Conecte-se agora

Rompimento definitivo

Publicado

em

O deputado Astério Moreira (PRP), que tem o apoio do deputado Lira Moraes (PRP), desmentiu o presidente do PRP, Julinho, de que lhe serão solidários na sua decisão de deixar a FPA. “Não queremos mais conversa com a direção regional e somos solidários e devemos satisfação somente à direção nacional. O partido só cresceu e hoje tem deputados e vereadores justamente por ser um aliado da FPA. Não podemos levar o PRP para o abismo de uma aventura de candidatura própria a prefeito, devemos é trabalhar para ter um deputado federal”, sustenta Astério Moreira.

Reunião fechada

Hoje, vai acontecer uma reunião fechada dos dois deputados com os vereadores do PRP.

Rebate falso

Como se tratou de um deputado comedido, fui apurar junto ao diretor do “Hospital Regional do Juruá”, Dr. Marcos Lima, a denúncia do deputado Jamil Asfury (DEM) de que, o oxigênio usado nas cirurgias, ao invés de 92%, como é o exigido, tem apenas 21% de pureza. Não é verdade. Oxigênio usado vem da mesma fonte do que é utilizado nas cirurgias na Fundhacre.

Acima de suspeita

E todo acompanhamento do engarrafamento do oxigênio é feito pela Irmã Nair, uma pessoa séria, responsável pela gerência geral do “Hospital Regional do Juruá”, por isso não procede.

Fato a investigar

Mas, o governador Tião Viana deveria apurar outra denúncia do deputado que, o oxigênio usado na Maternidade do Juruá, que custa no 7,9 reais e comprado a 55 reais o metro cúbico.

Outra investigação

E apurar também o motivo pelo qual mesmo tendo uma central de produção de oxigênio na referida Maternidade, cuja produção daria para abastecer as unidades do Juruá, não funciona.

Papel da oposição

É o tipo da denúncia que serve até para uma orientação e alerta a quem governa, afinal, onipresente só Deus. Se a denúncia for verdadeira é do governo punir os responsáveis.

Falta anunciar

Conversei ontem por telefone com quem fala grosso no PT e PCdoB, e ouvi que o candidato da FPA à PMRB será Marcus Alexandre (PT), com o anúncio acontecendo amanhã ou segunda.

Mortos e feridos

E que está tudo resolvido com a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB), e da refrega entre PT e PCdoB pela indicação do nome à PMRB, entre mortos e feridos escaparam todos.

Forró do monteirinho

E se confirmará o que disse há meses no blog: briga do PT e PCdoB sempre acaba em forró.

Nunca existiu

Os deputados estaduais doarem os valores de suas emendas para os alagados e nada é a mesma coisa, nenhum governador do PT liberou até hoje um centavo dessas emendas.

Peças de ficção

As emendas da Aleac sempre foram meras peças ficcionais do orçamento governamental.

Não gostou da graça

O deputado Gilberto Diniz (PTdoB) recebeu um telefonema irritado do ex-deputado Mazinho (PMDB), por conta da declaração que com Toinha Vieira fora, disputará a prefeitura de Sena.

Questão fechada

Gilberto diz ser questão fechada: “sem Toinha Vieira candidata, eu disputarei a prefeitura”.

Pau na moleira

Quem será o candidato da oposição a prefeito de Sena Madureira se a deputada Toinha Vieira (PSDB) não quiser ir para a disputa, não sei. Mas sei que, se a oposição sair fracionada o prefeito Nilson Areal (PR) fará o seu sucessor.

Prejuízo sério

O deputado Walter Prado (PDT) alertou ontem que a cada dia que se retarda o anúncio do candidato da FPA à PMRB o desgaste por conta da indefinição, dos boatos, o desgaste cresce.

Oposição avança

Na sua avaliação, enquanto a decisão na FPA ficar estagnada, a oposição crescerá a cada dia.

Colaboração dada

O deputado Eduardo Faria (PCdoB) nega que esteja de malas prontas para assumir a Secretaria de Saúde, fruto de um acordo com o PT: “Isso não existe, já dei minha colaboração à Saúde”.

Vá com deus!

O ex-deputado Manoel Mesquita (PMDB), que fez sua passagem ontem, antes de tudo era um velho e bom amigo, que Deus o acolha e conforte o Paulinho e toda a família Mesquita.

Tempos de chumbo

Manoel Mesquita era do velho MDB, nunca mudou de partido, e tinha posições democráticas.

Choro e choro

Amigo de Brasiléia diz não se comover com o choro da prefeita Leila nas entrevistas, e explica: “todo dia chora de alegria com a dezena de bezerros que nascem na sua fazenda”.

Sessão em brasiléia

O deputado Moisés Diniz (PCdoB) conseguiu aprovar uma sessão da Aleac em Brasiléia para ouvir as reivindicações das famílias vítimas da alagação e encaminhar soluções.

Caldo de batata

O festeiro prefeito de Mâncio Lima, Cleidson Rocha (PMDB), tem razão de estar rindo com o tempo: os seus adversários na disputa da prefeitura são mais fracos de caldo de batata.

Único nome

O ex-prefeito Luiz Helosman, que poderia batê-lo nas urnas, não será candidato.

Cuidado com a língua

O cuidadoso deputado Geraldo Pereira (PT) foi açodado ao dizer que o governo do PT não repetirá o desvio de donativos de 1977: Pereira, o governador da época era Orleir Cameli!

Companheiro de elite

Orleir Cameli, é hoje um aliado de elite do seu partido no Juruá, é bom não esquecer!

Muito simples

O presidente do PRP, Julinho, diz que deixou a FPA porque não manda no governo. Problema de fácil solução: se eleger governador.

Nem a pau

Ninguém consegue arrancar uma palavra do deputado Moisés Diniz (PCdoB), nem um gesto que traduza alguma notícia, quando a pergunta é se a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) irá retirar a sua candidatura. Diniz, que é líder do governo, o máximo que dá é um riso enigmático.

Crendo em papai Noel

O deputado Walter Prado (PDT), ao defender a candidatura do vereador Chico Batista (PDT), o Hulk, a prefeito de Tarauacá, alenta esperar que ele seja o candidato único da FPA. O Walter Prado está muito crescido para ainda continuar acreditando em Papai Noel e em duendes.

Apostando carneiros

O peemedebista Pádua Bruzugu diz que aposta seu rebanho de carneiros que se o professor Serrão (PMDB), for candidato a prefeito de Capixaba leva a parada. Vai que é tua, Serrão!.

Pouco caso

A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) trouxe a tona uma suspeita política, após o pouco caso, o chá de cadeira antes da bancada federal  ser recebida pela ministra Ideli Salvati (PT), a quem foram pedir ajuda para os alagados: o pouco caso é o troco por levar uma surra de José Serra (PSDB), nas urnas, no Acre. Foi basicamente o que a Perpétua comentou na rede social. Isso dito por uma aliada da presidente Dilma, é de se acreditar.

Como o diabo gosta

Pode ter município igual em confusão como Plácido de Castro, mas em maior monta duvido e aposto. No PT está uma briga, com caco para todo lado na escolha do candidato a prefeito. Na oposição não é diferente, tem gente que os votos cabem numa cuia querendo ser candidato. Fica difícil saber qual o maior balaio de gatos, se o do PT ou o da oposição.

Por Luis Carlos Moreira Jorge

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas