Conecte-se agora

Habeas corpus de PMs acusados de homicídio é negado

Publicado

em

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre negou nesta terça-feira (10) os Habeas Corpus impetrados pela defesa dos policiais militares José Lopes Pereira, Jocélio de Souza Brito, Anderson Roberto Abreu Pinho e José Andrias de Araújo Pereira, mantendo, assim, as prisões preventivas dos acusados pela prática de homicídio triplamente qualificado.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), no dia 21 de abril de 2014, no município de Capixaba, os réus, agindo em comunhão de esforços, mataram Magdiel Wellington Chaves Victuri em sua própria residência, após uma suposta perseguição policial. Houve “vários chutes e murros no abdômen e na cabeça, causando-lhe hemorragia intracraniana e traumatismo cranioencefálico, os quais foram a causa eficiente de sua morte”.

O MP destacou que várias testemunhas apontam os acusados como os autores das agressões e que os próprios autos “evidenciam que a vítima foi submetida a intenso sofrimento físico”. O laudo cadavérico evidenciou que a causa da morte da vítima foi decorrente da violência perpetrada.

Os acusados, no entanto, negaram a autoria do crime, alegando que cumpriam com o seu dever legal no dia dos fatos, sendo que a vítima esboçou reação ao ser abordada e teria sofrido uma queda, a qual pode ter provocado sua morte.

A defesa argumentou que as prisões dos acusados “estão despidas de fundamento legal”, uma vez que, supostamente, não estariam presentes os pressupostos autorizadores para tal, como a garantia da ordem pública e a aplicação da lei penal, existindo tão somente provas “meramente testemunhais”.

Segundo a defesa, a manutenção da prisão dos acusados representa uma coação ilegal no seu direito de ir e vir (art. 647 do Código Penal).

“Não há justa causa no caso em questão, porque inexistem indícios de autoria e materialidade das condutas em tese praticadas pelos pacientes”, ressaltou.

O relator do processo, desembargador Samoel Evangelista, no entanto, não acatou os argumentos apresentados pela defesa dos acusados.

Para o magistrado, não há irregularidade na manutenção da prisão preventiva dos militares, uma vez que várias testemunhas apontaram que, ao contrário do que alegou a defesa, os acusados teriam sido os autores das agressões sofridas pela vítima e que culminaram com a sua morte.

Samoel Evangelista também sustentou que a instrução deveria ser feita pelo Juízo de Capixaba, legitimado para julgar a ação em razão da competência territorial. Os acusados estão presos no QCG da PM na Capital.

Os desembargadores Denise Bonfim (presidente do Órgão Julgador) e Francisco Djalma (membro) também acompanharam o voto do relator e, à unanimidade, resolveram denegar o pedido formulado pela defesa dos acusados, mantendo, assim, suas prisões preventivas. A sessão também teve em sua composição a presença do procurador de Justiça Sammy Barbosa, representando o MPAC.

 

Propaganda

Blog do Crica

Socorro Neri acusa Jorge Viana de usar vereadores do PT para lhe enquadrar e confirma rompimento

Publicado

em

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, na sua primeira declaração pública sobre a sucessão municipal, advertiu ontem ao BLOG DO CRICA de que não será enquadrada pelo PT para ser marionete na eleição municipal deste ano. A reação foi em relação ao encontro que teve esta semana com os vereadores da bancada petista, e na qual foi lhe dito que o PT terá candidato próprio à PMRB. E na bucha, ela respondeu que disputaria a reeleição. Ela viu na posição da bancada petista uma forma de pressão para que não saia candidata. “O que está acontecendo é uma tentativa do Jorge Viana de usar os vereadores do PT, para me enquadrar. Coisa explícita. O enquadramento passaria por eu não ser candidata, apoiar o candidato do PT e ainda deixar que o JV governe a prefeitura. É evidente que o tiro não atingiu o alvo e nem vai atingir. A chance disso acontecer é zero e já fui clara na reunião com os vereadores”, destacou a prefeita. Sobre uma aliança com o PT descarta, e ressalva de que não tinha dúvida de que o PT teria candidato próprio. “Mas isso, depois reunião, já não me diz mais respeito”, aduziu. Com isso se dá uma mexida na principal peça do tabuleiro de xadrez, já se sabendo que a prefeita Socorro Neri será candidata e descartando que dispute dentro de uma aliança petista.

SACRAMENTAR O DESMANCHE

A prefeita Socorro Neri espera apenas a chegada do presidente regional do PSB, César Messias, para que este sente com o PT para que a sua posição do desmanche da aliança fique oficial.

ANDANDO NA NAVALHA

O presidente do PT, Cesário Braga, disse que a partir desta decisão da prefeita Socorro Neri espera que ela chame para uma conversa os partidos que a elegeram, inclusive, o PT, para participar. E finalizou, no fechamento do comentário: – o partido espera a sua iniciativa.

PASSANDO AO LARGO

Acontece que as conversas mais fechadas sobre a candidatura própria para a prefeitura de Rio Branco estão sendo travadas ao largo da direção regional, ficando restritas ao Jorge Viana, Binho Marques, Marcus Alexandre e Raimundo Angelim, que estão dando estas cartas.

NÃO DESCOBRIU A PÓLVORA

Que o ex-senador Jorge Viana (PT) é o principal articulador para que o PT tenha candidato próprio não é nenhuma descoberta da pólvora pela prefeita Socorro Neri, e nem que o JV tinha aspiração de coordenar uma campanha do Angelim com o apoio da prefeita. Isso até o vendedor de picolé sabe. Só que com a negativa da Socorro esta estratégia fracassou.

SEGUE COM O PT

O líder da bancada da prefeita Socorro Neri na Câmara Municipal de Rio Branco, vereador Rodrigo Forneck (PT), não quis emitir juízo de valor sobre a decisão dela, preferindo esperar a posição da direção do PT. Mas ressalvou que, acompanha o PT se este tiver candidato á PMRB.

DANKAR QUER CANDIDATURA PRÓPRIA

Mesmo ressaltando estar afastado do PT, não sabendo nem se disputará a reeleição pelo partido, o vereador Almir Dankar (PT) disse achar correto a sigla ter candidatura própria.

 PERSONALIDADE FORTE

Conheço a prefeita Socorro Neri há um bom tempo, fomos secretários municipais na mesma gestão da prefeitura de Rio Branco, conheço a sua personalidade forte e tinha certeza de que, não se deixaria ser manipulada. Se, ela quer ser candidata à reeleição, é direito seu e ponto.

O REI VAI NU

O PT perdeu o poder. E, é neste cenário que tem de disputar a eleição para a prefeitura de Rio Branco. Sem a Frente Popular e os partidos que foram seus puxadinhos, sem empresários ajudando na campanha, sem cargos para dar, enfim o ex-Rei tem de ir nu para a eleição.

NADA MAIS NATURAL

Mas, nada mais natural que o PT, que é disparado o maior partido da oposição no Acre, tenha candidato próprio a prefeito no maior colégio eleitoral, que é Rio Branco, até para dar palanque e maior visibilidade aos seus candidatos a vereadores. Faz parte do jogo político.

SEM COMPROMISSO PARA VICE

A prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem (PT), disse ontem ao BLOG que nunca convidou, fez acordo, discutiu com qualquer político ou partido, a indicação do vice na sua chapa para disputar a reeleição. Elogiou muito o seu vice Carlinhos do Pelado (PSB), em quem diz confiar.

NÃO FALA DE POLÍTICA

A prefeita Fernanda Hassem (PT) disse ainda estar focada no momento em melhorar ainda mais a sua administração, não comentou sobre possíveis adversários na campanha, e disse que falar de política terá o momento certo, que será após as convenções partidárias.

A VIOLÊNCIA CHEGOU AO PODER

Somente este mês de janeiro já foram registradas 20 execuções, a maioria esmagadora na capital, algumas com maior requinte de perversidade, como corte de cabeças e outros membros. Mas agora, esta violência abandonou a periferia e chegou ao âmago do poder, com a morte brutal a golpes de terçado da sogra da secretária de Fazenda, Semírames Dias. O companheiro da sua sogra foi inclusive degolado. Chega de dourar a pílula que vai tudo bem.

PASSOU DO SUPORTÁVEL

Todo mundo reconhece o esforço dos que comandam as forças policiais, mas nem por isso podemos deixar de registrar que vivemos numa cidade que a cada dia que passa se torna mais perigosa. Os assaltos são agora de dia e na cara limpa. O bandido perdeu o medo da polícia.

 TENTE PARA VER!

Agora, vá um policial usar de força extremada contra bandidos perversos, como estes que estão degolando pela cidade que, com certeza serão denunciados por tortura. Pela Lei do Abuso de Autoridade, mesmo um marginal com dez mortes violentas, não pode ter o seu rosto mostrado. A verdade nua e crua é que o Estado está perdendo a guerra contra a violência.

TUDO UMA GRANDE FARSA

Durante a campanha, com a maior cara lisa o que se via era candidato dizendo que ao chegar à Câmara Federal e ao Senado seriam baluartes contra o crime organizado endurecendo a lei. Tudo uma grande farsa. A Lei de Abuso de Autoridade foi criada e votada pelos políticos.

ANGELIM FORA

A fonte é boa, o ex-prefeito Angelim (PT) não disputará a prefeitura da capital por nenhum partido. Não está errado. Os que o querem candidato deveriam ter se lembrado que ele existe na última campanha a deputado federal, quando foi jogado às traças pelo PT, e perdeu.

CORTINA DE FUMAÇA

A história de que a oposição ao prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, ainda vai definir um candidato para lhe enfrentar é balela. A ex-prefeita Toinha Vieira (PSDB) será o nome.

CAIU NA REAL

Bom que a secretária de Turismo, Eliane Sinhasique, tenha caído na real de recuar na ideia de construir ao preço de 400 mil reais, dois dinossauros na entrada de Rio Branco. Era uma ideia estapafúrdia. Como fui um dos críticos registro que, o recuo dela é louvável e pragmático.

FORA DO MDB

Falando sobre a política, a secretária Eliane Sinhasique, está mesmo fora do MDB e não participa de nenhuma das atividades partidárias. Já tinha uma mágoa da campanha para prefeita de Rio Branco, quando esperava mais apoio do partido, e se acentuou quando seus dirigentes disseram que não representava o MDB no governo. Se recolheu em copas.

SEGURO MORREU DE VELHO

Sinhasique se afastou, mas não deixou o partido, ao qual continua filiada. A sua desfiliação lhe tiraria o direito de assumir uma vaga de deputada do MDB, já que é a primeira suplente.

SEM A MÃO AMIGA

Não é bom aos vereadores do PT, a ruptura com a prefeita Socorro Neri, porque significa que terão que disputar a reeleição com a cara e a coragem, já que ela apoiará outros candidatos.

 SIMPLES DE RESOLVER

Na reunião de ontem do governador Gladson Cameli com o secretariado este pediu que, secretários deixem de ficar um puxando o tapete do outro. Simples de acabar: demita os dois.

TODAS AS CONDIÇÕES

Num ponto o vice-governador Major Rocha não pode ter qualquer reclamação do governador Gladson Cameli: foi lhe dada carta branca e todo suporte material e financeiro para tocar a Segurança. Todos os que comandam o setor e os cargos periféricos foram indicados por ele.

MELHORAR MUITO

Há boa vontade, empenho, mas precisa melhorar muito para a população se sentir segura.

A PERGUNTA: VAI TER MÉDICO?

Moderna, bem intencionada, a medida da SESACRE de marcar consultas e exames por um aplicativo, mas vem a pergunta: vai ter médico para atender as consultas marcadas?

FRASE DO DIA

“Todo sapato bonito um dia se torna chinelo velho”. Ditado chileno

Continuar lendo

Destaque 2

Conselheiro do B13 é executado com 15 tiros por trair a facção

Publicado

em

A onda de violência não cessa e a vigésima segunda morte foi registrada nos primeiros 16 dias do ano no Acre. O Conselheiro do Bonde dos 13, Antônio José de Oliveira, vulgo “Japonês” foi executado com 15 tiros na noite desta quinta-feira (16) na porta de entrada da UPA da Cidade do Povo, em Rio Branco.

De acordo com informações da polícia, “Japonês” teria ido deixar um amigo para receber atendimento na UPA, ao chegar na frente da unidade de saúde, membros da própria facção Bonde dos 13, o abordaram e de posse de armas de fogo efetuaram vários tiros. Antônio foi atingido pelo projeteis na região do peito, abdômen, braço e nas costas. No momento da ação dos criminosos a porta da unidade de saúde foi quebrada e várias pessoas que estavam na recepção do hospital entraram em desespero e correram ao escutar os tiros. Nenhum paciente saiu ferido no ataque dos faccionários.

Populares ao verem o homem ferido, levaram a vítima para dentro da Unidade de Saúde para receber atendimentos. A ambulância do Samu foi acionada, mas quando os paramédicos ao chegaram ao local, Antônio já se encontrava morto.

Segundo informações repassadas a reportagem do ac24horas, “Japonês” era conselheiro da facção responsável de recolher as taxas que os comerciantes pagam a organização criminosa, ele teria se apropriado do dinheiro e não repassou aos outros líderes da facção. O conselho geral do B13 se reuniu e decidiu que “Japonês” seria executado por trair a organização.

A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos dos peritos em criminalística. O corpo de “Japonês” foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

Agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já iniciaram as investigações em busca de identificar os autores do crime.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas