Conecte-se agora

Fieac é contra o impeachment da presidente Dilma

Publicado

em

Ao contrário das principais federações das indústrias dos estados, como a Fiesp e a Firjan, a Fieac é contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff. A informação foi confirmada por meio de um artigo publicado no site da entidade na tarde desta quarta-feira, 13, assinado pelo presidente da federação, José Adriano Silva.

“Não apoiamos o impeachment conduzido por interesses obscuros nem um presidente da Câmara dos Deputados réu no Supremo Tribunal Federal por crime de corrupção. Não podemos ser cúmplices de um crime contra a história da democracia brasileira. É inaceitável fecharmos os olhos a um espetáculo de horrores cujos principais atores são carentes de credibilidade para julgar”, diz um trecho do artigo.

De acordo com o presidente da Fieac, “a indústria brasileira sente os efeitos gerados pela instabilidade política, que trouxe impactos profundos na economia, provocando estagnação e a incerteza quanto ao futuro”.

E usa a palavra “golpe”, repetida pela chamada militância de esquerda que defende o PT e é contra o impeachment, para defender “que toda e qualquer decisão que venhamos a tomar seja amparada na nossa Carta Magna, sob pena de sermos vistos na história como patrocinadores de golpe, atendendo a interesses nem sempre nobres e órfãos do sentimento da soberania nacional”.

“Aqui, do Acre, rogamos pelo bom senso, pela política grande, pelo olhar de uma indústria forte e comprometida com a democracia e a estabilidade nacional. Entendemos que qualquer quebra de regra constitucional não é benéfica para a nação. Que toda e qualquer ação que possa ser vista como golpe gerará instabilidade e, consequentemente, mais prejuízo para a indústria brasileira”, completa José Adriano Silva.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas