Conecte-se agora

Gladson Cameli diz que ponte do Rio Madeira será um marco para economia do Acre

Publicado

em

Cameli_04

O senador Gladson Cameli (PP-AC) fez durante o dia de ontem (29) a segunda visita técnica às obras da Ponte sobre o Rio Madeira, no Distrito Vista Alegre, no Abunã (RO). Ele foi conferir de perto o cronograma de execução do projeto que recebe investimentos de R$ 128 milhões do governo federal.

Recepcionado no canteiro administrativo da empresa Arteleste pelos engenheiros Cleider Razzine, (responsável pela construtora), Fernando Arantes (supervisor da obra pelo DNIT), Antônio Carlos (analista em infraestrutura pelo DNIT-AC) e Jônatas Costa (analista em infraestrutura pelo DNIT-RO) Gladson conheceu toda logística de transporte do material específico para construção da ponte.

Depois os engenheiros mostraram uma das fases mais avançada da obra, o primeiro vão da ponte, construído do lado do Distrito Vista Alegre, às margens do rio. De barco, o senador seguiu pelo Rio Madeira para inspecionar a construção das 25 fundações, fase mais difícil do projeto, pois depende do nível das águas do manancial que tem apresentado índice elevado se comparado ao mesmo período do ano passado. Mesmo com as adversidades, 16 fundações estão prontas e segundo Cleider Razzine, “tudo está dentro do cronograma” disse.

“Isso tranquiliza todos porque esta obra é importante para Rondônia e Acre, mas também para a integração definitiva do Brasil com o Pacífico. Será um marco no desenvolvimento econômico do estado” comentou o senador.

Já em solo novamente, durante coletiva para a imprensa, Gladson Cameli garantiu que vai fincar pé no canteiro de obras até que tudo esteja concluído. Ele lembrou que o início da integração do Acre com o Pacífico foi feito pelo seu tio, o ex-governador Orleir Cameli, que construiu a BR 317 até o município de Brasileia – fronteira com a Bolívia – e começou a pavimentação do trecho Rio Liberdade da BR 364 sentido Cruzeiro do Sul/Acre.

Cameli_03
“Esse sonho é do meu tio Orleir, mas é o sonho de todo o povo acreano e brasileiro. Estamos vendo aqui o último desafio desse projeto que pode mudar de vez o rumo do desenvolvimento do nosso estado, trazendo enorme esperança para a nossa juventude,” acrescentou Cameli.

Ao se referir nos empregos gerados nos canteiros visitados, o senador disse que na volta do recesso do Senado vai procurar os senadores Jorge Viana (PT-AC) e Sérgio Petecão (PSD-AC), o senador Valdir Raupp (PMDB-RO) e toda bancada federal do Acre para exigir a liberação dos recursos e evitar riscos de paralisação.

“No pico da obra serão gerados mais de 200 empregos diretos. Além de fiscal o nosso dever como legislador é garantir que o cronograma de repasses financeiros não seja desrespeitado pelo governo federal. É hora de unir todas as forças para que essa obra não pare e seja concluída dentro do prazo” destacou.

O senador voltará ao canteiro de obras entre os meses de outubro e novembro quando começará uma nova etapa na construção dos vãos da ponte. Quando estiver concluída, com as construção das cabeceiras, a extensão total será de 3,8 km.

O complexo de obras que ligará o Brasil ao Pacifico é composto ainda pela ponte sobre o rio Madeira, na BR-319, e a ponte Binacional Brasil/Bolívia sobre o rio Mamoré, vai ligar a Região Norte (brasileira) aos mercados da Bolívia, Peru, Equador, Venezuela e Colômbia, além do asiático, por meio dos portos do Peru.

Cameli_05

Anúncios

Acre

Advogado diz que condutor do fusca não conhecia condutor da BMW

Publicado

em

FOTO: REPRODUÇÃO SITE NH

O motorista do fusca importado, que aparece nas imagens em alta velocidade na frente da BMW, Alan Lima, também se apresentou nesta sexta-feira, 07, na Delegacia da 1º Regional para prestar depoimento.

Ao ac24horas, o advogado do estudante Alan Lima, Giliard Souza, contou que seu cliente ia deixar um colega na casa dele no momento do acidente. Segundo ele, Lima não esteve na festa com o amigo e nem participava de racha.

“Alan em nada contribuiu para esse fato lamentável e que vitimou essa jovem. Alan vinha da casa de sua mãe trazendo um amigo para levar pra casa dele. Lamentavelmente, encontrou no seu caminho esse fato que tá trazendo uma mancha pra sua imagem, mas eu volto a dizer que após ter ouvido e lido os depoimentos e acompanhado de perto aqui em sede. Alan nada contribuiu para que esse fato acontecesse”, alegou.

Em outro trecho, o advogado Giliard Souza destacou que Alan Lima sequer conhecia Ícaro Teixeira Pinto, 33 anos, que atropelou a jovem Jonhliane Paiva de Souza, 30 anos, na Avenida Getúlio Vargas, na manhã desta quinta-feira (06).

“Alan não tem nenhum relacionamento de amizade com a pessoa de Ícaro (condutor da BMW), sequer, estavam juntos em qualquer lugar, ou tinham se encontrado em qualquer lugar. Lamentável, Alan passava naquele momento e naquela hora e, infelizmente, ao seu lado passava a BMW em altíssima velocidade, que lamentavelmente colidiu com a vítima que tirou a sua vida”, afirmou.

Continuar lendo

Cotidiano

Filho de empresário acreano é assassinado com quatro tiros em Nova Califórnia

Publicado

em

O jovem Fernando Carvalho da Fonseca, foi assassinado com quatro tiros na madrugada desta sexta-feira, 7, no distrito de Nova Califórnia, em Rondônia. Ele era filho de um empresário do ramo de oficina de motos em Rio Branco e deixa esposa e um filho pequeno.

O corpo será velado e sepultado em Rio Branco neste final de semana. Fernando estava morando há pouco tempo em Nova Califórnia, após deixar Rio Branco para trabalhar em um supermercado no distrito de Rondônia.

Segundo informações, Fernando foi surpreendido pelos criminosos, que já chegaram atirando e acabou não resistindo aos ferimentos.

Segundo a polícia, um morador da região que não quis se identificar, disse que ao ouvir os tiros saiu de casa e já se deparou com a vítima morta dentro do veículo.

A polícia esteve no local, mas não conseguiu mais informações sobre o crime. Até o momento ninguém foi preso.

Com informações de Rondônia ao Vivo

Continuar lendo

Acre 01

“Fica muito claro a participação dele na morte de Jonhliane”, diz delegado sobre Ícaro

Publicado

em

O delegado Alex Danny, da 1º Regional da Polícia Civil, responsável pelas investigações acerca da morte da jovem Jonhliane Paiva de Souza, 30 anos, afirmou ao ac24horas que o condutor da BMW, Ícaro Pinto Teixeira, irá responder por crime doloso quando há intenção de matar.

O delegado explicou que, a princípio o motorista Ícaro Teixeira vai responder em liberdade até a conclusão das oitivas. O delegado afirmou que durante o depoimento Ìcaro decidiu permanecer em silêncio.

“O Ícaro se apresentou com os advogados e manifestou o direito de permanecer em silêncio, porém o fato dele ter ficado em silêncio não trouxe prejuízos. Por outra via, a partir das imagens e elementos de informações que nós já temos juntados ao inquérito policial fica muito claro a participação dele no evento morte da Jonhliane, que seguia no trânsito normalmente com o seu veículo para o seu local de trabalho”, pontuou.

Em relação ao outro motorista Alan Lima que estaria participando de um suposto racha com Ícaro, o delegado Alex Danny afirmou que não iria emitir um juízo de valor até receber o relatório dos policiais.

“O Alan se apresentou junto com os seus advogados para dar a sua versão da história. Aliado, ao depoimento dele, volto a reafirmar que a gente tem as imagens, a perícia do local do crime e assim são todos esses elementos que vão nos levar ao final do inquérito policial para a gente formar a nossa convicção. Não irei fazer um juízo de valor, vou aguardar o relatório dos policiais para que eu me manifeste através do relatório policial”, afirmou.

O delegado Alex Danny destacou que as investigações estão correndo de forma rápido para dar uma resposta tanto à sociedade acreana e a própria vítima. O delegado não descartou a prisão de Ícaro Teixeira Pinto nos próximos dias.

“Diante da gravidade do fato e a repercussão que gerou na mídia e na sociedade acreana desse crime, talvez seja uma consequência lógica (mandado de prisão)”, concluiu.

Continuar lendo

Cidades

TCE condena Zezinho Barbary a pagar multa por irregularidade em tomada de preços

Publicado

em

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) condenou o prefeito de Porto Walter, Zezinho Barbary e o presidente da Comissão de Licitação do município, Cleomacio Francisco da Silva, ao pagamento de multa de R$ 3.570 cada. O valor deverá ser depositado no prazo e 30 dias nos cofres públicos.

A auditoria do TCE constatou irregularidades na Tomada de Preços nº 001/2019, para contratação de serviços de engenharia, assessoria em convênio e em contratos.

Os conselheiros determinaram que nas próximas edições de chamamento público, o gestor adote medidas administrativas necessárias para que sejam corrigidas as irregularidades apontadas nesta decisão e que, em caso de reincidência poderá haver responsabilização criminal.

O TCE encaminhou cópia da decisão da Corte ao Ministério Público do Acre “para conhecimento e adoção das providências que entender necessárias, em razão do apurado”.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas