Conecte-se agora

Frente Popular debate saúde e saneamento em seminário de construção do Plano de Governo

Publicado

em

Saúde e Saneamento foram os temas tratados no quarto encontro para a elaboração do Plano de Governo da Frente Popular de Rio Branco para 2017/2020 – Nosso Novo Desafio, realizado neste sábado, 30, no auditório da FAMETA, que reuniu profissionais das duas áreas, técnicos, lideranças comunitárias e sindicais e políticos.

47b8d72a-09c8-4af7-b09f-f670a389247b

As apresentações das ações das duas pastas, de 2013 até agora, deixaram claro os avanços: na saúde, 19 novas unidades de saúde já foram entregues, a da Cidade do Povo será inaugurada esta semana, e outras 6 ainda estão em obras. Com relação à dengue, em cinco anos, Rio Branco venceu o grande desafio de reduzir o número de casos da doença. Em 2010, foram registrados 32.422 mil casos e em 2015, apenas 334 casos de dengue na capital acreana.

Outro destaque da saúde, apresentada pelo secretário Oteniel Almeida, é com relação aos indicadores de redução de internações por causas evitáveis na atenção básica, como o diabetes, hipertensão e infecções em geral. Eram 14 em cada 100 internações e agora são apenas 5. O trabalho realizado pela Equipe Multiprofissional de Atenção Domiciliar – EMAD, que atende pacientes em casa com médica, nutricionista, fisioterapeuta, duas enfermeiras e duas técnicas em enfermagem, também foi apresentado como um dos grandes avanços na área da saúde na atual gestão.

Representando os farmacêuticos na elaboração do Plano de Governo, Fernanda Cherlott, citou os avanços obtidos pela sua categoria na atual administração, como a presença de farmacêuticos nas Unidades de Referência de Atenção Primária – URAPs. Outra conquista foi, segundo Fernanda, a Portaria que regulamenta a dispensação de medicamentos por farmacêuticos. “Foram grandes avanços para nossa categoria no âmbito municipal, que esperamos que continuem em uma nova gestão”.

A titular do Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco – SAERB, Weruska Bezerra, apresentou a situação da capital com relação ao saneamento. Enquanto a média nacional é de 42 por cento dos imóveis atendidos com água tratada, em Rio Branco, o índice é de 65 por cento.  No que diz respeito ao sistema de esgoto, a média nacional é de 39 por cento e a capital acreana tem 53 por cento dos domicílios com esgotamento sanitário.

da99a4ec-ab9f-410c-8ca9-b3b4614b0f09

Novos Desafios

O prefeito Marcus Viana citou que grande parte dos desafios que constavam no Plano de Governo de sua atual gestão, foi superada, e que o planejamento e as parcerias, foram fundamentais para isso. Agora segundo ele, os desafios se renovam. “Tínhamos como meta a construção das novas unidades de saúde, das quais 19 foram entregues e outras 7 serão inauguradas nos próximos meses, agora é preciso ter mais profissionais médicos das áreas de ginecologia e pediatria”.
Com relação ao saneamento, a meta é alcançar 90 por cento dos domicílios com rede de esgoto e 80 por cento com água tratada e a implantação da Política e do Plano de Saneamento de Rio Branco.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas