Conecte-se agora

Meu pirão primeiro

Publicado

em

O deputado Edvaldo Sousa (PSDC) confirmou ontem na tribuna nota do blog que foi convidado pela direção nacional do PSDC para ser candidato a prefeito da Capital. Logo após descer da tribuna, mas, adiantou ao blog sua resposta: “Vou mesmo é disputar a reeleição”.

Fato consumado

Em relação à Brasiléia, Edvaldo Sousa diz estar tudo fechado para a candidatura do delegado Messias Ribeiro (PSDC) a prefeito, possivelmente, tendo o vereador Lacerda (PCdoB) de vice.

Doação total

O deputado Astério Moreira (PRP) comunicou ao governo que, a sua emenda parlamentar, no valor de 100 mil reais, deve ser destinado para ajudar aos alagados da Capital e Brasiléia.

No ninho tucano

PSDB e PRP tiveram uma conversa inicial com direito a convite para uma aliança feita pelos tucanos para a disputa da prefeitura. O interlocutor do PRP foi o dirigente Américo Junior.

Nem dourado

Outros setores do PRP andaram tentando entabular uma conversa para a volta do PRP à FPA, mas não foi avante, porque o governador Tião Viana quer o presidente do PRP, Julinho, longe.

Única hipótese

A única hipótese do retorno do PRP à FPA seria com outra direção partidária.

Grande novidade!

O PDT anuncia com pompa que o seu candidato a prefeito de Rio Branco será Marcus Alexandre (PT). O fato é tão novidade como dizer que Rio Branco sofre uma alagação.

Meras firulas

O deputado Luiz Tchê (PDT) defende que o governo federal não cobre as dívidas contraídas pelo estado. E o deputado Eber Machado (PSDC) que sejam anistiadas. Duas meras firulas.

Vale com pedido

As duas propostas se encerram na boa intenção, são possibilidades nulas de serem atendidas.

Merreca vergonhosa

A ajuda destinada pela presidente Dilma, na opinião do deputado Walter Prado (PDT), é uma merreca vergonhosa que não dá nem para recuperar os estragos da cheia em Brasiléia.

Ponto final

Os deputados Astério Moreira (PRP) e Lira Moraes (PRP) já comunicaram ao Tião Viana que, não seguirão o presidente do PRP, Julinho, com candidatura própria à PRMB ou na oposição.

Datas abertas

Deverá ser sexta-feira próxima ou na segunda-feira, no máximo, a reunião dos partidos da FPA para o anúncio oficial do candidato que irá disputar a prefeitura de Rio Branco.

Presença comunista

A reunião só não aconteceu ontem por a cúpula do PCdoB se encontrar em São Paulo.

Sem volta

Não vejo como o ex-deputado federal João Correia (PMDB) conseguir legalmente transferir a data das prévias para a escolha do candidato à PMRB, dia 2, por ser prerrogativa do partido.

Fato sacramentado

Ao João Correia vai restar o protesto, a candidatura de Fernando Melo (PMDB) é um fato sacramentado na cúpula peemedebista, que quer ver Correia longe, no Afeganistão.

Pesquisa define

Caminha para se definida em pesquisa de opinião pública a escolha do candidato a prefeito de Plácido de Castro da oposição, tal grande é o número de candidatos com os egos inflamados.

Fora de cogitação

Assessores do deputado federal Gladson Cameli (PP) dão como boato sem sentido sua candidatura ao governo, sua meta é preparar sua candidatura ao Senado para 2014.

Pedra no caminho

Moralmente o vice-prefeito de Cruzeiro do Sul, Mazinho Santiago (PMDB), é intocável, mas o prefeito Wagner Sales (PMDB) cometerá uma burrice se não substituí-lo por um vice do PP.

Eleitorado jovem

Wagner e Mazinho somam mais de um século, é preciso um nome que atraia os votos jovens.

Bombardeio áreo

Quem visita Tarauacá tem a nítida sensação que a cidade sofreu um bombardeio aéreo.

Agressão pessoal

O deputado Werles Rocha (PSDB) tem toda legitimidade para criticar o governador Tião Viana e seu governo, mas não tem para chamá-lo de “canalha”, numa agressão pessoal descabida.

Debate político

O debate tem que ficar limitado ao campo político, jamais descambar para os ataques à honra.

Fora de cena

Com o recurso de sua cassação preste ser julgado pelo TSE, a deputada federal Antonia Lucia (PSC) sumiu da cena política. O TSE amacia tanto, que não me admiro se reverter a cassação.

Preferência estável

O favoritismo da candidatura de Tião Bocalon (PSDB) à PMRB continua estável, é a dedução que se tem ao ouvir as vozes roucas das ruas. Se ele vai manter na campanha, aí é outra coisa.

Ou vai ou racha

O deputado Gilberto Diniz (PTdoB) ameaça: se a Toinha Vieira não for candidata a prefeita de Sena Madureira eu serei candidato. O recado tem endereço certo: Mazinho Serafim (PMDB).

Caminho perigoso

Da sua fundação até aqui a FPA perdeu nomes de votos como Sérgio Petecão (PSD), Gilberto Diniz (PTdoB), Fernando Melo (PMDB), Gladson Cameli (PP), José Bestene (PP),  Chico Viga (PSD), Mazinho Serafim (PMDB), num caminho político perigoso de desagregação interna. Os dirigentes do PT, esqueceram a velha lição: não se cisca para fora em candidatura majoritária.

Por Luis Carlos Moreira Jorge

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas