Conecte-se agora

Carnaval popular é suspenso em Assis Brasil por causa da cheia

Publicado

em

A prefeita de Assis Brasil Eliane Gadelha (PT) anunciou a suspensão do carnaval de rua depois que o rio Acre atingiu a cota de alerta e desabrigou famílias no município. A decisão será mantida até que a situação volte ao normal, e não está descartada a possibilidade de a festa ser cancelada.

Nas últimas 24 horas, as águas atingiram o patamar visto somente no início da década de 90 do século passado, quando desabrigou várias famílias nas áreas baixas e às margens do rio. Não há previsão de vazante, ao contrário, ontem foram vistos muitos balseiros, o que sugere que está chovendo nas cabeceiras.

Em Brasiléia, a prefeita Leia Galvão também demonstrou preocupação e disse que o município está em alerta. Se caso o nível aumentar a festa também poderá ser cancelada na cidade.

No vilarejo de Iñapari, localizado no lado peruano, o rio já deixou pessoas desabrigadas. Na Bolívia, em São Pedro de Bolpebra, quase todas as casas foram invadidas pelas águas.

Da redação de ac24horas, com informações do site O Alto Acre

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Soster questiona prefeitura ao apontar falta de médico em UBS

Publicado

em

O empresário do ramo de construção de rodovias, pavimentação asfáltica e candidato à prefeitura de Rio Branco pelo Avante, Jarbas Soster, voltou a criticar a falta de atenção da atual gestão municipal da capital acreana em relação às unidades de saúde que ficam sob a responsabilidade do município.

Nas redes, Jarbas mostrou o caso da Unidade Básica de Saúde (UBS) localizada no bairro Belo Jardim, que estaria sem médico, segundo moradores.

“Saúde da prefeitura, cadê você????De quem é a responsabilidade por este abandono????Não tem médico, segundo moradores. Belo Jardim. #aquinaotemsocorro”, afirmou.

Continuar lendo

Acre

Pelo terceiro dia seguido, Acre não tem mortes por Covid-19

Publicado

em

Pela primeira vez desde o início da pandemia, o Acre não registra mortes pela Covid-19 por três dias seguidos. A informação está no boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) na tarde desta segunda-feira, dia 19. Até agora, 679 pessoas morreram vítima da pandemia no Acre.

Em relação aos novos casos, o boletim registra 47 novos casos de contaminação. O número total chega a 29.765 pessoas infectadas.

Até o momento, o Acre registra 77.919 notificações de contaminação pela doença, sendo que 48.153 casos foram descartados, enquanto 1 amostra de RT-PCR está em análise. Pelo menos 27.732 pessoas já receberam alta médica da doença e 63 seguem hospitalizadas.

Continuar lendo

Acre

Propaganda ilegal é recorde de denúncias na 9ª Zona Eleitoral

Publicado

em

O novo juiz eleitoral de Rio Branco, Robson Aleixo, disse nesta segunda-feira, 19, que as denúncias mais comuns que chegam à 9ª Zona Eleitoral têm sido atos de propaganda irregular na campanha.

“Temos várias representações por propaganda irregular”, informou Aleixo ao ac24horas. À tarde, ele prepara um levantamento das denúncias até agora protocoladas na Justiça Eleitoral.

Aleixo ocupa a vaga deixada pelo colega Giordane Dourado, afastado da 9ª Zona Eleitoral a partir de uma ação do Ministério Público. Dourado é casado com assessora do candidato a prefeito de Rio Branco pelo MDB, Roberto Duarte. O MP viu que será complicado para o juiz decidir sem suspeições nesta campanha.

Aleixo já foi defensor público da União e agente da Polícia Federal antes de ser juiz no Acre.

Continuar lendo

Acre

“Mortes a esclarecer” caem 42% em um ano no Acre, diz Fórum

Publicado

em

O número de mortes “a esclarecer” caiu 42% em 2019 em relação a 2018, segundo informa o G1 com base nos dados do 14º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado neste domingo (18) pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Eram 17 mortes sem esclarecimento em 2018. No ano seguinte, eram 10. Levando em conta a criminalidade em geral, mais de 72% dos casos foram esclarecidos em 2020, segundo o Governo do Estado.

O Brasil registrou no ano passado 13.705 mortes “a esclarecer” – um aumento de 9% em relação a 2018, quando foram computadas 12.232 mortes do tipo.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas