Conecte-se agora

Deputado contrata advogados para controlar opinião de internautas nas redes sociais

Publicado

em

NOTA_01O pagamento de uma nota, efetuado pela Câmara do Deputados, no mês de fevereiro deste ano, para empresa “Rodrigues e Zumba Advogados Associados”, no valor de R$ 4 mil para “acompanhamento diário de publicações no Facebook e blogs a fim de verificar a existência, ou não, de matérias ofensivas à honra do deputado Alan Rick Miranda, para tomar medidas judiciais cabíveis”, (além de outros serviços ligados à advocacia) provocou um acalorado debate nas redes sociais sobre a utilização da “Cota para Exercício da Atividade Parlamentar”.

Os internautas acusam Alan Rick Miranda (PRB), de usar dinheiro público para bancar arapongagem nas redes sociais. Eles alegam que o objetivo do deputado, seria tolher a liberdade de expressão, através de ações judiciais para impedir criticas direcionadas a sua atuação na Câmara dos Deputados. O parlamentar confirmou a contratação da empresa e contesta as acusações. Ele afirma que é perfeitamente normal a contratação de assessoria jurídica pelos deputados federais, que precisam se cercar de cuidados para fazer um bom mandato.

“É uma contratação normal. Todo parlamentar tem que ter um escritório de advocacia para cuidar das questões relativas ao mandato. Neste caso, os serviços foram contratados para montar meu escritório em Rio Branco. A nota é legal. Isso está no portal de transparência. É para cuidar das questões relativas ao mandato. Estou apenas me cercando de todos os cuidados para fazer um bom mandato. Todo trabalho parlamentar tem assessoria jurídica, já que não quero correr riscos nem cometer erros”, justifica o deputado Alan Rick.

CNPJ_01A denúncia contra o deputado federal do Acre ganha novos contornos quando a empresa que emitiu a nota aparece no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), com data de abertura da firma em 11 de fevereiro deste ano, o mesmo mês que a Câmara dos Deputados, em Brasília, fez o pagamento para os serviços prestados. Pelo Facebook, Alexandro Rodrigues, um dos sócios da Rodrigues e Zumba Advogados Associados, confirmou que foi contratado para prestar serviços jurídicos para o deputado federal Alan Rick Miranda.

A empresa executou “serviços na instalação do gabinete do deputado, no Estado do Acre, compreendido na prestação dos serviços de consultoria jurídica, elaboração e acompanhamento de contrato de locação do imóvel sede do gabinete no Acre, contratos de locação de veículos, assessoramento em reuniões de auxiliares parlamentares e, no caso, análise de uma determinada postagem feita por um internauta em página do facebook, feria a honra e dignidade do mandato do deputado, coisa que, convenhamos, não deve merecer aplauso”.
ALAN_01

O advogado justifica ainda que a contratação, “não se tratando, pois, de prestação de serviços jurídicos sem vinculação ao mandado, tampouco, como medida de censura prévia a qualquer opinião de quem quer que seja”. Com o escritório da empresa funcionando no seu apartamento, Alexandro Rodrigues diz que a atividade da advocacia é regida por lei própria, exigindo “apenas que a inscrição principal do advogado deve ser feita no Conselho Seccional em cujo território pretende estabelecer o seu domicílio profissional”.

Além do salário de R$ 33,7 mil, cada deputado federal tem uma série de regalias para o exercício parlamentar. direito a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP) pode ser usada para despesas com passagens aéreas, conta de telefone e serviços com os Correios. Parte do recurso pode ainda ser destinada ao pagamento de aluguéis de imóveis nas bases eleitorais. É permitido o uso da cota para gastos com hospedagem e até fretamento de aviões, barcos e veículos. O dinheiro pode ser usado ainda para combustíveis.

 

Propaganda

Destaque 2

Saiba como ocorre a produção do Urucum no Acre, fruto que rende o famoso tempero coloral

Publicado

em

Você já deve algum dia ter ouvido falar de Urucum, Urucu ou Coloral. Se nunca isso foi citado para vocês, o videomaker do ac24horas foi conhecer uma comunidade de produtores familiares na beira do rio acre onde a principal fonte de renda em grande parte dos moradores e esse fruto.

Planta tradicional que muitas vezes era cultivada em pequena escala, apenas para uso no tempero do dia a dia, mas que nos últimos anos tomou espaço nas propriedades de grande e pequeno porte no Acre.

A maior parte do Coloral, como se chama o tempero depois de industrializado, vem de Rondônia, percorrendo um longo caminho até chegar aos mercados e supermercados, e, assim, sucessivamente em nossa casa. O preço aumenta de acordo com as dificuldades de acesso à tecnologia, tendo em vista que no acre, não existe acompanhamento técnico a quem planta o fruto.

A reportagem conversou com produtores, especialistas e nutricionistas e tira todas as dúvidas sobre o Urucum. Assista o vídeo na íntegra:

Continuar lendo

Destaque 2

Dupla em motocicleta age novamente e atira em pessoas na baixada da Sobral

Publicado

em

Uma dupla tentativa de homicídio foi registrada na noite desta sexta-feira (18). David Kevin Nunes do Nascimento, de 18 anos, e o Caminhoneiro Egildo Ferreira Prudente, de 32 anos, foram feridos a tiros, na Rua da Sanacre, no bairro Ayrton Sena, em Rio Branco.

De acordo com informações da Polícia, David estava a mudança de sua casa, quando dois homens numa motocicleta se aproximaram e o garupa de posse de arma de jogo efetuou vários tiros. Kevin foi ferido com um tiro no braço e outro nas costas e mesmo assim ainda conseguiu correr e fugir dos criminosos. Durante a fuga, a dupla na moto avistou na mesma rua o caminhoneiro Egildo e efetuou um tiro que o atingiu no abdômen.

Uma ambulância do Samu foi acionada e conduziu David ao pronto socorro de Rio Branco em estado de saúde estável. Egildo foi conduzido por terceiros a UPA Franco Silva e em seguida encaminhado por uma viatura do Samu ao Pronto Socorro. O Caminhoneiro foi levado com urgência ao centro cirúrgico.

A Polícia Militar esteve no bairro e após fizeram rondas na região em busca de prender os criminosos, mas ninguém foi encontrado. O caso segue sob investigação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.