Conecte-se agora
Fechar

Policial militar é punido com cinco dias de cadeia por comentar postagem de Sebastião Viana no facebook

Publicado

em

Ray Melo, da redação de ac24horas
raymelo@ac24horas.com

O facebook virou motivo de cadeia no Acre. A rede social amplamente utilizada para promover os atos de políticos no Estado também está levando internautas para detrás das grades. É o caso do 3º sargento Isaias Brito Brandão, que cumprirá cinco dias de prisão por fazer supostos comentários em postagens da fã page do governador Sebastião Viana (PT).

A sindicância de nº 027/2013 foi instaurada no dia 12 de março deste ano, para apurar  suposta conduta irregular do militar. O major PM, Marcos da Silva Kinpara foi o responsável pela investigação dos atos atribuídos a Isaias Brito, que teria usado o facebook para fazer questionamentos em postagens de Viana sobre os problemas nas obras do Ruas do Povo.

O militar teria questionado também o senador Aníbal Diniz. Em uma postagem, o governador comenta: “agora em Brasília, conseguimos aprovar 251 milhões para mobilidade e saneamento, obrigado presidente Dilma. Marcus Alexandre aprovando 51 milhões para mobilidade. Senadores Jorge Viana e Coletivo 13 Anibal dividindo a alegria do momento”.

Brito retruca: “mais dinheiro para as ruas do povo? Vai precisar mesmo, afinal, as ruas que foram feitas no ano passado, este ano já precisam ser refeitas. Eu quero ver o senhor cumprir a promessa de asfaltar todas as ruas do estado até 2014”. Em seguida complementa: “quem é o Aníbal Diniz? Um poste colocado em Brasília para defender os interesses da quadrilha”.

Em sua defesa, o 3º sargento Isaias Brito nega que tenha feito às postagens e teria apresentado o seu sobrinho como o autor dos comentários. O policial acrescenta que seu perfil no facebook  fica aberto no computador em sua casa, o que teria facilitado o uso indevido da rede social. O direito a dúvida, que é dado a criminosos foi negado a Isaias Brito.

A sindicância foi instaurada pelo Gabinete Militar – Divisão de Inteligência, que revela no documento que ao fazer  a “checagem diária dos posts no facebook do Exmo. Sr. Governador, detectamos que no dia 02/03/2013 conforme print em anexo, o Sr. Isaias Brito que posteriormente identificamos como sendo 3º SGT PM, fez comentário de forma desrespeitosa ao Chefe do Executivo”.

A denúncia contra o policial militar revela que o Serviço de Inteligência da Polícia Militar, além de ser usado para solucionar crimes, também vasculha o facebook diariamente para identificar os internautas que fazem criticas ao governador Sebastião Viana. Além de Isaias, seu sobrinho Adriano Brito também foi notificado a prestar depoimento na Corregedoria-Geral da PMAC.

PM_sargento111

O policial passou por uma verdadeira devassa de sua carreira na Polícia Militar do Acre. A sindicância fez um relatório com o passo a passo das advertências recebidas por Isaias Brito, no período de 2009 a 2013. Apesar do bom comportamento, o 3º sargento vai cumprir a punição no quartel do Batalhão de Policiamento Ambiental.

A ÍNTEGRA DA PUNIÇÃO DO 3º SARGENTO

PM_inqueritoO SGT PM RG 3481 Isaías Brito Brandão, do 3º BOM, por haver, no dia 02 de março de 2013 através da rede social facebook, publicado textos ofensivos ao Exmo Sr. Governador do Estado do Acre, Sebastião Viana, e igualmente o Sr. Senador da República Aníbal Diniz, conforme Sindicância instaurada para apuração deste fato, que chegou, em seu parecer final, à conclusão de que houve o cometimento de transgressões disciplinares de natureza grave por parte do sindicado. Os comentários desrespeitosos proferidos pelo graduado são alcançados pelo Decreto nº 286 de 08 de agosto de 1984 (Regulamento Disciplinar da Polícia Militar do Acre) no seu Art. 10º e Decreto nº 1.053 de 17 de agosto de 1999 (Regulamento de Ética Profissional dos Militares da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar no Estado do Acre). Ao lhe ser dado o direito constitucional de defesa, não apresentou argumentos que justificassem sua conduta (nº 62, 83, 95, 97, 99e 101 do anexo I, e agravantes nº 2, e 10 do Art. 19, com a atenuante de nº 1 do Art. 18, tudo do RDMAC, Transgressão grave), fica preso por cinco dias, permanece no comportamento “BOM”. A presente punição será a contar do dia 10 de abril de 2013, e será cumprida no quartel do Batalhão de Policiamento Ambiental, sem prejuízo da escala de serviço. Enquanto durar a punição será concedido período de 02 (duas) horas para cada refeição do punido. Seja posto em liberdade na parada matinal do dia 15 de abril do corrente ano.

 

 

 

Mais Informações

Acre

Empresário Luiz Morais morre aos 75 anos por insuficiência respiratória em Rio Branco

Publicado

em

Faleceu no final da tarde desta quinta-feira (23) em Rio Branco, aos 75 anos, o empresário Luiz do Nascimento Morais. Pioneiro na área de construção civil do Acre, proprietário da L. Morais, Consbrás e Costrubrás, Morais era natural do município de Sena Madureira, onde trabalhou como seringueiro.

No início da década de 70, Morais veio para Rio Branco e iniciou sua vida empreendedora, organizando sua empresa no ramo de Construção Civil. Uma das primeiras obras que ele participou foi na construção da Ponte Coronel. Wanderlei Dantas.

Depois, Morais construiu prédios como o Shopp Center Daniele, no centro da capital e trabalhou em obras públicas na construção dos Centros de Juventude dos bairros Rui Lino, Esperança e Estação Experimental.

O empresário deu entrada no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco, no início da semana. Diagnosticado com pneumonia, ele foi liberado pela equipe médica do HUERB.

Com menos de 24 horas que teve alta, a quadro clínico do empresário se agravou e ele foi atendido pelo Serviço Móvel de Urgência, e em seguida, internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Sobral.

“Foi quando iniciamos várias tentativas de transferência do pai para o Huerb, onde ele precisava fazer drenagem nos pulmões. Esbarramos na tal regulação, apelamos para todas as autoridades da saúde e meu pai não foi transferido, vindo à óbito por volta das cinco horas por insuficiência respiratória. Ele foi levado para a emergência da UPA já morto”, relatou Elizângela Morais, filha que acompanhou os últimos instantes de vida do pai na UPA.

A família reúne documentos e vai entrar com processo contra o Estado, acusando negligência médica desde a entrada no HUERB.

O Corpo do empresário está sendo velado na Capela Morada da Paz, no Calafate, onde ocorrerá o sepultamento às 14h30 de sexta-feira, 24.

Continuar lendo

Acre

Cabo de alta tensão se rompe, mata capataz e 30 cabeças de gado na Transacreana

Publicado

em

A queda de um cabo de alta tensão no ramal Rio Branco da Capela, no km-100 da Transacreana, na manhã desta quinta-feira, 23, resultou na morte de um homem, 30 cabeças de gado, um cavalo e um cachorro em um propriedade rural da região. A vítima é o capataz Kelvin de Souza dos Santos, de 26 anos, que havia saído em seu cavalo para buscar o rebanho no pasto.

As Imagens foram registradas por moradores da região, que narraram o cenário da tragédia.

“Está não é a primeira vez que acontece isso naquela região. A Eletrobrás está com um sistema de iluminação precário, com fios cheios de remendo e que vez ou outra cai na estrada. Outros fazendeiros já perderam gado da mesma forma. Agora o fazendeiro perdeu um trabalhador que deixou dependentes, perdeu gado e a família quem vai indenizar?”, disse Jorge Neto, que mora no ramal.

A reportagem tentou ouvir a Eletrobrás, mas ninguém atendeu atendeu o telefone na empresa.

Continuar lendo

Acre

Polícia Civil prende em flagrante traficante quando realizava entrega da droga

Publicado

em

Agentes de Polícia de Civil da Delegacia de Repressão a Entorpecente (DRE) prenderam em flagrante delito, na tarde desta quinta-feira, 23, Jean Carlos Lopes de Souza, 33 anos, vulgo “Jacaré” acusado de tráfico de drogas.

A prisão de “Jacaré” foi realizada após a especializada receber denúncia anônima dando conta de que o acusado estaria comercializando droga em um posto de combustíveis nas proximidades da Via Chico Mendes.

As ações do acusado já vinham sendo monitoradas e no momento em que realizava a entrega do produto, recebeu voz de prisão sendo conduzido a delegacia para ser lavrado o auto de flagrante.

Em posse do acusado foi encontrado um quantia em valor de R$ 738,00 além de 14 invólucros (produto usado na embalagem do entorpecente) contendo cocaína.

“Estamos intensificando nossas ações no sentido de identificar e prender essas pessoas que insistem em comercializar droga”, disse delegado Pedro Resende.

De acordo com a autoridade policial, o acusado será indiciado pelo crime de tráfico de drogas previsto na lei de Nº 11.343/2006 com pena prevista de 5 a 15 anos de reclusão.

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas