Conecte-se agora

“Não podemos admitir que a liberdade de expressão seja aviltada no Acre”, diz Rocha

Publicado

em

O deputado Major Rocha (PSDB) fez um protesto na manhã desta terça-feira (18), contra o que ele classifica como “ataque contra a liberdade de expressão”. Sob olhares atônitos dos colegas, o tucano passou aproximadamente quanto minutos em silêncio. Ele justifica que a iniciativa serviria para alertar que os direitos de informar livremente estariam sendo ameaçados no Acre.

Segundo Rocha, as duas liminares concedidas para suprimir uma reportagem do portal de notícias ac24horas – que questionava uma suposta chantagem entre membros dos poderes Judiciário e Executivo afrontam uma história de lutas pelas liberdades. “O Poder Legislativo não poder fica inerte diante dos abusos e arbitrariedades que acontecem em terras acreanas”, destaca o deputado.

Ele informa que acompanhou a matéria “que tratava de uma gravação de um professor que relatava a possibilidade da existência de um complô de membros do judiciários para fazer uma chantagem contra o Executivo.

rocha _DL_1745

“A reportagem representava o bom jornalismo, ouvindo todos os lados e dando oportunidade para toas as partes apresentarem suas manifestações”, enfatiza.

Para o tucano, a população e as autoridades “não podem ver este direito aviltado de forma a levar o nosso Estado a viver os tempos que a imprensa não podia noticiar. Foi a imprensa acreana responsável por desvendar irregularidades desta e de outras gestões. O desembargador teve todas as oportunidades para se manifestar na matéria, mas não fez”, ressalta.

O parlamentar acredita que a “agilidade” que a Justiça tratou a questão para defender o desembargador, não é a mesma que é concedida ao cidadão comum. “É inadmissível que uma liminar pleiteada por pessoas que precisam de tratamento de saúde leve até sete dias para ser apreciada. Uma liminar para um mortal comum tem que esperar semanas”, afirma Major Rocha.

Uma carta atribuída a um jornalista, que exalta a falta de liberdade de expressão no Acre, foi lida pelo parlamentar tucano. “Não se vê esta agilidade que fizeram para cassar uma matéria do ac24horas, em outras questões judiciais. Queria ver a agilidade do judiciário para esclarecer quem foram os desembargadores que vazaram informações privilegiadas sobre a Operação G7”, finaliza Rocha.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas