Conecte-se agora

Em protesto contra o Incra, produtores rurais fecharão trecho da BR-317 por tempo indeterminado

Publicado

em

Revoltados com um pedido de reintegração de posse solicitado pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), trabalhadores rurais que ocupam uma área de terra conhecida como Campo Alegre, há três anos, decidiram bloquear a BR-317 por tempo indeterminado, na terça-feira (29).

unnamed

A informação foi repassada pelo vice-presidente da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), José Janes. De acordo com o sindicalista, mais de 100 famílias serão despejadas através da ação judicial protocolada pelo Incra. Ele protesta ainda contra um estudo socioeconômico que foi feito pelo instituto.

“O Incra fez um estudo socioeconômico furado. No Campo Alegre temos agricultores expulsos da Bolívia e várias famílias sem teto. Apenas 20 das 120 famílias foram contempladas pelo Incra, que agora conseguiu por meio da Justiça, a reintegração de posse que deixará 100 famílias na rua”, diz José Janes.

Ele protesta ainda contra o que classifica como “morosidade e politicagem do Incra, do governo do Acre e do Governo Federal. Os governos do PT fizeram menos reforma agrária do que o governo do Fenando Henrique Cardoso. As administrações de esquerda ficaram só no discurso”, enfatiza Janes.

O sindicalista informa que o mês de maio, será dedicado exclusivamente a protestos. “Vamos ocupar a sede do Incra e vários prédios públicos. A estratégia foi decidida em assembleia com os trabalhadores rurais. Não intendemos porque um Incra que era para assentar está expulsando trabalhadores rurais”.

José Janes destaca que o bloqueio da estrada de acesso aos municípios de Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri, já foi comunicado à PRF e PM. “O Incra está acéfalo. Não conseguimos resposta de ninguém de lá. Bloquearemos a BR até que o instituto, o governo do Acre e o governo federal se pronuncie”, finaliza.

 

Propaganda

Cotidiano

Bolsonaro cria Conselho Consultivo do Fundo de Desenvolvimento Florestal

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro criou nesta terça-feira (15) o Conselho Consultivo do Fundo Nacional de Desenvolvimento Florestal (FNDF) que emitirá opinião sobre a distribuição de seus recursos e avaliar sua aplicação.

O Conselho Consultivo do FNDF será presidido pelo indicado do Serviço Florestal Brasileiro do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Outros seis representantes de órgãos federais e da Confederação Nacional dos Municípios também farão parte do Conselho.

A decisão está publicada na edição desta terça-feira do Diário Oficial da União.

Continuar lendo

Acre

Fibromialgia: pacientes recebem direito a transporte gratuito

Publicado

em

A prefeitura de Rio Branco por meio da superintendência municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans) publicou uma portaria no Diário Oficial do Estado (DOE) dessa segunda-feira, 14, informando que o município cumprirá a Lei imposta pela Câmara dos Vereadores que institui anualmente o dia 12 de maio como o Dia da Fibromialgia. Com isso, pessoas com síndrome de fibromialgia terão direito a utilizar o transporte público gratuitamente, além de direito a filas preferenciais e vagas de estacionamento em locais públicos da capital acreana.

A portaria, de nº 241/2019 diz que compete a RBTRANS, planejar, disciplinar, coordenar, controlar e fiscalizar o transporte e trânsito de Rio Branco, considerando o estabelecimento de requisitos e procedimentos para o credenciamento dos usuários com fibromialgia. A RBTrans irá fazer a emissão de documento de identificação aos pacientes/usuários do transporte público.

A solicitação do documento poderá ser feita pelo usuário ou seu representante legal, devidamente constituído, acompanhado do comprovante de pagamento de uma taxa. Os documentos necessários para emissão da carteira são: Cópia de documento de identificação e do CPF; Cópia do Laudo Médico expedido por profissional médico especialista; e se for o caso, cópia da procuração específica, com firma reconhecida, acompanhada da cópia de documento válido de identificação do Procurador.

Após o cadastro junto a RBTRANS, será expedido credencial com os dados da pessoa com síndrome de fibromialgia. A credencial para pessoas com fibromialgia terá validade de cinco anos. A portaria entrou em vigor nessa segunda-feira (15).

Fibromialgia

É uma síndrome comum, na qual a pessoa sente dores por todo o corpo durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos moles. Junto com a dor, a fibromialgia também causa fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão e ansiedade.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.