Conecte-se agora

O dragão de Mao Tse Tung se alojado silenciosamente nos últimos anos nas casas do Brasil

Publicado

em

Por Francisco Rodrigues Pedrosa[email protected]

Dragao_inFeliz da vida com o frio que visita nosso estado nessa época do ano, ao acordar, verifiquei que a colcha que minha mãe me presenteou tinha uma pequena etiqueta que demonstrava sua procedência: MADE IN CHINA.

Bom, até aí tudo bem, levantei, e me dei conta que atrás do chuveiro também havia em letras miúdas a frase: MADE IN CHINA. Enxuguei-me com uma toalha de lá também. Indignado, conferi a procedência do vazo sanitário, da torneira e da lâmpada do banheiro. Qual surpresa: tudo MADE IN CHINA!

Bom, a vasilha, a colher e o fogão também traziam o rastro do gigante asiático. A televisão, a antena, o moldem, o DVD, o telefone o carregador do celular que sempre fica jogado no sofá, o celular, meu Deus, era tudo CHINA, CHINA, CHINA, CHINA, CHINA, CHINA E CHINA.

Nesse momento a neurose bateu! Vasculhei a casa inteira e percebi o quanto de CHINA havia. O dragão de Mao Tse Tung tinha se alojado silenciosamente nesses últimos anos aqui e nas casas do Brasil. Atordoado, olhei a hora e, ao virar o pulso li amargamente: MADE IN CHINA. Gritei bem alto: NÃO. Mas logo me calei, achei uma certa coincidência o meu desesperado “não” com o primeiro nome do herói deles “Mao”. Não disse mais nada.

Vesti minha roupa com metade vinda da CHINA, o meu tênis Nike, pra variar da CHINA, as meias, nem se fala, CHINA na cabeça, e liguei meu Chery pra ir trabalhar. Ah! Carro da CHINA também. Sabe como é né, aproveitei os preços e comprei um.

Dentro dele, ouvindo as notícias do dia anterior, fiquei sabendo mais uma vez dos rolos, dos desvios de recursos públicos, dos escândalos financeiros que sujam o país e de tudo que anda envergonhando nossa política.

Por incrível que pareça, suspirei aliviado. Acho que isso não veio da China, essas tristes coisas não precisaram do aprendizado do gigante asiático. Para as mazelas que afundam a nação, temos nossas próprias fábricas. Infelizmente! Sabemos brincar com o fogo, mas não sabemos como matar os nossos dragões.

 

 

Propaganda

Acre

Saúde zera demanda de saída e retorno do TFD no Estado

Publicado

em

Emissão de bilhetes do Tratamento Fora de Domicílio dependia da liberação do orçamento geral do estado, que aconteceu no dia 20

O Governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), restabeleceu nesta quarta-feira, 22, o sistema de emissão de passagens para os pacientes do sistema de Tratamento Fora de Domicílio (TFD).

A Sesacre estava no aguardo da liberação do orçamento do Estado, ocorrida no último dia 20, para então poder emitir, pelo menos, 138 passagens de retorno ao Estado e de deslocamento para fora do Acre.

“São 74 viagens de retorno para o estado, que já estão acontecendo, sendo 37 delas para pacientes e 37 para acompanhantes; e outras 32 para pessoas em tratamento e 32 para acompanhantes saindo do estado, neste momento”, explica o gerente do setor, Marcelo Nery Vitorino.

O TFD é um mecanismo importante para que pessoas com problemas de saúde mais complexos, cujo tratamento não é fornecido no Acre, possam obter atendimento especializado em outros hospitais e centros específicos do país.

Continuar lendo

Acre

Governo coloca 250 alunos soldados na rua para apoiar ações da PM

Publicado

em

Os 250 alunos do Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar passaram a atuar nas operações realizadas pelo Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) em Rio Branco. Segundo o governo, o reforço começou a ser colocado em prática na última segunda-feira, 20, para tentar combater a onda de criminalidade que vinha amedrontando os moradores.

Os alunos soldados da PM do Acre trabalham juntamente com os policiais que participam do Curso de Habilitação de Oficiais Administrativos. Todos realizam desde o policiamento ostensivo até as buscas por foragidos do Sistema Penitenciário. A secretaria de segurança pública garante que as operações nos bairros e as barreiras feitas pelo cerco tático são exemplos do reforço dos alunos.

Segundo o secretário de Justiça e Segurança Pública em exercício, Ricardo Brandão, juntos, alunos soldados e alunos do Curso de Habilitação de Oficiais Administrativos somam o efetivo de 270 policiais. “Esse número, dividido em turnos de seis horas, implica numa média de 65 policias a mais nas ruas”, garante.

Nessa quarta-feira, 22, o efetivo administrativo também foi mobilizado. O objetivo é colocar o maior número possível de policiais militares nas ruas em Rio Branco e também do interior do estado. “De modo a garantir com que o cidadão sinta de fato a sensação de segurança”, disse.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas

welcome image