Conecte-se agora

Liga abre balcão de negócios em seu primeiro ato

Publicado

em

O primeiro torneio da Liga Sul-Minas-Rio, reunindo grandes clubes do futebol brasileiro dessas regiões, vendeu por aproximadamente R$ 5 milhões os direitos de transmissão à Globo – valor líquido a ser rateado entre os times envolvidos.

A emissora ainda pagará as despesas dos jogos dos visitantes (transporte e hospedagem) – se é que a emissora não fará permuta com cias aéreas e hotéis, oferecendo inserções publicitárias em troca de apoio para cumprir o acordo.

A chamada Primeira Liga pretendia vender os direitos de transmissão da competição por vinte vezes mais, que terá apenas cinco rodadas e acontece entre os meses de janeiro e março.

No entanto, com a possibilidade do projeto fracassar, optou-se pelo valor oferecido pela Globo – informou-se que a proposta da Esporte Interativo, concorrente da Globo nos direitos exclusivos de transmissão do torneio, ofereceu valor menor (a oferta causou estranheza pois a Esporte Interativo, pertencente ao grupo de mídia norte-americano Turner, trabalha para tirar o Campeonato Brasileiro da Globo com cifras consideradas elevadas).

Em um primeiro momento, o fato da Primeira Liga não dar bola à CBF e aos campeonatos estaduais promovidos pelas federações, e organizar sua própria competição, foi um passo e tanto – aproveitando a fragilidade vivida pela CBF, desmoralizada pelo grau de corrupção de seus dirigentes.

Mas o grupo foi aos poucos aderindo ao modelo balcão de negócios praticado há anos pela própria CBF. Dane-se o torcedor, estádios cheios, fidelização de fãs etc.

O negócio é exposição na TV, do jeito que ela desejar (algumas partidas serão à noite no meio de semana, naquele tradicional horário ingrato), e recebimento de mais algum troco com patrocínio de placas de publicidade nos estádios – sistema dependente da televisão para gerar retorno ao anunciante.

O que isso significa de mudança nos modus operandi do futebol brasileiro? Nada. O tripé do futebol continua capenga.

A televisão dá as ordens, e o faturamento via licenciamento de produtos e público nas arenas continua em segundo plano – ao contrário de países europeus líderes no esporte, onde essa trinca (direitos de TV, arrecadação de bilheteria e licenciamento) é bem equilibrada para manutenção dos clubes.

Pode ser que Internacional, Grêmio, Atlético-MG, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, dentro outros clubes que compõem a Primeira Liga, amadureçam as propostas com o tempo e pratiquem algo diferente do que vem fazendo a CBF.

Mas esperava-se atuação mais original da Liga no seu primeiro torneio.

Propaganda

Destaque 6

No centenário do RBFC, diretoria diz que entra em 2020 sem dívidas

Publicado

em

O aniversário de 100 anos do Rio Branco praticamente não teve esta nem evento marcante neste sábado, 8 de junho, mas a diretoria publicou nota em que afirma que o clube começará o ano de 2020 sem dívidas. A nota reconhece o momento difícil, mas projeta futuro melhor. “Uma nova era se inicia, com um Rio Branco mais organizado e com mais investimentos. Retomaremos, enfim, o caminho das glórias do nosso passado, olhando para um glorioso futuro que nos espera”, diz a diretoria do Estrelão.

Leia:

CENTENÁRIO: UMA NOVA ERA!

Na noite do dia 8 de junho de 1919, dezesseis nobres senhores da sociedade acreana se reuniam no antigo Eden Cine Theatro, atual Cine Teatro Recreio, na Gameleira, sob organização do advogado Luiz Mestrinho Filho, para fundar aquele que se tornaria o maior clube do Estado do Acre. Nascia o Rio Branco Football Club.

Nesses 100 anos de história, muitas glórias. 46 estaduais, 3 Copas da Amazônia e o primeiro campeão do Norte. O primeiro clube da região Norte a disputar uma competição sulamericana e o clube da região com a segunda melhor campanha na Copa do Brasil.

Mas nos últimos anos, uma crise que parecia infinita se instalou. Sofremos. E como sofremos. Não era assim que queríamos comemorar esta data. Mas nesse Centenário, tivemos de cometer sacrifícios para chegar neste dia especial e informar que, finalmente, conseguimos sair dessa crise e equilibrar nossas contas. Começaremos 2020 sem dívidas! Uma nova era se inicia, com um Rio Branco mais organizado e com mais investimentos. Retomaremos, enfim, o caminho das glórias do nosso passado, olhando para um glorioso futuro que nos espera.

Viva o passado! Viva o futuro!

Viva o Rio Branco Football Club!

Continuar lendo

Destaque 3

Atlético só empata e volta a decepcionar seu torcedor no campeonato brasileiro

Publicado

em

O Atlético Acreano empatou pela terceira vez jogando em casa na série C do Brasileirão. Na tarde deste sábado, 9, no Estádio Florestão, o Galo Carijó não saiu de um empate contra o Paysandu.

Mesmo com um jogador a mais desde os 10 minutos do primeiro tempo após a expulsão de Marco Antonio, e saído na frente com gol de Joel, o time acreano não teve competência para segurar a vitória.

O empate em 1 a 1 mantem o Atlético na ultima colocação de seu grupo com apenas 4 pontos.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.