Conecte-se agora

Trajetória de um mentiroso no berçário

Publicado

em

– Que brincadeira é essa Nilza? Ficou doida foi? Mal entrou aqui na maternidade, e já tá fazendo essas gracinhas?

– Que foi? Do que você está falando? O que foi que eu fiz de errado?

– Pode parar , pode parar! Não vejo graça em colocar todas as fraldas em uma criança só. O Elias nasceu ontem, mas não precisa de todos esses panos.

– Mas não fui eu quem colocou todas as fraldas no berço dessa criança! Você está me acusando injustamente.

– Ok! Tudo bem! Reparta-as novamente com todos os recém-nascidos. Se não foi você, tenho certeza de que foi o Elias.

– Não seja irônica! Não fui eu! Eu juro!

NA ESCOLA INFANTIL

– Dona Joaquina, Seu Geraldo, temos algo desagradável para lhes dizer. Descobrimos o responsável pelo desaparecimento dos objetos das crianças aqui da escola. A senhora precisa conversar seriamente com o Elias. Ele pode ter algum problema, não faz sentido uma criança de tão pouca idade praticar esses furtos. Ele precisa de tratamento psicológico.

– Diretora, meu filho não é ladrão! Eu sou mãe, tenho convicção disso! Tenho certeza de que há algum engano. Como podem acusá-lo com tanta veemência?

– Sei que é delicada a situação, mas tivemos de instalar câmeras para podemos desvendar esse inconveniente.

– Geraldo, você vai ficar calado? Diga alguma coisa! Você é o pai. Defenda seu filho!

– Deixa de escândalo Joaquina! Sou pai, não advogado! Diretora, vamos levá-lo para casa.

 É por isso que meu dinheiro não durava muito tempo na carteira. Cheguei a pensar que estava ficando doido, pois não me lembrava do suposto gasto. Esse larápio via ter que me explicar de onde arrumou esse hábito tão nojento.

– Por favor, Seu Geraldo, isso é uma doença. Ele precisa de tratamento, de um psicólogo.

– Lá em casa tem um psicólogo feito de cipó de goiabeira. Chega de conversa! Cadê ele? Vamos embora mulher.

– NA ADOLESCÊNCIA

– Dona Joaquina, o Elias está?

– Não, não está não. O que era?

– Viemos pegar o meu dinheiro que ele está nos devendo faz mais de três meses. Carlos vendeu pra ele uma bicicleta, o Juca vendeu uma camisa, Denílson vendeu um cachorrinho de raça e eu vendi um relógio… ele nos disse que ia nos pagar assim que ele recebesse do emprego dele, mas até agora nada.

– Ele está pra chácara da tia dele. Quanto é? Passa aqui semana que vem que eu pago vocês.

– Quem era mulher?

– Uns colegas do Elias… chamando para jogar futebol.

– Esse menino só pensa nisso! Nunca fez outra coisa… nunca trabalhou!

NA FACULDADE

– Com a palavra, Fernando, candidato à presidência do Diretório Estudantil de Rio Branco.

– Obrigado! Muito obrigado por estarem todos aqui, nesta noite. O direitório deliberou e os companheiros decidiram que não vamos mais tolerar os abusos e os desmandos dessa reitoria que está mancomunando com os esquemas capitalistas dos donos das empresas de ônibus.

 Companheiros, vamos invadir as salas de aula, vamos tomar os corredores, vamos quebrar as cadeiras, vamos tocar fogo nessa porcaria, para mostrar que a classe está unida e que só a vitória nos deterá.

Companheiros, como vocês sabem, pegamos um diretório sucateado, desmantelado, sem um tostão em caixa. A gestão do senhor Elias foi capaz de destruir todo o patrimônio financeiro e moral da entidade. Já acionamos a justiça, ele vai ter de dar conta de todo o dinheiro que sumiu. Por isso, contamos com a ajuda de vocês. Quem quiser doar qualquer quantia, será muito bem vinda. Precisamos alugar um carro de som.

NO PROGRAMA DE TELEVISÃO DA TELEVISÃO COMPRADA

– Sua pergunta é muito importante. Como pessoas públicas que somos, temos de esclarecer para as pessoas algumas coisas. Chega de mentira, de invenções, de ficção criada pela elite desse país que nunca aceitou a chegada ao poder de um homem tão bom para o Brasil.

O Mensalão nunca existiu. Posso garantir essa verdade! Meu pai e minha mãe sempre me ensinaram a trabalhar com a ferramenta da honestidade. Por isso, chega de mentiras e de manobras oportunistas. O mensalão é uma imaginação de gente tendenciosa que só quer atrapalhar o futuro do país.

HORÁRIO ELEITORAL

– Amigo eleitor, peço permissão para entrar em seu lar. Se eleito for, construiremos um Acre melhor, melhoraremos a saúde, a educação, a segurança, a infraestrutura. Nosso estado anseia por dias mais justos. Vote, para deputado, Elias do Povo com o numero…..

 

 

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas