Conecte-se agora

Torcedor tem mais poder do que ele imagina

Publicado

em

Acostumada a ser tratada feito gado nos estádios, os protestos recentes da torcida corintiana na arquibancada são uma prova de que é possível tirar essa pecha do futebol brasileiro – ou parte dela. Basta ir em frente com as reivindicações.

Em primeiro lugar, no entanto, é preciso pontuar algumas questões. Não se iluda que ações de torcidas organizadas sejam independentes do clube – a maioria delas é concatenada com ideias estapafúrdias de dirigentes, inclusive àquelas de coação de jogadores em centros de treinamento para “dar mais sangue” à equipe.

O fato é que os times costumam financiar essas organizações de alguma forma (seja com ingressos de partidas, transporte etc.). Torcida organizada é um negócio, com associados que pagam mensalidades. A venda de produtos correlatos e atividades diversas, como festas, dão giro no caixa.

Alguém também pode estar se perguntando sobre ilicitudes (vendas de drogas etc.), mas isso é a face podre – num ambiente tão desregulado, há brechas imensas para atividades suspeitas.

Do outro lado, é legítimo a torcida organizada reivindicar apoio dos clubes – não tem sentido algum não fazer isso, com tanto retorno que dão aos times nas arquibancadas em termos de imagem e vínculo.

Dito isso, os seus atos cobrando transparência do clube e do futebol brasileiro são um passo a mais, apesar das relações muitas vezes promíscuas com os clubes.

Porém, o que se observa nos anos recentes é certa independência das demandas – inclusive as recentes do Corinthians. A torcida do Santos tanto reclamou do desprezo da Globo aos seus jogos, que o clube fechou com Esporte Interativo acordo de transmissão fechada de suas partidas do Campeonato Brasileiro a partir de 2019.

A do Corinthians hoje pede mais transparência da gestão do clube, mas não é só. Foi para cima do preço dos ingressos – reinvindicação antiga, aliás –; do falso moralista Fernando Capez (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, que se tornou político combatendo as torcidas organizadas, mas no fim se envolveu numa das práticas mais execráveis de um homem público: possível desvio de dinheiro de merenda escolar; e do absurdo horário das partidas de futebol para atender a detentora dos direitos de transmissão de TV, a Globo.

Se continuar com esses protestos, com visível independência dos clubes, as torcidas organizadas podem começar a transpor a desconfiança que cercam suas atividades, e passar a ser vistas como peso relevante para mudar o futebol brasileiro.

Aí vai ser difícil o establishment segurar a massa.

 

 

Propaganda

Cotidiano

Federação e clubes definem tabela do segundo turno do Campeonato Acreano 2019

Publicado

em

FOTO: MANOEL FAÇANHA

Na próxima quinta-feira, 21, na Arena da Floresta, às 19 horas, Galvez e Atlético Acreano entram em campo em busca do título do primeiro turno do Campeonato Acreano 2019. Como não há vantagens e a decisão é em jogo único, terminando empatada a partida, a decisão vai para os pênaltis.

E o torcedor não vai ter nem tempo de perder o campeonato de vista. No sábado, já começa o segundo turno da competição com a realização de dois jogos no Florestão. Um dia depois, já acontece, na Arena da Floresta, o fechamento da primeira rodada.

Após a rodada inicial, a tabela do campeonato apresenta novidades nesse segundo turno. Para cumprir com o calendário e liberar os represantes acreanos para as competições nacionais em tempo hábil, acontecerão três rodadas ao longo da semana. A final do segundo turno está marcada para o dia 16 de abril.

Uma outra novidade na tabela são os dias da decisão do campeonato. Para fugir da concorrência do futebol na televisão, as finais do Campeonato Acreano 2019 serão disputadas nos dias 19 e 22 de abril, uma sexta e uma segunda-feira, respectivamente.

Confira a tabela:

FOTO DA TABELA: DUAINE RODRIGUES

Continuar lendo

Cotidiano

Atlético e Galvez vão fazer a final do 1° turno do Campeonato Acreano 2019

Publicado

em

FOTO: MANOEL FAÇANHA

Depois do Atlético Acreano ter conseguido a vaga para final, Galvez e Plácido de Castro entraram em campo na Arena da Floresta em busca do outro lugar na decisão.

Em um primeiro tempo bastante disputado, a emoção ficou para o final. Em dois minutos, aos 45 e aos 46, Ciel e Adriano marcaram e o Imperador foi para o intervalo vencendo por 2 a 0.

Na segunda etapa, Plácido de Castro correu atrás do prejuízo e diminuiu, aos sete minutos, com Ismael em cobrança de pênalti. Leandro, aos 22, deixou tudo igual.

Só que três minutos depois, Adriano fez o segundo dele e deu números finais à partida. Vitória e classificação do Imperador.

A final do primeiro turno do Campeonato Acreano 2019 acontece na próxima quinta-feira, às 19 horas, na Arena da Floresta entre Atlético Acreano e Galvez.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.