Conecte-se agora

Rio Acre atinge 16, 26m e já desabriga mais de 2 mil pessoas na capital

Publicado

em

Mais de duas mil pessoas estão desabrigadas na Capital acreana. O motivo, como já vem sendo noticiado pelo Portal ac24horas é a cheia do Rio Acre, que já marca os 16,26m , às 9h30 desta segunda-feira, 10 de março. Lotado, o Parque de Exposições Marechal Castelo Branco, localizado no 2º Distrito, abriga mais de 500 famílias atingidas pela enchente.

A Prefeitura do Município de Rio Branco informou há pouco que alguns desabrigados deverão ser encaminhados para ao Ginásio Álvaro Dantas, na região do bairro Sobral. Todas estão em áreas de risco.  Cerca de 90 famílias pediram auxilio do Poder Público para fazer a retirada de móveis de residências alagadas. A demanda é muito grande.

Os moradores do bairro Taquari estão revoltados com a falta de barcos e caminhões para retirar seus pertences das casas tomadas pelas águas do Rio Acre. A espera já dura, em alguns casos, desde ontem, domingo. Os moradores passaram todo o dia esperando pela ajuda do Poder Público, que em alguns casos não chegou. Apenas os caminhões do Exército ajudavam na retirada dos móveis.

A equipe de ac24horas percorreu neste domingo, 09, vários bairros de Rio Branco que foram atingidos pelas águas do rio Acre. O cinegrafista Celiano José usou um Drone para mostrar a invasão das águas e os balseiros que ameaçam a estrutura da ponte metálica, no centro da capital do Acre. As imagens foram feitas quando a ponte ainda estava aberta para o tráfego de veículos.

 

 

 

 

Propaganda

Acre

Petecão reage com contrariedade à provável indicação de Minoru

Publicado

em

“Gostaria que um dos nossos guerreiros tivesse essa oportunidade”

O provável convite de Gladson Cameli, governador eleito do Acre, ao professor Minoru Kinpara, da Ufac, para o cargo de secretário de Educação, conforme noticia o ac24horas neste sábado, 20, gerou sinais de mal-estar em parte da frente política que apoiou o progressista ao governo nas eleições.

O senador reeleito Sérgio Petecão (PSD), umas das principais lideranças do grupo que passa a se tornar governista a partir de 2019, considera a escolha um equívoco e uma falta de sensibilidade com o projeto do grupo que ajudou Cameli a chegar ao governo.

Em uma publicação no Facebook e que repercute em grupos de WhatsApp, Petecão diz: “Vi agora pela imprensa a notícia de que o professor Minoru teria sido convidado a assumir a pasta da Educação, uma das Pastas mais importantes de um governo. Nada contra, confesso que gostaria mesmo era que um dos nossos guerreiros tivesse essa oportunidade, pois tenho certeza que temos pessoas tão competentes quanto ele. Só para uma reflexão”.

Minoru foi candidato ao Senado pela Rede Sustentabilidade e obteve 112.989 votos. Não conseguiu se eleger, mas conquistou simpatia de parte do eleitorado. Tanto é que a especulação em torno de seu nome para a Educação do Estado é bastante elogiada nas redes sociais.

Continuar lendo

Acre

PF no Acre deflagra operação no combate a atuação de facções

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou neste sábado, 20, a Operação Dolos, destinada a desarticular organizações criminosas que atuavam em doze estados da federação.

Ao total, estão sendo cumpridas 146 ordens judiciais expedidas pela Justiça Federal do Acre, dentre as quais, 53 mandados de prisões temporárias, 22 mandados de prisões preventivas e 71 mandados de busca e apreensões, algumas delas realizadas no interior de presídios acreanos.

A investigação foi conduzida pelo grupo de investigações sensíveis da PF no Acre, especializado no combate a organizações criminosas e ao tráfico de entorpecentes, e contou com apoio do BOPE/RJ e do BOPE/AC.


Em um período aproximado de dois anos, a Polícia Federal conseguiu identificar membros ligados a três organizações criminosas, dentre as quais o Comando Vermelho, de abrangência nacional e com forte poder de atuação nos presídios de todo o país.

Estima-se que a movimentação financeira realizada por essas organizações criminosas, somente no período da investigação, tenha sido superior a 9 milhões de reais, entre depósitos e retiradas de valores, oriundos principalmente do tráfico internacional de drogas.

O nome da Operação é inspirado no Deus Dolos e representa o engano, a fraude e a malícia. O nome buscou simbolizar o complexo sistema de lavagem de dinheiro operado pelas organizações criminosas investigadas, que possui uma rede de integrantes espalhada por todas as regiões do país.

Comunicação Social da Polícia Federal no Acre

Continuar lendo

Acre

MEC libera R$ 6 milhões para instituições federais no Acre

Publicado

em

O Ministério da Educação liberou, na última quarta-feira, dia 17, R$ 6 milhões em limite de empenho para as universidades federais, instituições da rede federal de educação profissional, científica e tecnológica e hospitais de ensino vinculados à pasta no estado do Acre. No total, em todo o País, o valor foi de R$ 729,1 milhões.

Com essa verba, o MEC assegura às instituições federais de ensino 100% de execução das despesas de custeio e investimento em fontes do Tesouro. Até o momento, foram liberados limites de empenho no valor de R$ 8,20 bilhões para as despesas discricionárias, sendo R$ 7,5 bilhões em custeio e R$ 702,1 milhões em investimento.

Os recursos das despesas discricionárias são geridos pelas próprias universidades, no âmbito de sua autonomia administrativa. É com o limite de despesas discricionárias que as entidades de ensino superior efetuam os gastos com o seu funcionamento, com as suas obras, contratam seus serviços de terceirização de mão de obra e executam as despesas com assistência estudantil.

De 2016 até hoje, o MEC tem garantido 100% da dotação orçamentária das despesas de custeio, algo que não ocorreu em 2015.

Em 2015, as universidades federais não receberam sequer a totalidade da verba de custeio e atingiram somente 40% da verba de investimento disponível para o ano. Em 2016, o MEC retomou a liberação de 100% do que estava previsto no orçamento de custeio para todas as universidades do país. Em 2017, o percentual liberado das despesas com investimento foi de 70%.  Cabe lembrar que em 2016 e em 2017, o Ministério da Educação também assegurou 100% do orçamento de custeio para todas as universidades e institutos federais.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.