Conecte-se agora

Meritocracia/já

Publicado

em

No Brasil, o bom e o mau professor são
igualmente remunerados, seja ele
um bom ou um mal servidor.  

 

NARCISO_100Por Narciso Mendes de Assis  

A qualidade da educação pública do nosso país, para nossa extrema vergonha, se mantém, há décadas, na condição de uma das piores do mundo. E a provar que sim, sempre que comparada com a dos 34 países da OCDE-Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, em todas as avaliações, no quesito qualidade, a nossa educação, sempre aparece no último lugar.

Se a constatação acima é inquestionavelmente procedente, ou nossa educação pública era tratada com responsabilidade ou nosso país não sairá de tão incômoda e vergonhosa situação, afinal de contas, em plena era do conhecimento e da inovação, o país que não cuidar, e bem, da educação do seu povo, estará condenado ao atraso, até porque, num mundo cada vez mais globalizado e igualmente competitivo, na corrida em busca do nosso desenvolvimento continuaremos comendo a poeira deixada pelos demais países.

Daí a pergunta que não pode calar: por que a educação pública do nosso país continua de mal a pior? Enquanto se discute o que deva ser feito no sentido de melhorá-la, uma coisa já se tem como certa: determinados entraves que só tem feito piorá-la precisam ser urgentemente eliminados.

A não implantação da meritocracia como referência para remunerar os servidores que prestam seus serviços nas nossas estruturas educacionais, particularmente, os professores, precisa ser implantada, afinal de contas, enquanto os nossos professores, continuarem recebendo os mesmos salários, independente de seus desempenhos, nossa educação pública jamais melhorará.

Lamentavelmente, quando se fala em meritocracia, os sindicatos dos professores sequer admitem discutir tal assunto, certamente porque, os maus professores, são os primeiros a engrossar as fileiras das suas recorrentes greves.

Quanto à escassez de recursos, espertamente, nossos sindicalistas ocultam, embora saibam, que entre os 34 países da OCDE, coincidentemente, os que apresentam os melhores resultados nos seus sistemas educacionais, em relação ao seu PIB, o Brasil vem ser, exatamente, o país que mais gasta com sua estrutura educacional.

Portanto, não é verdade que o Brasil investe pouco com a educação pública, sim e certamente, que seus recursos fora, e continuam sendo gastos, afinal de contas, as estruturas educacionais do nosso país, nos seus três níveis – federal, estadual e municipal – transformaram-se em verdadeiros cabides de empregos. Infelizmente, questões como esta, não constam nas pautas dos movimentos grevistas patrocinados pelos nossos sindicalistas.

Narciso Mendes de Assis é engenheiro civil, empresário da construção civil de das comunicações e já ocupou mandatos de deputado estadual e federal. Hoje se dedica as suas empresas de comunicação. Atualmente dirige o jorral O Rio Branco, o mais antigo do Acre.

 

Propaganda

Acre

Governo se antecipa e consegue na justiça que greve seja ilegal

Publicado

em

Prevendo uma movimentação de sindicalistas, principalmente após aprovação da PEC da Previdência na Assembleia Legislativa, o governo do Acre ingressou ainda nesta semana com uma Ação Declaratória de Ilegalidade de Greve contra o Sindicato dos dos Trabalhadores em Educação do Estado do Acre – SINTEAC, e conseguiu uma liminar proferida pelo desembargador Júnior Alberto, do Tribunal da Justiça do Acre, declarando a ilegalidade do ato.

“Por ser a educação direito garantido pela Constituição de 1988, defiro a tutela de urgência pleiteada, determinando que não seja deflagrada a greve informada pelo SINTEAC e, caso já tenha se iniciado o movimento, seja ele suspenso, com a permanência ou o retorno às suas atividades, por parte dos servidores da educação, sob pena de, nos moldes do Art. 536, § 1º, do Código de Processo Civil, incidir uma multa diária, em desfavor da entidade de classe, ora requerida, no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais)”, despachou o magistrado em sua decisão.

O desembargador ressaltou ainda que caso haja ocupação de imóvel público, fica desde já autorizada a desocupação em caso de descumprimento da liminar e fixa ainda multa por hora para os presidentes do Sindicato, pelo eventual descumprimento de qualquer das determinações acima.

A justiça ainda que quer que o Sinteac, ao contestar a presente a decisão, comprove o atendimento dos trâmites formais para a convocação da assembleia, bem como quórum para deliberação acerca da greve, conforme disposições do Estatuto do Sindicato.

Continuar lendo

ArtBanner 300x250

Cresce turistas vindo dos Estados Unidos em Foz do Iguaçu

Publicado

em

As Cataratas do Iguaçu em Foz do Iguaçu, Paraná, recebem em torno de 5.000 visitantes por dia. Nas férias de julho deste ano, a média passou para  8 mil e um fato interessante, segundo dados levantados sobre os turistas que visitam o parque, é que a quantidade de norte-americanos aumentou comparado ao primeiro semestre do ano passado.

As Cataratas  está entre os destinos mais procurados em pacotes de viagens nacionais. Os paulistas são os que mais representam os brasileiros, 4 em cada 10 hóspedes são do estado de São Paulo. Também é muito comum encontrar europeus e até julho deste ano teve 31,7% de norte-americanos a mais do que no mesmo período de 2017.

Foram em torno de 15.700 americanos nos seis primeiros meses do ano, contra 12 mil no ano passado. Incremento causado pelo impacto do visto eletrônico, e  já chega a 60% a mais o números visitantes vindo dos Estados Unidos referente aos 12 meses do ano passado.

04Segundo o secretário de Turismo de Foz, Gilmar Piolla, este resultado é o momento de fortalecer parcerias com agências de viagens, investir em divulgação e promoções de pacotes para Foz do Iguaçu para atrair ainda mais turistas da América do Norte ao país.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas