Conecte-se agora

Acre é o Estado com maior ganho salarial nos primeiros seis meses de 2012

Publicado

em

O salário médio de admissão no primeiro semestre do ano supera em R$ 56 o valor pago no mesmo período de 2011 – já considerada a inflação, o que corresponde a ganho real de 5,9%. A informação é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Nos primeiros seis meses do ano passado, os trabalhadores eram contratados com salário de aproximadamente R$ 946. No mesmo período de 2012, o salário passou para R$ 1.002.

Os Estados com os maiores ganhos salariais foram Acre (13,4%), Sergipe (9,9%) e Pará (9,1%), todos acima da média nacional. Por outro lado, o crescimento do salário admissional foi menor em Roraima (2,3%), Rondônia (4,1%) e Pernambuco (4,3%).

São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal são as unidades da federação com os mais altos salários de admissão, entre R$ 1.141 e R$ 1.030 – os únicos Estados em que ultrapassa o patamar de R$ 1 mil. Em último lugar, ficou o salário pago na Paraíba, de R$ 768.

Da Agência Brasil

Propaganda

Acre

Calegário é convidado a sair da reunião da base do governo

Publicado

em

Pode se dizer que o deputado Fagner Calegário (sem partido) entrou de gaiato no navio. É que ele chegou no meio da reunião dos deputados da base com o vice-governador Major Rocha e o secretário de Articulação, Alisson Bestene. Por não fazer parte do bloco e não ter cargos no governo, ele foi convidado a deixar o ambiente.

A saída de Calegário se deu sem traumas. Alisson Bestene o chamou, colocou o braço no ombro e disse que precisava tratar de um assunto importante lá fora. Calegário respondeu que estava “entendendo tudo” é foi embora.

Continuar lendo

Acre

Bestene bate na mesa e declara que está rompido com Gladson

Publicado

em

O encontro a portas fechadas entre o vice-governador, Major Rocha, o secretário de articulação Alisson Bestene e o líder do governo Luis Tchê com deputados revoltados com a perda de cargos está na base de tapas na mesa.

Pode-se ouvir claramente a voz do deputado José Bestene, do partido do governador, bastante revoltado. Por ele, a Mesa Diretora emite uma nota dura contra o governo e a base rompe o apoio.

Outros deputados também estão falando muito alto. Consideram uma falta de respeito a atitude do Executivo que concordou com a derrota dos vetos, mas reagiu de outra forma no dia seguinte.

Transtornado, Bestene abandonou a sala de reunião sem falar com a imprensa. Questionado na saída do elevador, o parlamentar afirmou: “estou rompido com esse governo”.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.