Conecte-se agora

Justiça manda MS incluir alteplase no tratamento de AVC

Publicado

em

A Justiça Federal determinou em decisão publicada hoje (13) que o Sistema Único de Saúde (SUS) passe a fornecer o medicamento Alteplase para tratamento de acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico. A decisão da juíza da 16ª Vara Federal de São Paulo Tânia Regina Marangoni estipula prazo de 30 dias para que o remédio passe a ser oferecido gratuitamente.

O Ministério da Saúde informou à Agência Brasil que já fez uma consulta pública e irá incluir, em menos de um mês, o processo de incorporação do Alteplase para tratamento de AVC. Segundo o órgão, o medicamento começou a ser usado pelo sistema público no ano passado para casos de infarto agudo do miocárdio.

Na ação que originou a decisão, o Ministério Público Federal (MPF) disse que vem solicitando desde 2009 explicações do ministério sobre porque o não é fornecido pela rede pública. Em casos de AVC isquêmico, quando uma obstrução de um vaso interrompe o fluxo sanguíneo para o cérebro, o Alteplase dissolve o coágulo e normaliza a passagem do sangue.

O Secretário Nacional de Atenção a Saúde, Helvécio Magalhães, ressaltou, no entanto, que é necessário um estudo cuidadoso antes de incluir novos itens na lista de medicamentos do SUS. “Incorporação tecnológica tem padrões para ser realizada, não pode ser pela pressão do laboratório, da indústria ou outros interesses. Às vezes um laboratório entra com uma ação através de um paciente para forçar a incorporação no SUS”.

Segundo Magalhães, com base nas internações do ano passado, a inclusão do Alteplase entre os medicamentos disponibilizados pela rede pública poderá atender cerca de 170 mil pessoas. O secretário destacou ainda que o Ministério da Saúde estima aumentar em R$ 500 milhões até 2014 os gastos para qualificar o atendimento aos vitimados por AVC. Desse montante, R$ 70 milhões serão destinados à compra de medicamentos.

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Cotidiano

Em discussão, Mirella chama acreana Raissa de louca e peoas são contidas por Luiza e Jojo

Publicado

em

Por

MC Mirella cumpriu o que prometeu e provocou Raissa Barbosa ao chamá-la de louca em A Fazenda 12. Luiza Ambiel e Victória Villarim se juntaram para gritar com a ex-vice-miss Bumbum, que perdeu a paciência e precisou ser contida por Jojo Todynho para não surtar e provocar a própria expulsão.

Durante a conversa convocada pela musa da Banheira do Gugu, na qual ela acusou Lipe Ribeiro e Jakelyne Oliveira de traição, também foi mencionada a votação da noite anterior. Luiza, Lipe, Jakelyne e Biel deram suas versões sem serem interrompidos e conseguiram se entender.

Na hora que Raissa tentou se defender, no entanto, Mirella a interrompeu, começou a gritar e não a deixou falar. A modelo perdeu a linha ao ser chamada de louca, adjetivo que os confinados sabem que a ofende por sofrer com a síndrome de Borderline.

Quando a cantora se exaltou, Luiza tentou segurá-la. “Me solta, me solta!”, berrou Mirella, se soltando do abraço da atriz e indo para cima de Raissa.

“Não me chama de louca! Não me chama de louca!”, pediu Raissa, gritando, enquanto era segurada por Jojo. Mariano e Jakelyne tentaram apartar a briga, mas Victória e Luiza se juntaram para gritar com a modelo, fazendo-a sair do sério ainda mais.

“Você está errada, para de falar!”, berrou Victória. “Por que você não salvou a Mirella ontem? Era o nosso combinado!”, cobrou Luiza, enquanto Raissa tentava explicar que Mirella não estava mais falando com ela.

O barraco acabou quando Jojo levou Raissa para dentro da casa. O público do PlayPlus pôde ouvir os gritos da modelo enquanto Mirella conversava com o restante dos peões na área externa.

Confira uma parte da briga:

 

Continuar lendo

Cotidiano

Divulgado resultado do processo seletivo que contrata profissionais de saúde ao Iapen

Publicado

em

Foi divulgado nesta quarta-feira, 21, o resultado final e homologação do processo seletivo simplificado para a contratação temporária de profissionais de nível médio e superior para atuação na Unidade Básica de Saúde do Complexo Penitenciário de Rio Branco.

O resultado está disponível na página 18 do Diário Oficial do Acre de nº 12.905. Os cargos pleiteados foram: técnico em enfermagem, microscopista, auxiliar de farmácia, auxiliar de saúde bucal, enfermeiro, farmacêutico, fisioterapeuta, cirurgião-dentista, médico e nutricionista.

Para mais informações, os candidatos podem entrar em contato pelos telefones (68) 3223-2257 ou (68) 3223-9833, das 8 às 12h, e também na Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), por meio do endereço eletrônico: concursos.seplag@ac.gov.br.

Continuar lendo

Cotidiano

Comissão da Aleac derruba dois de três vetos de Gladson Cameli, um deles do PT

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

Uma Comissão Especial da Assembleia Legislativa do Acre analisou nesta quarta-feira (21) vetos do governador Gladson Cameli em leis visando destravar a pauta legislativa.

Um dos projetos de lei, o 75/2020, do deputado Daniel Zen (PT), que obriga bancos a fornecer condições sanitárias mínimas aos clientes foi vetado integralmente por Gladson Cameli, mas a Comissão derrubou o veto.

Outro PL, de autoria do deputado Fagner Calegário, que trata do uso de veículos apreendidos que não comprovem origem, teve o veto mantido.

O PL de Chico Viga, que cria a Central de Informações sobre pacientes internados por Covid-19, também teve o veto derrubado.

Continuar lendo

Cotidiano

Judiciário do Acre transfere feriado do Dia do Servidor Público para sexta-feira, dia 30

Publicado

em

O Tribunal de Justiça do Acre transferiu o ponto facultativo referente ao Dia do Servidor Público, que é comemorado no dia 28 de outubro, para sexta-feira, dia 30 de outubro.

A Portaria Nº 1528/2020, assinada pelo desembargador-presidente Francisco Djalma, suspende o expediente forense nos Órgãos Jurisdicionais e Administrativos do Poder Judiciário do Estado do Acre, no dia 30, e prorroga para terça-feira, dia 3, os prazos que se iniciarem ou encerrarem na referida data.

A transferência acompanha a medida procedida pelo Supremo Tribunal Federal, Superior Tribunal de Justiça e Governo do Acre.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas