Conecte-se agora

Operação G7: Inquérito da PF ainda não foi enviado ao MPE

Publicado

em

Previsto para ser enviado hoje (27), o inquérito da Polícia Federal que investiga um suposto esquema de fraudes de licitações públicas no governo do Acre, ainda não chegou ao Ministério Público Estadual (MPE).

A PF tinha o prazo de dez dias para concluir o inquérito. As investigações resultaram na Operação G7, deflagrada no dia 10 deste mês, que culminou na prisão de 15 pessoas, entre secretários de Estado e empresários, acusadas de desvio de recursos públicos por meio de licitações fraudulentas.

Até agora somente um deles, Thiago Viana Neves Paiva, sobrinho do governador Sebastião Viana, teve o pedido de prisão preventiva deferido. Os demais tiveram todos os recursos negados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e continuam presos

 Anteriormente, a Procuradoria Geral de Justiça informou que só iria se manifestar sobre o caso, quando o inquérito fosse enviado ao MPE.

Anúncios


Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas