Conecte-se agora

Corinthians é o que restou do futebol brasileiro

Publicado

em

É difícil dizer que o provável campeão brasileiro de 2015 tem um timaço. Nem tampouco que ele é ruim. Mas é o que existe de melhor no futebol brasileiro hoje.

O País resistiu por três anos ao estilo Tite. Ele, que dirigiu o Corinthians no seu último título brasileiro (acabando no ano seguinte campeão da Libertadores e do Mundial), impôs de vez um modelo vencedor de jogar bola no País.

Não é aquele bonito de outrora. Convenhamos que este Campeonato Brasileiro foi também escasso de boas surpresas. Talvez o Santos se salve na lista.

Quem tem Gil, Edílson, Felipe, Ralf e Jadson, não se pode definir como uma equipe brilhante. Eficiente, sim.

O futebol brasileiro parece modernizado nas mãos de Tite, mas mostra que abandonou de vez o futebol arte. São raros os lampejos.

É o novo futebol (no País) de muita marcação, ocupação de espaço, disciplinado taticamente e essencialmente coletivo. Já se faz isso há muito tempo na Europa, diga-se de passagem.

Mas aqui foi novidade de forma efetiva (e de resultados) nas mãos de Tite. Por certo, técnicos devem estar se debruçando sobre a fórmula de sucesso do comandante do Corinthians – aquilo que era dúvida há três anos, tornou-se real no Brasil.

É melhor realizar o proposto pelo Tite do que tentar fazer o time jogar em torno de dois, três craques, como de costume – até por que isso anda escasso por aqui.

Os “craques” que o próprio Corinthians contratou nos últimos tempos (Pato, Renato Augusto e Vagner Love, mais especificamente) mostram que não se dá muito para contar com isso – é melhor enquadrá-los ao modelo onde todo mundo defende e todo mundo ataca ao mesmo tempo.

Fora de campo, o Corinthians tem pendengas financeiras bastante vistosas. A ressaca do título será, com certeza, maior do que a de 2011. Nessa toada, é possível que a debandada de jogadores aconteça antes do esperado.

A dívida parece igual em relação àquele período (alta, claro), mas há passivos quase insolúveis em relação ao seu estádio e a jogadores contratados a peso de ouro (como Pato, emprestado ao São Paulo até o final do ano).

Com a crise na espreita e provável revisão de receitas, só mesmo o peso da camisa poderá manter atletas para atuar na Libertadores do ano que vem e, quem sabe, no Mundial no final de 2016.

Neste aspecto (financeiro), o problema do Corinthians é muito igual a vários outros clubes. Mas sobrevive desse jeito em campo, no formato Tite, para alegria de seus torcedores e apaixonados pelo esporte.

Não é ruim, mas também não é ótimo. É simplesmente o que existe hoje de melhor no futebol brasileiro.

Propaganda

Destaque 6

No centenário do RBFC, diretoria diz que entra em 2020 sem dívidas

Publicado

em

O aniversário de 100 anos do Rio Branco praticamente não teve esta nem evento marcante neste sábado, 8 de junho, mas a diretoria publicou nota em que afirma que o clube começará o ano de 2020 sem dívidas. A nota reconhece o momento difícil, mas projeta futuro melhor. “Uma nova era se inicia, com um Rio Branco mais organizado e com mais investimentos. Retomaremos, enfim, o caminho das glórias do nosso passado, olhando para um glorioso futuro que nos espera”, diz a diretoria do Estrelão.

Leia:

CENTENÁRIO: UMA NOVA ERA!

Na noite do dia 8 de junho de 1919, dezesseis nobres senhores da sociedade acreana se reuniam no antigo Eden Cine Theatro, atual Cine Teatro Recreio, na Gameleira, sob organização do advogado Luiz Mestrinho Filho, para fundar aquele que se tornaria o maior clube do Estado do Acre. Nascia o Rio Branco Football Club.

Nesses 100 anos de história, muitas glórias. 46 estaduais, 3 Copas da Amazônia e o primeiro campeão do Norte. O primeiro clube da região Norte a disputar uma competição sulamericana e o clube da região com a segunda melhor campanha na Copa do Brasil.

Mas nos últimos anos, uma crise que parecia infinita se instalou. Sofremos. E como sofremos. Não era assim que queríamos comemorar esta data. Mas nesse Centenário, tivemos de cometer sacrifícios para chegar neste dia especial e informar que, finalmente, conseguimos sair dessa crise e equilibrar nossas contas. Começaremos 2020 sem dívidas! Uma nova era se inicia, com um Rio Branco mais organizado e com mais investimentos. Retomaremos, enfim, o caminho das glórias do nosso passado, olhando para um glorioso futuro que nos espera.

Viva o passado! Viva o futuro!

Viva o Rio Branco Football Club!

Continuar lendo

Destaque 3

Atlético só empata e volta a decepcionar seu torcedor no campeonato brasileiro

Publicado

em

O Atlético Acreano empatou pela terceira vez jogando em casa na série C do Brasileirão. Na tarde deste sábado, 9, no Estádio Florestão, o Galo Carijó não saiu de um empate contra o Paysandu.

Mesmo com um jogador a mais desde os 10 minutos do primeiro tempo após a expulsão de Marco Antonio, e saído na frente com gol de Joel, o time acreano não teve competência para segurar a vitória.

O empate em 1 a 1 mantem o Atlético na ultima colocação de seu grupo com apenas 4 pontos.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.