Conecte-se agora

Mais ação e menos bravatas

Publicado

em

Os mais conceituados cientistas políticos definem que um Chefe de Estado deve reunir virtudes essenciais que influenciem os cidadãos. Enquanto Maquiavel ensina que a condução do Estado é uma arte, e o estadista é considerado um verdadeiro artista, José Ortega y Gasset adverte que não devemos confundir um Chefe de Estado com um mero político, pois enquanto aquele se preocupa com a próxima geração, este se preocupa com a próxima eleição.

Faço essas considerações ainda sobre o impacto da declaração do governador do Acre diante da crise dos refugiados haitianos, que disse textualmente: “Com Alckmin eu não sento”, recusando-se a participar de uma reunião com o governador de São Paulo, intermediada pelo ministro da justiça.

O tom de bravata do governador petista não chega a representar uma novidade. Ele é o mesmo político que, no auge da Operação G7, demonstrou desprezo por juízas do Tribunal de Justiça do Acre e se deu ao desplante de “romper relações institucionais com a Polícia Federal”, duas instituições que devem ser respeitadas pelos trabalhos prestados à população acreana e brasileira.

Ora, qual a relevância dessa posição infantil do governador para a resolução do grave problema que é a entrada incessante de imigrantes ilegais através das fronteiras do Acre? Como aceitar que um governador se recuse a sentar com outro governador para resolver um problema que atinge diretamente a população dos dois estados da federação?

Enquanto o Acre espera pelo fechamento das fronteiras até que seja tomada uma solução definitiva para a entrada dos haitianos no Brasil, o governador prefere gastar o seu tempo com ameaças inúteis e midiáticas.

É notória a preferência do governador pelo papel de político no lugar do estadista. Não podemos esquecer a sua omissão durante as discussões sobre a PEC dos soldados da borracha, um assunto tão sensível a grande parte da população do nosso estado. Ele também esteve ausente das discussões sobre a mudança na distribuição dos royalties do petróleo, ocasião em que deveria ter liderado a bancada do Acre para garantir mais recursos para a saúde e a educação da nossa gente.

Aliás, ele sequer buscou participar da mobilização da bancada de parlamentares do Acre quando nos reunimos para discutir soluções para os 11 mil servidores demitidos por decisão do STF, deixando a impressão de que tais assuntos, vitais para os cidadãos, não fazem parte da sua agenda política.

O governador do Acre não pode se dar ao luxo de se utilizar de fanfarronices para garantir espaço na mídia, deve, isso sim, tentar encontrar soluções para os enorme e reais problemas do nosso estado, de forma refletida e baseada no bom senso e no respeito às instituições constituídas. Pois, a cada vez que opta pela bravata ele se distancia do papel de um estadista, preocupado com o destino dos cidadãos e se aproxima, ainda mais, do papel de um mero criador de factoides, que almeja apenas os holofotes da mídia, ainda que seja expondo o Acre ao ridículo.

*Marcio Bittar é deputado federal, primeiro secretário da Câmara dos Deputados e presidente da Executiva Estadual do PSDB/AC

Propaganda

Acre 01

Jéssica Sales assegura R$ 5 milhões no Calha Norte para municípios acreanos

Publicado

em

A deputada Jéssica Sales (PMDB-AC) assegurou nesta segunda-feira 23, no Programa Calha Norte, o empenho (garantia de pagamento) de emendas da ordem de R$ 5 milhões para a execução de obras nos municípios acreanos. Os recursos foram indicados ao orçamento da União do ano passado, por meio das emendas de relator, asseguradas pelo Governo Federal aos parlamentares de primeiro mandato.

O município de Cruzeiro do Sul será beneficiado com recursos da ordem de  R$ 2 milhões para a melhoria de abastecimento d’água, construção de uma praça, do centro de multiuso, passarelas e da rampa do Rio Juruá; Rodrigues Alves também foi contemplada com R$ 500 mil para a construção de rampa no Rio Juruá; R$ 250 mil serão destinados ao município de Brasileia para a aquisição de um caminhão; R$ 600 mil para a construção de Unidade de Força Terrestre e de paradas de ônibus para Mâncio Lima; R$ 500 mil para a ampliação de escola em Marechal Thaumaturgo; R$ 600 mil serão destinados à pavimentação de ruas do município de Porto Walter e mais R$ 300 mil para a construção de prédio público no município de Sena Madureira.

Jessica_01

“A garantia desses recursos para benfeitorias nesses municípios converte em melhoria da qualidade de vida para a população e, isto me realiza como parlamentar porque este é o meu propósito: ações concretas” – disse.

A deputada Jéssica Sales disse ainda que fará do seu mandato uma busca incessante de recursos e programas junto aos ministérios, autarquias e demais órgãos federais com a finalidade de atender todos os administradores municipais, sem distinções de cores partidárias.

NOTA DE REPÚDIO

A deputada falou ainda do episódio do ataque de um militante do PT à deputada Eliane SInhasique (PMDB). “Em face dos últimos acontecimentos ocorridos contra minha colega de partido e exemplar parlamentar acreana, Eliane Sinhasique, venho a público repudiar veementemente uma publicação feita recentemente nas redes sociais, ironizando propositalmente uma foto da deputada estadual, sugerindo uma palavra de baixo calão, que para quem bem a conhece nunca estará em conformidade com sua conduta em sociedade”.

Segundo Jéssica Sales, “Ao distorcer a palavra “DePUTAda”, ele não apenas ofendeu de modo chulo, a reputação de uma personalidade pública, como também tentou desconstruir a imagem da figura feminina em sociedade. De tal modo que considero o corrido, uma prática imoral e, portanto, inaceitável contra uma corajosa mulher, que em sua trajetória de vida pública possui conduta ilibada”.

Ela conclui destacando que “aproveito a ocasião, para elogiar a pemedebista Eliane Sinhasique, que jamais se deixa abater pelas ofensas a ela dirigidas, demonstrando equilíbrio e firmeza na condução consciente dos trabalhos do legislativo acreano, bem como no andamento de sua pré-candidatura a Prefeitura de Rio Branco, fato que muito nos honra, enquanto mulheres batalhadoras que dia a dia lutamos contra o preconceito social, que infelizmente ainda é manifestado por uma meia dúzia de machistas, que preferem subjugar a figura feminina a cozinha e fogão, por não ter a capacidade de reconhecer a importante atuação pública que nós mulheres já conquistamos em igual nível diante as instâncias sociais e políticas”.

 

Continuar lendo

Destaque Direita 01

Nil se reúne com comunidades de Porto Acre e frisa investimentos

Publicado

em

Conhecido por seu potencial produtivo, o município de Porto Acre deve receber R$ 6 milhões de investimentos nas cadeias produtivas como a suinocultura, a bacia leiteira, a castanha, a borracha e a fruticultura. Foi o que explicou Nil Figueiredo, gestor da Seaprof, durante visitas às comunidades das vilas do V e Caquetá.

5f701be7-fffd-4ccf-9c02-dc62516339fc

“Além dos investimentos, um diferencial é a assistência técnica que vão receber. São recursos capazes de transformar a realidade dos produtores familiares aqui da Vila do V”, destaca Figueiredo.

Porto Acre tem no campo a principal fonte de geração de renda de sua economia. Estima-se que das mais de 16 mil pessoas que moram no município, 80% viva na zona rural.

Geraldo Amarante, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, que representa mais de três mil produtores, afirma que saiu satisfeito do encontro. “Precisamos muito desse apoio do governo. Acredito que todos os produtores estão satisfeitos com o que ouviram aqui.”

Opinião compartilhada pelo presidente da Associação de Produtores São Francisco, Marlírio Magalhães. “Essa reunião é muito boa para que a gente conheça quais são os investimentos e possa decidir o que é melhor pra nossa comunidade.”

As principais culturas produtivas do município são o plantio de banana e mandioca.

Além da Vila do V, a comunidade do Caquetá e o escritório da Seaprof na cidade de Porto Acre também realizaram reunião com produtores familiares.

Continuar lendo
Propaganda
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.