Conecte-se agora

Na batalha pelo posto de candidato único ao governo pela oposição, Bittar esvazia PSD de Petecão em Feijó

Publicado

em

“Não consigo entender como um partido busca
filiados de um aliado para crescer”, diz Petecão

 

Luciano Tavares – da redação de ac24horas
[email protected]

“Em política, os aliados de hoje são os inimigos de amanhã”. A frase atribuída ao filósofo italiano Nicolau Maquiavel se reflete na relação política entre o deputado federal Márcio Bittar (PSDB) e o senador Sérgio Petecão (PSD), dois propensos candidatos ao governo do Acre pelo mesmo campo, o da oposição.

Mal terminaram as eleições municipais e nos bastidores os dois protagonizam uma verdadeira guerra fria entre si, e antecipam a disputa pelo posto de candidato da oposição ao governo do Acre.

Petecão, com seu linguajar popular diz que “não abre nem para um caminhão carregado de areia”. Bittar por outro lado defende a união das oposições em torno de uma candidatura, que seria a dele.

Bittar e Petecão estiveram “juntos” nas eleições municipais em quase todos os palanques do interior.

Em seis municípios, Assis Brasil, Porto Acre, Capixaba, Feijó, Santa Rosa e Plácido de Castro, PSDB e PSD encabeçaram chapa para prefeito. Ganharam em três. O PSDB com os prefeitos e o PSD com os vices.

Em Rio Branco Petecão e Bittar se juntaram no 2º turno pela necessidade de derrotar o PT de Sebastião Viana, mesmo sem aceitar o linha dura Bocalom.

Quem vê os dois juntos imagina que ambos são amigos de infância. Mas nada disso, os dois passaram a trocar uma metralhadora de farpas, principalmente após o término das eleições.

Márcio Bittar, entretanto, pondera e jura que “da parte dele não tem e nem vai ter nenhuma guerra”. “Ainda hoje (terça-feira) conversamos. Eu só sou candidato se for junto. Se não for eu não sou candidato. Se não for assim a oposição vai assinar seu atestado de óbito”, diz o parlamentar tucano.

Por outro lado, Petecão diz que “também vai trabalhar pela unidade. Sem querer ser arrogante, mas até o momento quem derrotou o PT numa eleição fui eu, quando o povo me elegeu senador”.

No campo de guerra minado das oposições, Bittar deu seu primeiro tiro certeiro: conseguiu cooptar todo o PSD de Feijó junto com o seu comandante, o ex-candidato a vice na chapa de Dindin, Doutor Baba.

“Fui convidado pelo Márcio e o doutor Wilson para ir para o PSDB. Aqui ficou polarizado entre o 13 e o 45. Eu pleiteio uma candidatura de deputado. Sou pré-candidato a deputado e vou presidir PSDB aqui a partir de Março”, confirma Doutor Baba, que praticamente esvaziou o PSD em Feijó, filiando 14 ex-membros do partido ao PSDB.

“Não vai ser o primeiro e nem o último que a gente vai perder. Na verdade se a gente perdeu é porque nunca foram nossos. Só não consigo entender como um partido busca filiados de um aliado para crescer”, cutuca o senador se referindo a investida do PSDB contra o PSD.

As percas levaram o senador a preparar uma ofensiva para o fortalecimento do partido no Acre, durante encontro neste final de semana em Brasileia com os filiados da sigla, quando na oportunidade serão apresentados os 12 vereadores eleitos e os três vice-prefeitos do partido.

Será uma espécie de lavagem de “roupa suja” e planejamento para as eleições de 2014.

 

 

 

 

Propaganda

Acre

Saúde em Xapuri terá reforço de emendas alocadas por Mailza

Publicado

em

O setor de Saúde Pública em Xapuri ganhou um reforço considerável quanto à destinação de emendas para o Orçamento Geral da União do ano que vem.

A senadora Mailza Gomes (Progressistas) alocou mais de R$ 1 milhão para ações de melhorias na área de Saúde, por meio do estado e do município.

A emenda mais vultosa é para o hospital Epaminondas Jácome, que há muito tempo clama por uma reestruturação. São R$ 850 mil para a unidade hospitalar de Xapuri.

Outra destinação no Orçamento 2020 é para a aquisição, por parte do município, de um veículo tipo van para o transporte de pacientes de um programa chamado de “TFD Municipal”. Por meio dele, a prefeitura fornece translado às pessoas que têm agendamento no Hospital das Clínicas de Rio Branco – antiga Fundacre.

A parlamentar acreana também destinou R$ 70 mil para a implantação do programa Viver Melhor no município. O investimento consiste na aquisição de um kit que é composto por oito computadores, oito webcams, uma impressora e um projetor de imagem.

O programa Viver Melhor – Envelhecimento Ativo e Saudável – é voltado para a inserção dos idosos no mundo digital, na área da educação financeira, dos direitos, da saúde e da mobilidade física, segundo a Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa.

No pacote de emendas há ainda um laboratório móvel para a escola estadual de ensino médio Divina Providência.

Continuar lendo

Acre

Federações do setor produtivo são homenageadas na Aleac

Publicado

em

Serviços prestados à sociedade acreana são reconhecidos em sessão solene de apoio às entidades

Em reconhecimento aos serviços prestados pelas federações representativas do setor produtivo do estado do Acre – Federação das Indústrias (FIEAC); Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio) e Federação da Agricultura e Pecuária (Faeac) do Estado do Acre – a Assembleia Legislativa (Aleac) realizou uma sessão solene na manhã desta quinta-feira, 14 de novembro.

O deputado José Bestene foi o autor do requerimento que deu origem à homenagem, aprovado por unanimidade pelos parlamentares.

De acordo com ele, o setor produtivo é o que realmente aquece a economia local. “Nossa intenção sempre foi, desde o início, buscar essa parceria. O governo não pode se furtar de ter essa parceria com o Sistema S e setor produtivo. Conhecemos o trabalho de cada um. Algumas instituições capacitam pessoas de ponta a ponta do estado e muitos ainda ignoram o lado social que elas prestam à sociedade. Eu me coloco como parceiro das federações representativas do setor produtivo do nosso estado”, prontificou-se o deputado.

Presidente da Faeac, o pecuarista Assuero Doca Veronez agradeceu o reconhecimento feito pelos parlamentares, dizendo que o trabalho desempenhado pela instituição exige comprometimento, dedicação e muito compromisso com a causa de representação de um segmento. Ele afirma que o momento inspirou reflexões, uma vez que a Federação da Agricultura do Estado do Acre completou 50 anos no ano passado.

“Nesse tempo, o setor rural do Acre avançou, cresceu, e quando se compara com o passado, a diferença é muito grande em termo de produção. Temos um rebanho de 3,3 milhões de cabeças com muita qualidade genética, e exportamos para outros estados brasileiros 75% dessa carne. É um setor que gera excedentes. Ao eleger o agronegócio como um dos pilares para o desenvolvimento do estado, o atual governo tomou uma atitude extremamente pertinente, pois estudos que nós temos levantado mostram que o Acre, proporcionalmente, tem as melhores terras do país. Quase toda a nossa terra é fértil”, observou Veronez.

Leandro Domingos, presidente da Fecomércio, por sua vez, defendeu as ações desenvolvidas pelas instituições que compõem o Sistema Comércio. “Falar da Federação do Comércio do Acre é reportar a lutas, vitórias e sucesso. Falar em Sesc é falar de saúde, é falar de prazer, é falar do berço da cultura acreana. Falar do Senac é falar de esperança, perspectiva de sucesso na vida profissional. É falar de transformação de vidas. Esta homenagem, portanto, é muito justa e apropriada, pois o Sistema Comércio trabalha com os mesmos objetivos desta Casa Legislativa, que é criar condições para que a nossa sociedade seja mais justa, mais humana, buscando sempre cenários favoráveis para que possa crescer e se desenvolver”.

PACTO PELO DESENVOLVIMENTO

Para o presidente da FIEAC, José Adriano, é senso comum que a Aleac possui grandes desafios – e que estes são os mesmos do setor produtivo. “A minha luta é também a do senhores”, garantiu ele. Educação e inovação foram duas das principais vertentes levantadas pelo empresário para se alcançar o desenvolvimento.

“Hoje venho aqui para propor um pacto pelo desenvolvimento do Acre. Vamos deixar de lado o nosso egoísmo e vamos juntos fazer um novo amanhecer para o nosso estado. O caminho é esse. Precisamos de investimento agora. Sou crítico do atual modelo de ensino do Brasil e venho defendendo a inovação como prioridade há muito tempo. Digo sempre que nossas escolas ensinam nossos jovens para o passado. Nosso desafio na FIEAC, de agora em diante, será dotar as escolas SESI e SENAI de toda a infraestrutura necessária para receber e responder ao entusiasmo da nossa juventude”, assinalou.

De acordo com o secretário de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict), Anderson Abreu, o Governo do Estado está aberto ao diálogo com todas as instituições. “Esta é a nossa forma de trabalhar. Estamos buscando o crescimento, o desenvolvimento do estado, a geração de emprego para a população. Nós sabemos que é o setor produtivo que vai gerar isso. O governador Gladson Cameli não vai medir esforços para que isso aconteça. É questão de vontade. A iniciativa de homenagear o Sistema S e o setor produtivo foi perfeita. Nós reconhecemos a importância que eles têm para a sociedade”, concluiu.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.