Conecte-se agora
Fechar

Agentes de endemias denunciam pagamentos ilegais, perseguição de desvio de função na Secretaria Municipal de Saúde

Publicado

em

Jairo Barbosa – jbjurua@gmail.com

Um grupo de agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde recorreu hoje aos vereadores da capital em busca de apoio para os problemas ex- função que estão enfrentando no setor de Vigilância Epidemiológica.

Eles denunciaram desvio de função, pagamentos ilegais e perseguição a alguns colegas, fatos que segundo eles, vem acontecendo desde o ano passado. antes de ir á Câmara, os agentes haviam protocolado a denuncia no Ministério Público Estadual, e agora buscam o apoio dos vereadores.

A denuncia no MPE foi assinado por Daniel Cavalcante Braga, e endossada por Ziad da Silva Mota e Galileu Filgueiras. Os agentes relataram que a atual gestão da SEMSA colocou “na geladeira”um grupo de quinze agentes, que receberam treinamento especifico para atuar no combate a leshimaniose, malária e outras doenças tropicais, mas que foram designados para atuarem em outros setores.

“Tem um colega nosso que foi obrigado a trabalhar de vigia no barco da secretaria. Nos estamos trabalhando em atividades institucionais, quando na verdade deveríamos estar no realizando o trabalho de campo”, denuncia Ziad Mota.

Segundo os agentes de endemias pelo trabalho de campo, cada profissional tem direito a uma gratificação, que continua sendo paga, mas para um grupo de “apadrinhados”, que não atua na zona rural.

Com a retirada dos agentes do trabalho de campo, o trabalho de combate e prevenção da leshimaniose, por exemplo, parou, e há registros de epidemias da doença na região da transacreana.

O secretário de saúde do município, Osvaldo Leal, foi procurado pela reportagem para comentar a denuncia, mas sua assessoria de imprensa informou que ele estava ministrando uma palestra e não poderia atender a reportagem.

Mais Informações
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Analista judiciário é executado e o corpo é encontrado no Ramal da Zezé, no Belo Jardim

Publicado

em

O analista judiciário do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), Francisco das Chagas Farias de Abreu, foi encontraram na noite de sexta-feira (17), com marcas de tiros, no Ramal da Zezé, região do bairro Belo Jardim, Segundo Distrito de Rio Branco.

Segundo informações de peritos que atenderam a ocorrência, o analista foi assassinado com tiros na cabeça. Na cena do crime, a perícia coletou pelo menos seis cápsulas de arma calibre 380, objetos plásticos e documentos de uma caminhonete.

O caso foi registrado na delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (Dhpp), que investiga a hipótese de um crime de latrocínio, roubo seguido de morte já que a vítima tinha uma caminhonete e não foi encontrada no local. No Ramal, ninguém disse ter visto quem atirou no trabalhador.

Curiosamente, dias atrás, em seu Facebook, o analista havia sido alertado para tomar cuidado com a bandidagem”.

 

 

Continuar lendo

Acre

Estudantes da João Aguiar realizam protesto contra a falta de segurança na instituição

Publicado

em

Estudantes da escola João Batista Aguiar, no Manoel Julião, saíram pelas ruas do Conjunto neste sábado, 18, em protesto contra a falta de segurança no estabelecimento de ensino.

Eles usaram uma faixa e diversas cartolinas pedindo providências ao setor de Segurança Pública do Acre.  “Todo político que muito fala em segurança  é o que mais se compromete com a criminalidade”, dizia a faixa principal carregada pelos alunos.

Há meses que a escola vem sofrendo com roubos.  Nesta semana, por exemplo, criminosos  arrombaram portas e grades do prédio da instituição para entrar e levar bens.

Na ação, ele levaram um bebedouro, computadores e, ainda, parte da merenda escolar enviada à escola para a alimentação dos estudantes. Esse não foi o primeiro crime na escola. Vários registros já foram feitos na delegacia da região.

Continuar lendo

Acre

Há uma conversa adiantada para que o Livres apoie o Coronel Ulysses, diz Jarude

Publicado

em

Flertando com a pré-candidatura do coronel Ulysses ao governo do Acre, o Livres (antigo PSL), partido que tem como principal proposta o Estado mínimo e o incentivo à iniciativa privada e à livre concorrência, foi apresentado a um grupo fechado de empresários e políticos do Juruá, em evento na noite desta sexta-feira, 17, no Ponto Alto Bier & Wein, localizado na Rua Beijamin Constant, no Morro da Glória, na cidade de Cruzeiro do Sul.

O vereador Emerson Jarude, de Rio Branco, foi o palestrante da noite. Emerson deixou claro que, a priori, a legenda não levou o nome de nenhum nome majoritário ao município.

O objetivo foi lançar os ideais do Livres no Juruá, a partir de Cruzeiro do Sul. “Neste momento não. O foco é a construção da nominata municipal. Quanto ao nome ao Governo, faremos essa agenda em Cruzeiro do Sul novamente. Há uma conversa bem adiantada para que o Livres o apoie”, disse Jarude ao se referir ao nome de Ulysses Araújo.

O evento teve a participação de representantes do Livres em Porto Walter, Marechal Thaumaturgo, Rodrigues Alves e Mâncio Lima, além de pessoas de Cruzeiro.

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.