Conecte-se agora

Confira os perfis dos candidatos ao governo e senado pelo Acre

Publicado

em

ac24horas disponibiliza os perfis dos oito candidatos ao governo  e senado pelo Acre nas eleições de 2014.  Sebastião Viana (PT), Márcio Bittar (PSDB), Tião Bocalom (DEM) e Antônio Rocha (PSOL) disputam o cargo de chefe do Palácio Rio Branco  pelos próximos quatro anos.

Já Gladson Cameli (PP), Perpétua Almeida (PCdoB), Roberto Duarte (PMN) e Professor Fortunato (PSOL) disputam a única vaga ao senado disponível neste pleito.  O vencedor da eleição comporá o time de três senadores do Acre em Brasília,(DF), composto atualmente por Jorge Viana (PT), Sérgio Petecão (PSD) e Aníbal Diniz (PT), que cumpre mandato até o inicio de 2015.

 

GOVERNADOR

1 Apuração Natan - Copia - Copia - Copia - CopiaSebastião Viana – PT – 13
Nascido em Rio Branco em 1961, Sebastião Afonso Viana Macedo Neves, atual governador do Acre, mais conhecido como Sebastião Viana, é formado em medicina pela Universidade Federal do Pará, pós-graduado em Clínica Médica e doutor em Medicina Tropical pela Universidade de Brasília. Ele é casado com Marlúcia Cândido e possui três filhos. Sebastião Viana Viana é candidato à reeleição ao cargo de governador do Acre pelo PT.

Iniciou sua vida política ainda como universitário participando no movimento estudantil, e disputou pela primeira vez um cargo público em 1994, quando foi candidato a governador do Acre terminando em 3º lugar. Quatro anos depois conseguiu ser eleito senador e reeleito na eleição seguinte. Em 1998 foi eleito senador pelo Acre e reeleito em 2006. Foi eleito governador do Acre em 2010. No pleito se 2014, Viana tem como vice a procuradora do Estado Nazaré Araújo, filha do ex-governador do Estado José Augusto.

1 Apuração Natan - Copia (2)Márcio Bittar – PSDB – 45
– Marcio Miguel Bittar nasceu em Franca, cidade do interior paulista, em 28 de junho de 1963. Ele é casado com Marcia Espíndola Bittar, com quem tem quatro filhos. É deputado federal em seu segundo mandato (não sucessivo) e hoje ocupa o segundo cargo mais importante dentro do Congresso Nacional: a primeira-secretaria da Câmara.

Vindo para o Acre ainda na década de 1970, construiu sua vida no município de Sena Madureira. Sua entrada na política se deu ainda na juventude, quando participava dos movimentos estudantis em Mato Grosso do Sul, onde morou para completar os estudos.

Sua carreira pública começou na década de 1990, quando foi eleito deputado estadual no Acre. Durante sua passagem pela Assembleia Legislativa do Acre (ALEAC), entre 1995 e 1999, se destacou como autor de projetos importantes. Em destaque estava o fim do pagamento de pensão para ex-governador. O projeto foi sancionado pelo então governador Orleir Cameli. O benefício, contudo, voltou durante o governo do PT.

Outro projeto estava o fim do voto secreto na ALEAC, o que contribuiu para uma maior transparência no exercício da atividade parlamentar. Esta atuação lhe rendeu aprovação popular e um mandato na Câmara dos Deputados entre 1999 e 2002. Em 2006 concorreu pela primeira vez ao governo, ficando em segundo lugar. Quatro anos depois foi eleito deputado federal com a maior votação já recebida para o cargo. Márcio Bittar é graduado em História pela Faculdade Claretiano, de Brasília (DF).

Bittar tem como vice a deputada estadual Antônia Sales, esposa do prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales.

1 Apuração Natan - Copia - Copia (2)Tião Bocalom – DEM – 25
– Sebastião Bocalom Rodrigues foi candidato ao Governo do Estado do Acre nas eleições de 2010 e candidato a Prefeitura de Reio Branco em 2012 pelo PSDB no qual foi presidente estadual do partido no Acre. Foi prefeito por três vezes da cidade de Acrelândia, exercendo o seu primeiro mandato de 1993-1996, outra vez voltou a se reeleger em 2000 alcançando 59% dos votos válidos e quatro anos depois em 2004 conseguiu se reeleger novamente. Antes de mudar para o Acre, Bocalom foi prefeito da cidade de Nova Olímpia (PR) entre 1983-1989.

Bocalom é professor formado em Matemática na Faculdade de Filosofia C e Letras de Mandaguari e em ciências físicas e biológicas pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Umuarama. Foi vereador em Nova Olímpia, no Paraná, no período de 1983 a 1989. Veio para o Acre onde reside há 28 anos. Filiou-se em 1982 na Aliança Renovadora Nacional [Arena], em 1987 no PDS e em 1997 no PSDB.

Antes de ser prefeito foi proprietário de uma indústria madeireira. Depois, prefeito de Acrelândia entre 2003 e 2006, Secretário de Estado de Agricultura no período de 01 de janeiro de 1999 a 30 de abril de 2000 e voltou a ser prefeito de Acrelândia no período de 2001 à 2004 e de 2005 à 2006. Hoje Bocalom faz parte do DEM.

Bocalom tem como vice neste pleito o deputado federal Henrique Afonso (PV).

1 Apuração Natan - Copia - Copia - Copia (2)Antônio Rocha – PSOL – 50
– Antonio Rocha é candidato ao cargo de Governador do Acre pelo PSOL. Natural do município de Tarauacá, no Acre, Antonio da Cruz da Rocha Alves é funcionário público estadual. Em 2008 foi candidato ao cargo de prefeito de Rio Branco, mas os 1.946 votos válidos alcançados não foram suficientes para a vitória. O socialista tem como vice a agricultora Dani Mendonça.

 

SENADO

1 Apuração Natan - Copia - CopiaRoberto Duarte – PMN – 333
Roberto Duarte Junior, 39 anos, casado, é candidato pela primeira vez e já encara uma candidatura ao cargo de Senador do Acre pelo Partido de Mobilização Nacional (PMN), com o número 333, pela Coligação Produzir Para Empregar (DEM / PV / PMN). Ele terá como 1ª Suplente, Maria Luceni Pereira Rodrigues e Sandra Maria, 2ª Suplente.

Natural de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Roberto Duarte Júnior é formado em Direito pela Faculdade de Rondônia e pós-graduado em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho pela União Educacional do Norte (Uninorte). Considerado um advogado militante, atua também na esfera Eleitoral, dentre outras áreas.

1 Apuração NatanGladson Cameli – PP – 111
Gladson Cameli, 36 anos, casado, é candidato ao cargo de Senador do Acre pelo Partido Progressista (PP), com o número111, pela Coligação Por Um Acre Melhor (PMDB, PSDB, PTdoB, PSC, PTC, PPS, PR, SD, PP, PSD). Ele terá como 1ª Suplente, Mailza Gomes e Bispo José, 2º Suplente.

Gladson enfrentou sua primeira disputa eleitoral em 2006, sendo eleito Deputado Federal e reeleito em 2010.

Nascido no município acreano de Cruzeiro do Sul, Gladson de Lima Cameli é formado em Engenharia Civil pelo Instituto Luterano de Ensino Superior de Manaus.

1 Apuração Natan - CopiaPerpétua Almeida – PcdoB – 654
Maria Perpétua Almeida, 49 anos, casada, é candidata ao cargo de Senadora do Acre pelo PCdoB, com o número 654, pela Coligação da Frente Popular do Acre (PDT, PRB, PT, PSL, PTN, PSDC, PHS, PSB, PRP, PEN, PPL, PC do B, PROS e PTB). Ela tem como 1º Suplente Davi Santiago e Pedro Longo, 2º Suplente.

Natural do município acreano de Porto Walter, Maria Perpétua de Almeida possui ensino médio completo e antes de entrar na política foi professora e bancária. Assumiu o primeiro cargo eletivo de Vereadora de Rio Branco em 2000, dois anos depois foi eleita Deputada Federal em 2000, e reeleita por mais dois mandatos (2006 e 2014).

1 Apuração Natan - Copia - Copia - CopiaProfessor Fortunato – PSOL – 500
Fortunato Martins Filho, 46 anos, solteiro, é candidato ao cargo de Senador do Acre pelo Partido Socialismo e Liberdade  (PSOL), com o número 500, sem Coligação. Fortunato já foi candidato a Vereador de Rio Branco em 2012 pelo PPS, mas não saiu vitorioso. Ele tem como 1º Suplente, Paulo Cahu e Hudson da Rocha, 2º Suplente.

Natural do município de Maués, no Amazonas, Fortunato Martins Filho é professor do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal do Acre (UFAC) com mestrado em Desenvolvimento Regional pela mesma universidade.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas