Conecte-se agora

Sebastião Viana só perdoará Jonas Lima se o deputado fizer retratação pública; governador contra-ataca e poderá divulgar que o Estado pagou cerca de R$ 1,2 milhão a empresa da família do deputado

Publicado

em

Ray Melo, da redação de ac24horas
[email protected]

O governador do Acre, Sebastião Viana (PT) teria resolvido jogar duro com os deputados rebeldes de sua base de apoio na Assembleia Legislativa. O deputado Jonas Lima (PT) estaria sendo obrigado a fazer uma retratação pública na imprensa para retornar a boa convivência com o detentor do Pode Executivo.

A informação foi repassada por assessores do deputado, que estaria passando por constrangimentos e teria cogitado abandonar a política, após os episódios que demonstraram a forma ditatorial com que o governador e os dirigentes do PT tratam os deputados da base de sustentação do Governo do Acre.

Após posicionamentos contrários as orientações da Casa Rosada e do PT, Lima começou a ser visto com outros olhos por Viana, que passou a evitar os mesmos locais que o parlamentar estaria presente. O ápice da crise entre os dois foi durante o lobby para votação da Leis de Diretrizes Orçamentárias 2014.

O parlamentar teria feito denúncias contra a saúde pública do estado e teria afirmado que foi proibido de entrar na Seaprof, além de assinar a PEC 02/2013 – que pede a extinção da pensão de governador. Na semana passada, Jonas Lima foi “convidado” a se retirar de uma reunião pelo próprio governador petista.

A reunião aconteceu na Casa Civil. Os deputados da base de governo estavam reunidos para receber orientações sobre a votação da LDO. Sabendo que Jonas Lima estaria no local, Sebastião Viana teria feito um convite para que o deputado se retirasse. Lima chegou a confirmar o ato do governador, mas não comentou o fato com jornalistas.

Chorando, o deputado abandonou a sessão que aprovou a LDO. Jonas Lima chegou a passar mal e não participou da votação. Além de aprovar a LDO sem nenhuma emenda, a sessão noturna aprovou ainda um projeto que autoriza o Governo do Acre a contrair um novo empréstimo de R$ 124 milhões.

TiãoxJonas_in1

Procurado pela reportagem, Jonas Lima se limitou a dizer que estava próximo ao fim de sua carreira política. O deputado disse ainda, que após a exposição do conflito em portais de notícias e nas redes sociais, ele estaria recebendo insistente ligações de “figurões” do PT, mas não estaria atendendo.

Questionado se faria a retratação pública exigida pelo governador Sebastião Viana, voltando atrás em seus posicionamentos, como forma de voltar a integrar a base de governo, Lima mostrou o telefone com ligações não atendidas de líderes petistas e disse que pretende apenas terminar seu mandato.

O petista disse ainda, que não pretende expor problemas internos do PT, mas o consenso propalado pela Frente Popular estaria presente apenas nos discursos. “O tempo vai se encarregar de mostrar determinados fatos que ainda não são de conhecimento público. Sou petista e vou continuar sendo. O partido é maior que algumas pessoas que existem nele”, finaliza Jonas Lima.

Contra-ataque do governador

Segundo informações de uma fonte palaciana, o governador prepara um contra-ataque ao deputado Jonas Lima. Os veículos de comunicação pagos com a verba de mídia do Governo do Acre poderão divulgar que o Estado teria feito pagamentos a uma empresa da família do deputado petista.

A reportagem recebeu informações seguras de que o governador Sebastião Viana mandou preparar um dossiê contra o parlamentar, no qual consta todos os benefícios recebidos pelos familiares de Jonas Lima. No dossiê consta que a empresa da família do deputado estadual teria recebido cerca de R$ 1,2 milhões recentemente, informa a fonte palaciana.

 

AD_700x450

 

 

 

 

 

 

 

 

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas