Conecte-se agora

“A Eletrobras Acre está sem comando como um barco à deriva”, diz Eber

Publicado

em

A Eletrobras Distribuição Acre, uma das empresas que acumula o maior número de reclamações no Procon, não só pela baixa qualidade na prestações de serviços, mas também pela tarifa considerada abusiva pela população, voltou a ser denunciada na manhã desta quarta-feira (8) na Assembleia Legislativa. O deputado Eber Machado (PSDC) acusa a estatal de abandonar as obras do programa Luz para Todos, nos municípios do interior do Estado.

O parlamentar informa que visitou o município de Marechal Thaumaturgo, onde constatou que o Luz para Todos está completamente parado. “O Luz para Todos, que de 2004 para 2009, atingiu mais de 42 mil famílias, mas infelizmente, de 2010 para cá, ele parou, não vem mais atendendo. A Eletrobras, hoje no Acre, está sem comandante, está como um barco à deriva. Nós estamos desde dezembro, com a licitação pronta, mas os contratos não são assinados”.

Eber machado destaca que a promessa da Eletrobras é que os contratos serão assinados a partir de agosto, “A verdade é que, se não forem assinados até a próxima semana, as obras só iniciarão ano que vem. Esta segunda etapa de R$ 40 milhões poderá sofrer um grande atraso. O problema é que colocam pessoas que não são acostumadas a realidade de
nosso Acre, eles vivem em seus gabinetes no ar-condicionado, não conhecer as necessidades de nosso povo”, enfatiza.

Segundo Eber Machado, “a empresa que gera energia está está apagada. Ainda restam 30 mil famílias para serem beneficiadas. A licitação foi aberta em dezembro e concluída em março, mas não há interesse da Eletrobrás e do representante do programa. No Amazonas e Rondônia, onde o processo foi iniciado depois que aconteceu no Acre, as obras estão em execução. Não foi assinado o convênio da Eletrobras nacional
com a representação do Acre”.

O parlamentar pede ajuda dos colegas para pressionar a bancada federal para nomear “um gestor que conheça o Acre e saiba das nossas necessidades, para que o cidadão que está nas cabeceiras dos rios possam acessar este programa de cunho social, que traz informação e inclusão social. Nos temos que ter acreanos comandando a Eletrobras,

não estes bacanas engravatados de outros estados. R$ 40 milhões deixaram de circular no nosso mercado por irresponsabilidade de uma gestão que não tem compromisso com os consumidores e com o Estado”, finaliza.

Anúncios

Destaque 3

Novos casos de Covid-19 baixam para 113 nesta sexta e mais 4 mortes são confirmadas

Publicado

em

O novo boletim divulgado pela secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) nesta sexta-feira, 7, mostra que o Acre registrou nas últimas 24 horas um número de novas pessoas infectadas por Covid-19 menor do que o registrado ao longo dos últimos dias.

De ontem para hoje, foram confirmados 113 novos casos da doença, fazendo com que o número total de contaminados subam de 21.263 para 21.376 em todo o estado.

Já as mortes registradas nas últimas 24 horas foram de mais 4 pessoas vítimas da doença. Desta vez, todas as vítimas fatais são do sexo masculino, com idades entre 61 e 92 anos. Entre os novos óbitos, 2 são de Rio Branco , 1 de Feijó e 1 de Xapuri, fazendo com que o total de óbitos suba de 552 para 556 em todos os municípios.

Continuar lendo

Destaque 3

Polícia Civil faz operação no Acre e Rondônia contra grupo acusado de golpes milionários

Publicado

em

Na manhã desta sexta-feira, 07, a Delegacia de Repressão ao Crime Organizado, de Rondônia em parceria com agentes da polícia civil do Acre deflagraram a Operação “Faces da Liberdade. Eles deram cumprimento a oito mandados de busca e apreensão em residências e efetuaram oito prisões temporárias.

Os mandados foram cumpridos nos estados de Rondônia e Acre, nas cidades de Alta Floresta do Oeste, Ji-Paraná, Rio Branco (AC) e Assis Brasil (AC), e contou com o apoio da Polícia Civil do Acre e das Delegacias Regionais de Rolim de Moura e Ji-Paraná (RO).

Segundo informações, a associação criminosa consistia em um conluio entre funcionários do Banco do Brasil e falsificadores, que juntos agiam para subtração de dinheiro depositado em cifras milionárias de pessoas falecidas, lesando, assim, o espólio e o patrimônio dos herdeiros.

Os criminosos, em posse da documentação falsa, procuravam os empregados da agência bancária e faziam o saque das altas quantias. Os empregados davam cobertura à ação dos falsificadores e mediante o recebimento de propina deixavam de observar uma série de procedimentos de segurança exigidos pelo Banco do Brasil, aceitando a documentação como idônea.

Segundo a Delegacia Especializada foi possível identificar, até o momento, a subtração de saldo bancário de três contas correntes de pessoas falecidas, com valor total que ultrapassa os R$ R$ 9 milhões.

O nome da Operação remete a uma das obras publicadas por Affonso Arinos chamada “As Três Faces da Liberdade”. Affonso Arino era diplomata, político, professor e escritor e faleceu no dia 15 de março deste ano. Ele teve seu patrimônio lesado pela organização criminosa.

Continuar lendo

Destaque 3

Filho de Márcio Bittar esclarece que não foi responsável por acidente durante racha

Publicado

em

Desde a hora que aconteceu o acidente na manhã desta quinta-feira, 6, durante uma racha quando uma BMW atropelou e matou Jonhliane Paiva de Souza, de 30 anos, funcionária do supermercado Arasuper do 2° Distrito de Rio Branco, situado no bairro Seis de Agosto, que a indústria de fake news não parou.

Rapidamente se espalhou que o condutor do carro de luxo que teria assassinado Jonhliane seria o filho do senador Márcio Bittar (MDB), João Paulo Bittar. A informação não passa de uma fake news.

João Paulo foi às redes sociais explicar que não é responsável pelo acidente, que não possui veículo e que se encontra em Brasília desde a última segunda-feira, 3.

Veja a publicação:

Continuar lendo

Destaque 3

Aprovação do presidente Jair Bolsonaro é do mesmo tamanho da reprovação: 45%

Publicado

em

Por

A pesquisa PoderData — novo nome do Data Poder 360 — mostra empate na avaliação do governo Bolsonaro. 45% o desaprovam, 45% aprovam. Há dois meses a rejeição era de 50% e, a aprovação, de 41%. Há duas semanas, 49% dos homens avaliavam bem a administração federal. Agora, são 58%. Na região Sul, a percepção positiva passou de 46% para 55% no período.

Houve mudanças também entre os mais jovens — pessoas de 16 a 24 anos — que rejeitam menos o governo. Há 15 dias, eram 46%. Agora são 39%. O mesmo ocorreu com quem mora no Sudeste. No período, a desaprovação na região caiu de 51% para 43%. No Centro-Oeste, a desaprovação subiu de 30% para 45%.

Fonte – Poder 360

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas