Conecte-se agora

Quem nunca errou, atire a primeira pedra!

Publicado

em

Quando se coloca a emoção acima da razão, estamos sujeitos a cometer erros. E por isso ac24horas reconhece que foi injusto, e imprudente, ao generalizar a decisão judicial que acabou por censurar uma reportagem neste jornal por envolver o nome de um magistrado.

Evidente que a citada decisão atenta contra a liberdade de expressão, mas ela, em si, não apaga outras decisões, inclusive favoráveis a este veiculo de comunicação, quando terceiros nos interpelaram com acusações que foram rechaçadas por juízes da comarca de Rio Branco, que resguardaram o direito da boa informação e o livre exercício da profissão de jornalistas.

E não estamos falando  apenas de uma. Foram várias. Magistrados que diariamente acompanham o trabalho de ac24horas reconheceram que a imprensa deve ser livre e informar, dentro dos critérios éticos e que a lei permite.

Dezenas de sentenças foram prolatadas em favor de ac24horas. E reconhecemos: em nenhum destes casos, sequer, tornamos público os benefícios da lei que nos foi garantido por uma decisão de juiz. E injustamente, esquecemos de dizer aos leitores que a justiça existe e que aqui se faz justiça.

Não. Não há nenhuma decisão que agrade a todos. Sempre alguém vai reclamar e se achar que foi prejudicado por este ou aquele motivo. E este é um exemplo do que aconteceu com a decisão do magistrado, que infelizmente, não entendeu como jornalística e dentro dos padrões da ética, a reportagem que mandou retirar do ar.

Não queremos ser donos da verdade. Não somos intocáveis e longe de querer ensinar a justiça a tomar suas decisões. Só lutamos pelo direito de informar, contra ricos e pobres e mostrar os fatos, para que o leitor decida quem tem razão após o relato de cada história.

Queremos liberdade de expressão para mostrar ou alertar, autoridades sobre coisas que muitas das vezes eles próprios não têm conhecimento.

Seres humanos erram. Por isso, assim como jornalista, magistrado também está sujeito a cometer injustiças, mesmo na sua mais boa fé.

Para ficar claro e não tocar mais neste assunto, é bom dizer que ac24horas sempre teve liberdade para mostrar os fatos como bem entendeu, sem ser molestado pelo judiciário acreano.

Consideremos então que este foi um fato isolado e que nos sentimos tolhidos de nosso direito de bem informar sim, mas nada que o entendimento e o diálogo não possa resolver.

Nunca é tarde lembrar que as causas que os magistrados defendem são as mesmas nossas: justiça e cidadania para todos e por isso não há motivos para tornar este episódio numa batalha judicial sem fim, onde todos se achem “certos” e livres de questionamentos. Mas na verdade, todos só perdem…

 

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas