Conecte-se agora

DNIT corre contra o tempo para garantir travessia de veículos entre Rondônia e Acre

Publicado

em

Nos últimos dias o abastecimento de gêneros alimentícios, combustíveis e demais produtos vem sendo comprometido devido os constantes bloqueios da BR-364 ocasionados pela cheia do rio Madeira, entre os Estados do Acre e Rondônia. A única rota por terra que liga o Acre com o restante do país está há mais de 48 horas bloqueada.

Equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) tentam iniciar uma obra de emergência para que as balsas atraquem na região Abunã.  Outro problema é o distrito de Jacy-Paraná, onde foi detectado um buraco na pista de aproximadamente 20 metros. A correnteza arrancou a camada asfáltica abrindo um buraco que já compromete a passagem de veículos pelo trecho.

O inspetor da Policia Rodoviária Federal João Bosco Ribeiro explicou que a situação é delicada e tudo depende de uma vazante. Segundo ele, mesmo com a conclusão da obra do porto, não existem garantias de que o Acre não fique isolado, dando a entender que é cada vez mais provável que outros buracos surjam nos pontos que ainda continuam inundados.

“A força da água sobre a pista é muito grande. Arrancou o asfalto lá em Jacy e o DNIT já está lá tentando executar uma obra emergencial. Estamos fazendo o que está ao nosso alcance e vejo cada vez mais remota a possibilidade de se manter o tráfego na rodovia diante da situação atual”, explicou o inspetor.

Porto

Nesta terça-feira, 4,  PRF e DNIT encontraram um local para que as balsas consigam atracar e atravessar os veículos na ponta do Abunã. Trata-se de um antigo porto usado pelo Exercito, que estava desativado. As obras de emergência começaram nesta semana e a previsão é que até próxima sexta-feira, 7, no máximo, sejam concluídas, apesar de trabalharem com a possibilidade de iniciar o tráfego ainda nesta quarta-feira, 5.

O inspetor informou que o porto, quando for liberado para as operações, vai permitir o atracamento de apenas uma balsa por vez, e que as operações durante a noite irão continuar suspensas.

A PRF vai instalar ao longo dos trechos mais atingidos pela enchente, duzentas balizas de sinalização para reforçar a visibilidade. Em todos os locais onde a passagem está comprometida, a PRF atua com uma equipe para orientar motoristas e controlar o tráfego.

Nesta quarta-feira, o nível do rio madeira chegou a 18,80 metros, o que comprova que a tão esperada trégua ainda não chegou. 

Propaganda

Cotidiano

Fiscais que aplicariam provas do concurso à tarde cobram pagamento da FUNDAPE

Publicado

em

Como se não bastasse a série de problemas ocasionados com o cancelamento do concurso público da Secretaria Municipal de Educação (SEME) aos mais de 20 mil inscritos na prefeitura de Rio Branco, um novo impasse foi gerado após anúncio da anulação das provas. Os fiscais de sala que iriam aplicar as provas na tarde deste domingo, 17, alegam que a Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino e Pesquisa e Extensão (FUNDAPE), empresa contratada para realização do certame, estão se negando a pagar a diária aos aplicadores, no valor de R$ 80.

Segundo um dos fiscais que estava lotado no Instituto Federal do Acre (Ifac), que preferiu não se identificar, mesmo que eles não tenham mais que aplicar o certame na tarde de hoje, houve um encontro preparatório na última quarta-feira, dia 13, em que eles tiveram que gastar com o descolamento e ainda disponibilizar tempo para a reunião. “Estávamos todos presentes no horário combinado”, afirma um dos fiscais.

Até mesmo os funcionários da limpeza, cuja a empresa se comprometeu em pagar a diária no dia do certame, também não sabem mais se irão receber. “O pessoal da limpeza chegou bem cedo aos locais de prova. Resolveram que não vão pagar”, ressalta o denunciante.

A secretaria municipal de Educação confirmou no início da tarde o cancelamento do concurso, que seria destinado à contratação de mais de 500 profissionais. As provas que seriam aplicadas na tarde foram anuladas.

Segundo o secretário Moisés Diniz, a prefeitura irá divulgar no decorrer da próxima semana uma nova data para o concurso da Educação.

Continuar lendo

Cotidiano

Candidatos inscritos no turno da tarde ainda não sabem se provas serão aplicadas

Publicado

em

Os candidatos inscritos para fazer a prova do concurso da Secretaria Municipal de Educação (SEME) marcada para ser aplicada à tarde ainda não sabem se o certame será normalmente realizado, após as denúncias que apontam suspeitas de fraude.

Os participantes reclamam que a banca organizadora e aplicadores contratados, assim como representantes da prefeitura de Rio Branco, omitem todas as informações referentes ao concurso. “Ninguém sabe de nada. Está todo mundo [sic] querendo saber se vai haver prova ou não e eles não falam nada”, reclama um candidato.

No final da manhã deste domingo, 17, equipes da Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino e Pesquisa e Extensão (FUNDAPE) se reuniram para levantar informações sobre suspeita de fraude no concurso.

Desde as primeiras horas de hoje, candidatos alegam prejuízos devido à troca de provas, provas fora de malote lacrado, uso de celular em sala e leitura de prova em dupla e até trio.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.