Conecte-se agora

Trabalhadores exigem retratação de Luiz Tchê e Rocha sobre posicionamento contrário às cooperativas de serviço

Publicado

em

Ray Melo,
da redação de ac24horas
raymelo.ac@gmail.com

Os representantes da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e os trabalhadores ligados a cooperativa de serviço, Coopeserge ocuparam as galerias da Aleac, na manhã desta terça-feira, 14, para exigir a retratação dos deputados Luis Tchê (PDT) e Major Rocha (PSDB), que questionaram contra o uso político das entidades, dentro da máquina pública estadual.

O presidente da OCB, Manoel Valdemiro pediu que Tchê e Rocha passassem o nome das cooperativas irregulares para que sejam encaminhadas aos órgãos fiscalizadores. Valdemiro relatou que os cooperados passaram por constrangimentos ao chegaram aos seus locais de trabalho, depois dos pronunciamentos sobre cooperativas mafiosas, na Aleac.

O movimento dos trabalhadores foi usado durante a sessão, como palanque político para alguns deputados, que aproveitaram a presença dos cooperados para capitalizar votos. Os parlamentares que fazem parte da frente parlamentar de cooperativismo foram os mais efusivos no uso dos trabalhadores no uso da tribuna para falar sobre a questão.

Se defendendo dos ataques verbais e dos cartazes que estavam em posse dos cooperados, Tchê disse que “não faço jogo por trás de ninguém. Quero saber se o cooperado está participando realmente das atividades, se recebe o retorno do seu  trabalho. Eu quero tirar as cooperativas que estão enganando os trabalhadores acrianos”.

Recebido com os trabalhadores de costas ao plenário, Rocha apresentou sua versão sobre o imbróglio em torno da questão. “A democracia é bonita por isso. Também sou cooperado. Em ano eleitoral as pessoas aproveitam tudo para tirar proveito políticos. Nós falamos não das cooperativas, mas de grupos que tem lesado trabalhadores.

O deputado tucano deu como exemplo uma cooperativa que atuou na Aleac, que de acordo com Rocha, lesou trabalhadores. “Em momento algum os parlamentares falaram das cooperativas honestas deste Estado”

Walter Prado (PDT), colega de partido de Luis Tchê, usou a tribuna para pedir ao tucano Rocha que dissesse quais as cooperativas que seriam mafiosas. “Não se pode generalizar o ataque. Quero pedir ao deputado Rocha, que ele, de público que peça desculpa as cooperativas do Acre. Não conheço ninguém mafioso ou desonesto que integre este movimento”.

O líder do Partido dos Trabalhadores (PT), Geraldo Pereira destacou a importância das cooperativas na geração de emprego e renda, não só no Acre, mas no contexto mundial. “No mundo existem mais membros de cooperativas que acionistas de capitais. Um bilhão de pessoas ligadas ao cooperativismo. Por isso, precisamos respeitar este movimento”.

Denílson Segóvia (PSC) considera o caráter do movimento que gera conquistas e vitórias. “Sou um dos maiores incentivadores do cooperativismo. Como pastor, dentro das igrejas fiquei apaixonado por este trabalho. Quero também como vocês, uma explicação, já que este projeto agrega valores e gera riquezas nas comunidades”.

O líder religioso, Astério Moreira (PRP) destacou que é importante as cooperativas se manifestarem para defender sua integridade. “Defendendo um trabalho de construção social e bem estar social neste estado. Sei e conheço a seriedade do movimento de cooperativas do Acre. Contem com meu voto. Contem com meu apoio e minha posição”.

Moisés Diniz (PCdoB) pediu que os cooperados tivessem uma postura mais respeitosa com Rocha e Tchê, destacando que a situação de confronto estaria ficando ruim. “Estamos na nossa Casa e sabemos do esforço que o deputado faz para chegar aqui. Todos os parlamentares que estão aqui, foram conduzidos pelo povo. Portanto, precisamos usar o espaço para sairmos com uma solução”.

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Acre tem mais 96 casos de Covid-19 e nenhuma morte pela doença

Publicado

em

Foto: Júnior Aguiar/Secom

O estado do Acre confirmou neste sábado 24, 96 novos casos de infeção por Covid-19. Entretanto, nenhuma morte foi confirmada pela Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre). O Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) informa que assim, o número de infectados subiu de 30.121 para 30.217 nas últimas 24 horas.

Nenhum óbito por Covid-19 foi notificado neste sábado, fazendo com que o número oficial de mortes pela doença permaneça 686 em todo estado.

Até o momento, o Acre registra 79.993 notificações de contaminação pela doença, sendo que 49.760 casos foram descartados, enquanto 16 amostra de RT-PCR estão em análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) e pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 27.861 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 66 seguem hospitalizadas.

Continuar lendo

Acre

Colisão entre motos faz duas vítimas fatais em Xapuri

Publicado

em

Um acidente envolvendo duas motos, nas imediações da “curva do João Dias”, na Estrada da Borracha, a cerca de 5 quilômetros de Xapuri, tirou a vida dos dois condutores, na tarde deste sábado, 24.

As vítimas fatais são Cairo José Franco da Silva, de 25 anos, e Domingos Rodrigues da Silva Neto, que iria completar 31 anos de idade neste domingo, 25 de outubro.

As informações foram confirmadas pela Polícia Militar que até o fechamento desta matéria ainda estava no local fazendo os procedimentos de praxe.

Pelo que se apurou até o momento, os dois veículos colidiram frontalmente e os dois pilotos morreram ainda no local, antes que fosse possível receber socorro médico.

Uma das vítimas, Cairo José Franco, passou vários dias em uma UTI do Pronto Socorro de Rio Branco, em 2016, quando sofreu um outro acidente de moto.

Naquela também trágica ocasião, morreu Jameson da Silva Sales, à época com 19 anos, depois de perder o controle do veículo, atingir um ciclista e colidir com um carro.

Cairo, que tinha 22 anos, estava na garupa da moto pilotada por Jameson e sofreu ferimentos graves tendo, no entanto, reagido positivamente ao tratamento obtendo a recuperação.

Bruxa solta

Enquanto os policiais militares faziam os procedimentos relacionados ao acidente fatal, a central recebeu um novo chamado de uma outra ocorrência envolvendo motocicleta.

Dessa vez, um motoqueiro havia perdido o controle do veículo e caído nas imediações da Delegacia de Polícia Civil. A vítima foi atendida por uma unidade do Samu e levado ao hospital.

Policiamento

O ac24horas conversou com o comandante da Polícia Militar de Xapuri, tenente Januário. Ele disse que a companhia de Xapuri em se empenhado nas ações de garantia da ordem e do sossego.

O militar relatou que na noite da sexta-feira, 23, para este sábado, 24, foram feitas várias ocorrências de trânsito. Em uma delas, um condutor foi levado à delegacia por dirigir bêbado com 7 pessoas na carroceria.

Continuar lendo

Acre

Ex-vereador de Brasiléia e filho morrem em acidente de moto

Publicado

em

Jonas Sivirino Bandeira e seu filho Gabriel Melo Bandeira se acidentaram no Ramal do km 67, da Estrada do Pacífico (Ramal do Porto Carlos), na manhã deste sábado, 24, segundo informações apuradas junto a amigos das vítimas.

A notícia foi confirmada pela prefeita Fernanda Hassem, que postou mensagem em sua página do Facebook lamentando a tragédia.

“Essa notícia nos deixou sem chão. Perdemos um grande amigo Jonas Bandeira e seu filho Gabriel Bandeira. Jonas Bandeira foi nosso Secretário de Meio Ambiente, sempre prestando serviço com muita dedicação. Também foi vereador de Brasiléia, uma pessoa muito querida por todos”, disse a prefeita.

Em 2018, uma outra tragédia havia marcado a família Bandeira, quando a filha de Jonas, Elianai de Melo Bandeira, o genro Francisco Raulino Júnior, que era sobrinho do prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores, e o neto do ex-vereador, Francisco Raulino Neto, morreram em um acidente ocorrido na zona rural de São Francisco do Oeste, no Rio Grande do Norte.

A notícia da morte do ex-vereador, que também já foi secretário municipal de Meio Ambiente de Brasiléia, causou forte comoção na cidade, onde ele sempre teve grande presença na vida social das comunidades da fronteira. Ainda não existem informações detalhadas sobre como se deu o acidente.

Continuar lendo

Acre

Duarte fora de debate: “adversário exigiu que me retirassem”

Publicado

em

O debate que ocorre logo mais à noite entre os candidatos à prefeitura de Rio Branco não contará com o Jamyl Asfury (PSC) nem com Roberto Duarte (MDB). O Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal do Acre (DCE/Ufac), que promove o evento, diz que houve pesquisa com os estudantes para selecionar 5 dos 7 candidatos. Já Duarte afirma que foi excluído de forma proposital.

“Quando soube do debate do DCE recebi uma denúncia que um adversário meu, candidato a prefeito, exigiu que me retirassem do debate do DCE”, relata o candidato. Duarte garante que procurou o responsável pelo DCE para esclarecer o assunto e houve a confirmação. “Ele me confirmou que houve um pedido nesse sentido, mas que eu iria participar”.

Logo, o fato de não ter sido um dos 5 selecionados para participar do debate causou estranheza no candidato do MDB. “Respeito a democracia e, principalmente, a decisão do DCE, mas considero lamentável que meus adversários fujam do debate comigo”.

Ele garante estar preparado para debater os problemas e as soluções para melhorar a vida das pessoas e de Rio Branco e desabafou: “fico triste que o DCE, uma representação estudantil histórica que sempre zelou pela ampla participação democrática de ideias, se submete a esse tipo de ingerência”.

Ao ac24horas, o DCE explicou que houve uma consulta pública para selecionar apenas 5 candidatos. “Na seleção, foram escolhidos Jarbas Soster (Avante), Daniel Zen (PT), Socorro Neri (PSB), Minoru Kinpara (PSDB) e Tião Bocalom (PP). Como não é registrada pelo TER, não podemos fazer a divulgação da pesquisa, mas houve 829 respostas”.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas