiça eleitoral, Raimundo Vaz se desfez da PickUp e agora possui uma Van Mercedez Bens avaliada em R$ 15 mil, totalizando atualmente R$ 315 mil em bens declarados.

O Assistente social Carlos Gomes, candidato da Rede, declarou não ter nenhum bem a Justiça Eleitoral.

Anúncios

Acre

TJAC é premiado com Selo Ouro por desempenho aos serviços prestados

Publicado

em

Prêmio CNJ de Qualidade reconhece os tribunais que se destacaram no último ano. Presidente do TJAC agradeceu a todos os servidores pela conquista

O Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) conquistou um feito inédito, pois em meio a pandemia aumentou a qualidade do serviço e conquistou Selo Ouro no prêmio ‘CNJ de Qualidade 2020’, do Conselho Nacional de Justiça. O anúncio foi feito, nesta sexta-feira, 27, durante o XIV Encontro Nacional do Poder Judiciário, que ocorre de forma virtual, com a presença da administração judiciária.

O Prêmio CNJ de Qualidade reconhece os tribunais que se destacaram no último ano, pela gestão estratégica, governança, produtividade, transparência, gestão de dados e tecnologia, resultando na melhoria da qualidade da prestação jurisdicional.

“Esse prêmio é fruto do desempenho de todos aqueles que fazem o Poder Judiciário, destacando-se, neste particular, os componentes da administração, os desembargadores Laudivon Nogueira, Júnior Alberto e Roberto Barros”, disse o presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargador Francisco Djalma.

O presidente também citou a colaboração sempre eficiente dos demais membros da corte, as desembargadoras Eva Evangelista, Denise Bonfim, Waldirene Cordeiro, Regina Ferrari, e os desembargadores Samuel Evangelista, Pedro Ranzi, Élcio Mendes e Luiz Camolez, além do desempenho dos juízes-auxiliares Andrea Brito, Leandro Gross e Lois Arruda que, para ele, foi fundamental para o alcance desse prêmio.

“Agradeço imensamente aos nossos servidores, sem os quais não  teríamos chegado ao Prêmio Ouro. São a alma da instituição. Parabéns  a todos nós e que no próximo ano estejamos num patamar bem melhor”, finalizou.

O Prêmio CNJ de Qualidade para o ano de 2020, de acordo com a Portaria CNJ nº 88 de 8 de junho de 2020, apresentou avanços em relação ao ano anterior, tendo sido implementadas mudanças nos critérios de pontuação e avaliação a pedido dos tribunais. Também foi considerada a situação emergencial do país e, consequentemente, do Poder Judiciário, com o enfrentamento à pandemia da COVID-19.

Todos os 91 tribunais brasileiros participaram do Prêmio CNJ de Qualidade, incluindo os tribunais superiores. A premiação foi criada em 2019, em substituição ao antigo Selo Justiça em Números, implementado desde 2013.

O encontro também teve na pauta as metas nacionais e específicas que deverão pautar a atuação da Justiça em 2021.

Continuar lendo

Acre

Governo abre inscrições para o Colégio Militar Tiradentes

Publicado

em

Foto: Secom-AC

O governo do Acre, por meio do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), tornou público nesta sexta-feira, 27, a abertura de processo seletivo para ingresso de alunos para vagas no ensino fundamental II do Colégio Militar Estadual Tiradentes.

Estão sendo oferecidas 106 vagas para o 6º ano do Ensino Fundamental II – turno vespertino. Destas 106 vagas do ensino fundamental, 50% das vagas serão destinadas para candidatos selecionados entre os dependentes de militares estaduais do Acre e as demais, inclusive, as eventualmente remanescentes do percentual acima, serão ocupadas pelos demais candidatos da comunidade civil em geral.

As inscrições começam a ser efetuadas no próximo dia 30 de novembro e encerram dia 04 de dezembro, pelo site https://colegiomilitarpmac.wixsite.com/tiradentes, podendo também serem realizadas, das 7h às 11h e das 14h às 17h, no Colégio Militar Estadual Tiradentes, localizado no bairro Calafate.

O formulário de inscrição terá campos de preenchimentos, onde o responsável fará constar os seguintes dados do candidato: nome completo do candidato, nome da genitora, sexo, data de nascimento, número do RG, endereço completo, CEP, telefone e nome do responsável pela inscrição do candidato.

No formulário de inscrição existirá o campo a ser preenchido por aquele candidato que for dependente de militar estadual. A comprovação da dependência se fará no ato da matrícula do candidato devidamente selecionado pelo processo.

O processo seletivo acontecerá quando a quantidade de inscritos for maior que a quantidade de vagas a serem preenchidas, tanto para os dependentes de militares como para a comunidade, respectivamente, obedecendo as seguintes fases: I – Inscrição; II – Sorteio e III – Avaliação escrita.

Para mais informações, clique aqui. 

Continuar lendo

Acre

Desocupação cresce no Acre e alcança mais de 17% da população

Publicado

em

Foto: Secom-AC

A taxa de desocupação cresceu em 10 unidades da federação. Uma delas é o Acre.

De acordo com dados divulgados nesta sexta-feira, 27, pelo IBGE, o estado teve o quarto maior crescimento da taxa de pessoas desocupadas em comparação ao segundo trimestre do ano. O Acre saltou de 14,2% para 17,1% nos meses de julho, agosto e setembro.

As maiores taxas de crescimento foram nos estados da Paraíba, Pernambuco e Amapá.

Outro dado apresentado pela pesquisa é o de pessoas que trabalham por conta própria. Neste quesito, a liderança é do Amapá, com um percentual de 35,8%. O Acre ficou na 11ª posição entre todos os estados, com 29,2%, bem acima da média nacional que é de 26,4%.

Entre as pessoas que trabalham com carteira assinada, o Acre possui um dos piores índices nacionais, ficando à frente de apenas 8 estados e tendo o segundo pior número na Região Norte. No terceiro trimestre de 2020, apenas 63,3% de quem está ocupado, tem a carteira de trabalho assinada. A média nacional é de 76,5% e o melhor índice é em Santa Catarina com 90,5%.

Um outro índice preocupante é a taxa de informalidade no Acre. De acordo com o IBGE, o número chega a 46% da população economicamente ativa nos meses de julho, agosto e setembro. A média nacional é de 38,4%. A informalidade representa a garantia de menos direitos trabalhistas e pode comprometer a aposentadoria se o trabalhar informal não apostar em um plano de previdência ou não continuar a contribuir com o INSS.

Continuar lendo

Acre

Mais 179 novos agentes da Polícia Civil tomam posse do cargo

Publicado

em

Foto: Marcos Vicentti/Secom

Em frente ao Palácio Rio Branco, o governador Gladson Cameli (Progressistas) realizou na tarde desta quinta-feira, 26, uma cerimônia dando posse aos novos 179 agentes da Polícia Civil que irão reforçar o sistema de segurança do Estado. Na ocasião, foram empossados 120 agentes de polícia civil, 20 delegados, 19 escrivães e 20 auxiliares de necropsia.

Feliz, o governador Gladson Cameli destacou o compromisso firmado com toda a sociedade e com os policiais civis.

“Durante a campanha eleitoral de 2018, eu me comprometi com a nomeação de cada um. Esse é um compromisso que eu fiz também com a população do nosso estado: de apoiar e valorizar os profissionais de segurança, e compromisso é para sempre”, afirmou Cameli.

Em outro ponto, Gladson destacou que os profissionais também assumiram com a posse o compromisso de zelar pelo bem-estar e pela segurança da população.

“Eu estou honrando o meu compromisso com vocês. Agora eu peço de coração que assumam a honra e o compromisso de ser um servidor do estado do Acre”, pediu.

Durante a solenidade, a Secretária de Estado de Justiça e Segurança Pública também apresentou 36 veículos de um total de 75. Com investimento total no valor de R$ 3,5 milhões sendo R$ 708 mil com recursos próprios e 2,8 milhões por meio de recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública e Combate à Criminalidade.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas