Conecte-se agora

Alta do dólar afasta acreanos que fazem compras em Cobija, na Bolívia

Publicado

em

Enquanto o governo brasileiro tentar segurar o valor do dólar americano no patamar pouco acima dos R$ 2 reais, o lojistas da cidade de Cobija, capital de Pando, localizada na fronteira com o Brasil através do Acre, amargam prejuízos.

Na mesma época do ano passado, quando a moeda americana pairava entre R$ 1,67 a 1,80, era comum ver vários ônibus estacionados próximo a ponte Wilson Pinheiro, que vinham até a fronteira cheios de turistas para fazer compras em Cobija.

Em consequência, vem a desvalorização do Real diante da moeda boliviana. Fazendo uma comparação, um equipamento eletrônico como um TV de 32 polegadas plana, que custa aproximadamente R$ 1000 reais no lado boliviano. No lado brasileiro, uma igual sai por cerca de R$ 1.200. Colocando as despesas de transporte, alimentação e as vezes, uma pernoite, encarece ainda mais o produto.

Isso sem falar que o turista poderá comprar no cartão ou carnê em até 12 vezes no Brasil. Além dessas vantagens, ainda tem o risco de perder o produto caindo numa blitz pela BR, caso não tenha declarado e pago o imposto na Receita Federal, por ter passado da cota de compra.

Em conversa com um dos comerciantes e ex-presidente da associação dos comerciantes de Cobija, Senhor Nemézeio, disse que está preocupado com a baixa nas vendas desde o início do ano. Complementou que caso continue assim, estará revendo a possibilidade de mudanças em seu quadro de funcionários, ou seja, possíveis demissões.

Também existe reclamações por parte dos turistas, de alguns comerciantes que teimam em atender mal àqueles que buscam pesquisar antes de comprar, fato esse comum entre os brasileiros. Além de problemas por parte de alguns policiais mal intencionados. Tanto é que gerou uma campanha contraria aos turistas pelas redes sociais e micro-blogs.

Tentando superar esses problemas, os comerciantes estão investindo em capacitação de seus vendedores e no atendimento, além de reformas em seus prédios. Segundo foi dito por um dos comerciantes, só não troca seus funcionários bolivianos por brasileiros, por existir leis a serem seguidas.

Da redação ac24horas
Com informações do O Alto Acre

Propaganda

Acre

Em Xapuri, homem é esfaqueado e morre com punhal na mão

Publicado

em

O crime ocorreu no bairro Sibéria por volta das 20h30 desta sexta-feira, 20. A Polícia Militar está no local e uma guarnição faz buscas pelo suspeito do homicídio em uma área rural nas imediações da comunidade.

A vítima, segundo informações de moradores, é conhecida pela alcunha de Zé da Orlene. A Polícia Civil foi acionada para fazer os procedimentos de costume, mas ainda não há informações sobre detalhes ou possíveis motivações do crime.

Mais informações em instantes.

Continuar lendo

Acre

Sesacre abre processo para apurar atraso de medicamentos

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) publicou na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira, 20, um documento que notifica uma distribuidora de medicamentos e produtos hospitalares com a abertura de um Processo Administrativo. O processo, segundo documento, pretende apurar a conduta praticada pela empresa, que é apontada de não ter entregado no prazo contratual estabelecido, os medicamentos ao Estado que possuíam uma ordem de entrega.

A entrega não foi cumprida. Os insumos hospitalares, conforme publica a secretária da pasta, Mônica Feres, seriam para atender as necessidades das unidades de saúde pertencentes à rede hospitalar do Estado do Acre, na capital e demais municípios.

A empresa terá o prazo de cinco dias úteis para apresentar defesa prévia, a contar da data do recebimento da notificação, podendo estar sujeita a aplicação de sanções administrativas prevista em cláusulas, caso não apresente um posicionamento.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.