Conecte-se agora

“É preciso sempre se perguntar se a gente está carregando o atraso, ou é o atraso quem está carregando a gente”, diz Jorge Viana

Publicado

em

O senador Jorge Viana (PT) voltou a criticar o direcionamento político que o Partido dos Trabalhadores vem adotando em relação à crise política que as administrações petistas mergulharam nos últimos meses, na manhã desta segunda-feira (6), durante entrevista coletiva. O petista acredita que o PT precisa acertar um novo discurso, admitindo os erros e fazendo com que o partido se revigore politicamente, promovendo uma reaproximação com o contraditório para ter uma nova postura e assumir novos compromissos.

Jorge Viana afirma que a administração da presidente Dilma Rousseff (PT) passa por três diferentes crises, uma de comunicação — por não ter boa relação com os grandes veículos de comunicação, uma crise política de relacionamento com os partidos da base de sustentação e a crise econômica que depende de aprovação de medidas de austeridade que estariam paradas no Congresso Nacional, por falta do estabelecimento de uma linha de diálogo com a Câmara e o Senado.

Segundo o petista, o primeiro passo para superar a crise, teria que partir dos cardeais petistas. Ele reafirma que é necessário o próprio PT reconheça que há erros graves no governo e dentro do partido. “É preciso que reconheçamos que há erros graves no governo e no próprio partido. Não tem nenhum grande veículo de comunicação simpático ao PT. É preciso sempre se perguntar se a gente está carregando o atraso, ou é o atraso quem está carregando a gente”.

O parlamentar destaca que 2015, “está tão complicado para nós do PT, que deveria ser proibido falar em 2016”, disse Jorge Viana ao comentar a antecipação do debate sobre as eleições municipais do próximo ano. Viana destaca ainda que o assunto foi recorrente na última reunião do ex-presidente Lula com os presidentes regionais do PT. “A totalidade dos debates na reunião com Lula foi em torno de 2016, o Lula deu uma dura nos dirigentes”, enfatiza.

“É um equivoco falar em 2016 agora. Se chegar em 2016, nós convidarmos o Marcus, ele será o protagonista. Quem falar agora é para queimar o nome e não ser ouvido. Quem faz este debate está trabalhando contra nosso projeto. Se eu pudesse decretava o fim de 2014, e o inicio de 2015, que teima em não começar. O Tião e o Marcus é quem devem conduzir o processo. Todos nós do PT temos que cortar o salto e sempre que puder andar descalço”, ressalta Jorge Viana.

O senador Jorge Viana (PT), durante coletiva na manhã desta segunda-feira

O senador Jorge Viana (PT), durante coletiva na manhã desta segunda-feira

 

Para ele é necessário que a FPA retome o debate com as comunidades e estabeleça uma linha de diálogo para recuperar a confiança do eleitor, falando dos feitos das administrações petistas, mas falando também dos erros cometidos. “Temos que reconquistar o que já tivemos. Temos que ter pelo menos mais 20% dos votos para termos 70%. Nós não estamos com esta bola toda. As eleições têm sido muito difíceis para nós. O PT pode se reposicionar”.

O senador tem insistido que os cardeais petistas assumam as falhas na condução do processo político, admitindo os erros administrativos e partidários, mas tem agido como um ator que protagoniza um monólogo no atual cenário de debates do PT. Questionado se ele se manteria como o único cardeal a pedir mudanças e redirecionamento dos ideais do partido para se diferenciar das demais legendas, Jorge Viana foi enfático: “eu não quero ser farinha do mesmo saco”.

O senador falou da diferença entre seu governo, o de Binho Marques e o atual de Sebastião Viana. Jorge Viana volta a questionar a falta de comunicação de secretários e cargos comissionados de seu irmão. “Tião tem um jeito bem diferente do meu, isso não é ruim. Ninguém trabalha mais que ele, agora são estilos diferentes. É necessário ficar mais exposto. O PT tem que conversar mais. Esta é uma parte que não pode faltar, principalmente num momento como este”.

O petista enfatiza a necessidade de uma reforma política, excluindo o financiamento de campanha através de empresas. A aliança com o PMDB também foi lembrada, já que o partido do vice Michel Temer exige mais espaço e cargos. “Não pode ter um casamento mal feito. Que tenha mais espaço, mas que tenha também mais fidelidade. O PMDB do Senado é mais fiel que o PMDB da Câmara. Ajoelhou tem que rezar. Estar junto? Tem que estar junto mesmo”.

Propaganda

Destaque 2

Saiba como ocorre a produção do Urucum no Acre, fruto que rende o famoso tempero coloral

Publicado

em

Você já deve algum dia ter ouvido falar de Urucum, Urucu ou Coloral. Se nunca isso foi citado para vocês, o videomaker do ac24horas foi conhecer uma comunidade de produtores familiares na beira do rio acre onde a principal fonte de renda em grande parte dos moradores e esse fruto.

Planta tradicional que muitas vezes era cultivada em pequena escala, apenas para uso no tempero do dia a dia, mas que nos últimos anos tomou espaço nas propriedades de grande e pequeno porte no Acre.

A maior parte do Coloral, como se chama o tempero depois de industrializado, vem de Rondônia, percorrendo um longo caminho até chegar aos mercados e supermercados, e, assim, sucessivamente em nossa casa. O preço aumenta de acordo com as dificuldades de acesso à tecnologia, tendo em vista que no acre, não existe acompanhamento técnico a quem planta o fruto.

A reportagem conversou com produtores, especialistas e nutricionistas e tira todas as dúvidas sobre o Urucum. Assista o vídeo na íntegra:

Continuar lendo

Destaque 2

Dupla em motocicleta age novamente e atira em pessoas na baixada da Sobral

Publicado

em

Uma dupla tentativa de homicídio foi registrada na noite desta sexta-feira (18). David Kevin Nunes do Nascimento, de 18 anos, e o Caminhoneiro Egildo Ferreira Prudente, de 32 anos, foram feridos a tiros, na Rua da Sanacre, no bairro Ayrton Sena, em Rio Branco.

De acordo com informações da Polícia, David estava a mudança de sua casa, quando dois homens numa motocicleta se aproximaram e o garupa de posse de arma de jogo efetuou vários tiros. Kevin foi ferido com um tiro no braço e outro nas costas e mesmo assim ainda conseguiu correr e fugir dos criminosos. Durante a fuga, a dupla na moto avistou na mesma rua o caminhoneiro Egildo e efetuou um tiro que o atingiu no abdômen.

Uma ambulância do Samu foi acionada e conduziu David ao pronto socorro de Rio Branco em estado de saúde estável. Egildo foi conduzido por terceiros a UPA Franco Silva e em seguida encaminhado por uma viatura do Samu ao Pronto Socorro. O Caminhoneiro foi levado com urgência ao centro cirúrgico.

A Polícia Militar esteve no bairro e após fizeram rondas na região em busca de prender os criminosos, mas ninguém foi encontrado. O caso segue sob investigação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.