Conecte-se agora

Jéssica, Gladson e Flaviano pedem transferência da área do Igarapé preto para o município

Publicado

em

Uma das principais atrações turísticas do Vale do Juruá e cartão de visita de Cruzeiro do Sul, o balneário Igarapé Preto, localizado às margens da estrada do aeroporto, que se encontra abandonado pelo poder público foi a pauta de uma reunião dos deputados federais Jéssica Sales (PMDB) e Flaviano Melo (PMDB) com o ministro de Aviação Civil, Eliseu Padilha (PMDB). O encontro contou com a participação do senador Gladson Cameli (PP).

Os parlamentares reivindicaram ao ministro a transferência da competência do Igarapé Preto, que pertence a União, para o município de Cruzeiro do sul, Acre. A deputada federal Jéssica Sales, destaca que local ficou está abandono, prejudicando o turismo em Cruzeiro do Sul. “Acredito que teremos sucesso nesta empreitada. Contamos com a ajuda do Ministro Padilha e do vice-presidente Michel Temer, peemedebistas amigos do Acre”, diz Jéssica.

PRETO_02
Para a parlamentar, o Igarapé Preto se transformou numa referência do município de Cruzeiro do Sul. “A municipalização da área vai facilitar a revitalização deste importante ponto turístico do Vale do Juruá. Queremos que ele seja revitalizado e que a população possa usufruir desse patrimônio que é tão importante para o Juruá. A prefeitura chegou a apresentar um projeto para estruturar o balneário. Precisamos apenas transferir a área para o município”.

Para o deputado Flaviano Melo, o Igarapé Preto precisa de uma atenção especial. “Nós estamos unidos para que essa transferência seja feita o mais rápido possível”. Os parlamentares também relataram ao ministro que o governo do Estado abandonou a promessa do projeto de urbanizar a área, orçado em mais de R$16 milhões e que passado mais de quatro anos ainda não saiu do papel.

O ministro da Aviação Civil disse que vai preparar um documento para enviar para o presidente da Infraero para que as providências sejam tomadas. Neste documento serão solicitadas algumas informações para saber o que é preciso fazer para a transferência ser implementada. Padilha se empenhou a solucionar o problema.

Anúncios

Acre 01

Quase um ano após Reforma da Previdência, Acre ainda espera efeitos da mudança

Publicado

em

O Acre foi o terceiro estado do país a promover uma reforma ampla em sua previdência. Os efeitos ainda não são vistos, mas segundo a diretoria do Acreprevidência, em breve eles serão observados nas contas do Estado.

O Acre aprovou a reforma no dia 26 de novembro de 2019, enquanto o Maranhão -primeiro a promover mudanças -o fez em 20 de novembro de 2019, e o Espírito Santo reformou cinco dias depois.

Com diferentes características, cada reforma tem sua projeção de economia, mas contribuíram em sua integralidade com cerca de R$ 100 bilhões de reais (a preços de 2020) em 10 anos, quase 1/3 da economia prevista pela Instituição Fiscal Independente para a Reforma prevista no texto enviado pelo Governo Federal. O CLP concedeu nota 8 à reforma acreana, levando em conta diferentes variáveis.

No início do ano, o Centro de Liderança Pública divulgou que, frente à retirada das Reformas nos Sistemas Previdenciários Estaduais e Municipais no texto da Reforma da Previdência, governos de dezessete Unidades da Federação haviam propostos, eles mesmos, suas próprias mudanças.

Tendo em vista a crise econômica desencadeada pela pandemia da Covid-19, mais do que nunca a sustentabilidade fiscal dos entes da federação brasileira se tornou necessária para, nos próximos anos, o Brasil conseguir retomar seu desenvolvimento econômico e prestar serviços públicos de qualidade. Desse modo, com os gastos com inativos sendo composição significativa do orçamento dos governos estaduais, faz-se necessário realizar uma atualização deste estudo. Até o mês de setembro de 2020, outros três Estados tinham enviado suas próprias propostas de mudanças nas regras previdenciárias: Minas Gerais, Distrito Federal e Paraíba.

Adicionalmente, o Mato Grosso, que tinha enviado apenas uma tímida reforma até o início do ano, nos meses seguintes aprovou uma extensão da proposta.

Continuar lendo

Acre 01

Ministro garante que DNIT já está elaborando projeto da ligação da BR-364 com o Peru

Publicado

em

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, garantiu nesta sexta-feira, 25, na cidade de Cruzeiro do Sul, que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), já está elaborando o projeto básico da construção do trecho da rodovia que vai ligar o Brasil ao Peru, dando continuidade da BR-364 via Parque Nacional da Serra do Divisor. O anúncio foi feito durante o II Encontro Brasil/Peru – Avanços na Integração na tarde de hoje, no Sesc, onde a imprensa teve acesso restrito.

Além de Marinho, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, também esteve no evento e assegurou a políticos e empresários locais que o Itamaraty também passará atuar junto ao governo peruano para acelerar a integração.

O senador Márcio Bittar, relator do Orçamento da União para 2021, apresentou um vídeo do DNIT sobre a elaboração do projeto executivo da obra da rodovia para licitar ainda este ano. Com relação à ponte da travessia sobre o Rio Juruá entre a BR-364 e Rodrigues Alves, Bittar assegurou que o governo do Estado está concluindo o projeto para licitar e incluir no orçamento da União do próximo ano.

“Eu sou o relator do Orçamento e vice-líder do presidente Bolsonaro no Congresso. Então não há a menor chance do Orçamento ser
aprovado sem o recurso da rodovia estar incluído”, assegurou o senador lamentando que o governo central peruano esteja agora criando dificuldades do ponto de vista ambiental para a aprovação da obra da estrada. “Temos inimigos do progresso no Brasil e no Peru. Do ponto de vista econômico, temos que estar virados para o oceano Pacífico e não para o Atlântico”, citou.

Sobre a ligação com Pucallpa, o governador Gladson Cameli disse que ficou surpreso com a celeridade do trâmite de projetos e andamentos. “Essa é a vantagem do governo Bolsonaro. Quando dá, dá, não tem enrolação. Agora vamos nos preparar para esse desenvolvimento que virá”.

A preparação da indústria e comércios locais para a ligação com o país vizinho e o restante do mundo via pacífico, lembrou o vice-governador Major Rocha, está bem adiantada por parte de instituições, como o Sebrae e Federação das Indústrias (FIEAC). “Essas instituições então dando suporte técnico para as empresas estarem aptas para aproveitar o novo momento que virá”.

Duplicação da AC-405 e melhoria da AC-407

Outro anuncio feito em Cruzeiro do Sul foi de recursos da ordem de R$ 45 milhões para a duplicação das rodovias estaduais, incluindo a AC-405, que liga Cruzeiro ao aeroporto. R$ 15 milhões foram garantidos por emenda do senador Márcio Bittar. “Essa obra é importante para os cruzeirenses, que já têm um lindo aeroporto”.

Cameli explica que o governo já tem R$ 40 milhões para duplicar a estrada até o aeroporto. E os R$ 15 milhões de Bittar serão empregados na duplicação até Mâncio Lima e para melhorias na AC- 407 até Rodrigues Alves.

Fazem parte da comitiva os ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo e do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, senadores Márcio Bittar, Sérgio Petecão, deputados federais Mara Rocha e Alan Rick, presidente da FIEAC, Adriano Silva, presidente da Assembleia legislativa, Nicolau Junior e deputado estadual, Luís Gonzaga.

O prefeito de Cruzeiro do Sul, Clodoaldo Rodrigues, destaca que os cruzeirenses que cresceram ouvindo falar dessa integração “agora estão vendo tudo se tornar realidade e estamos todos muito felizes”, concluiu.

Continuar lendo

Acre 01

Ao lado de Bittar, Bolsonaro garante inauguração da ponte sobre Rio Madeira em dezembro

Publicado

em

O presidente da república Jair Messias Bolsonaro garantiu na manhã desta quarta-feira, 23, que a ponte sobre o Rio Madeira será inaugurada em dezembro e que ele e sua comitiva irá participar da inauguração cujo a data ainda será definida.

Acompanhado do senador Márcio Bittar (MDB), Bolsonaro enfatizou a importância da obra que liga o Acre por terra com o restante do país. “Temos uma ponte em Rondônia que será de extrema utilidade, em especial, para o comércio do Acre e o cronograma está mantido. Se Deus quiser, no final desse ano, agora em dezembro inauguraremos”, disse o presidente.

Ao ac24horas, Bittar afirmou que além de cumprir agenda na inauguração da ponte, o presidente cumprirá agenda no Acre.

No início deste ano, antes mesmo da pandemia de covid-19, a obra da ponte estava parada. A demora estava na dificuldade de fazer os acessos nas rampas dos dois lados. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes do estado (DNIT-RO) deu um novo prazo para concluir o serviço.

A balsa continua sendo o único jeito de passar de um lado para o outro pelo Madeira em Abunã. Quem deseja ir ou voltar do Acre pela estrada, precisa fazer a travessia. Isso representa demora na viagem. Como consequência, carros e caminhões formam filas.

Com quase dois quilômetros de extensão, a estrutura está pronta. A obra começou em 2014 e o investimento até então foi de R$ 130 milhões. A estimativa é de que mais de dois mil veículos passem pela área diariamente.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Acre 01

Quadrilha do Maranhão clonou celulares e deu golpe em empresários e deputados do Acre

Publicado

em

A Polícia Civil do Acre identificou os integrantes da quadrilha especializada em clonar aplicativos de mensagens de aparelho celular que fizeram no Acre, ao menos três deputados estaduais e o sócio-proprietário da Uninorte, Fábio Ricardo Leite, vítimas de estelionato.

Em maio, quatro deputados do Acre, incluindo o presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), Nicolau Júnior, e até o governador do estado, Gladson Cameli, tiveram os números clonados.

Segundo a investigação, os criminosos clonavam o número do aplicativo de mensagens dos deputados e empresários e pediam dinheiro a amigos e que estavam em sua lista de contatos.

De acordo com informações obtidas por ac24horas, o dono da Uninorte, Ricardo Leite, o Rico como é mais conhecido, transferiu a Frederico Matta (estelionatário) R$ 4, 8 mil e José Mauri da Silva transferiu R$ 5 mil a Argentino Silva (estelionatário), e a outra vítima Ester Queiroz Silva (ligada ao deputado Luiz Gonzaga) transferiu à Pablo Silva (estelionatário) a quantia de R$ 10 mil, totalizando R$ 19.800,00.

Em depoimento, o empresário, Fábio Ricardo Leite afirmou que realizou a transferência a pedido da pessoa que se passava pelo deputado Jenilson Leite. Mauri e Ester acreditavam que estavam falando com o deputado Luiz Gonzaga (PSDB).

Após uma longa investigação, o delegado da Polícia Civil do Acre, Pedro Paulo Buzolin, identificou a quadrilha que operava no Maranhão, e teve acesso a câmera dos caixas eletrônicos em que os criminosos realizavam os saques, após o dinheiro cair na conta, em Nova Imperatriz (MA).

Os envolvidos Frederico Matta, Argentino Silva, Pablo Silva e Aldean Correa devem responder por estelionato e associação criminosa. Após o término das investigações, Buzolin encaminhou o inquérito à Justiça do Maranhão para o indiciamento dos envolvidos e adoção de medidas cabíveis.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas