Conecte-se agora

Ação truculenta de retirada de invasores em Brasileia será debatida no Senado

Publicado

em

 

Jairo Carioca,
da redação de ac24horas
[email protected]

A ação truculenta do Estado que utilizou 200 homens armados para o cumprimento do mandado de reintegração de posse do terreno localizado ao lado do Bairro Leonardo Barbosa, no município de Brasileia, no dia 14 de julho do ano passado, será tema de audiência pública da Comissão dos Direitos Humanos do Senado Federal. O índio Adelson Batista Jaminawá e o senhor Abimael Filho foram convidados para testemunhar sobre o caso. Ambos sofreram agressões durante conflitos com a PM. O índio correu o risco de perder uma das vistas, atingida por uma bala de borracha, disparada durante a ação comandada pelo Estado.

O requerimento para a realização da audiência publica que acontece no dia 23 foi feito pelos senadores Eduardo Suplicy e Paulo Paim

Índio atingido vai à Comissão

que cobram explicações publicas dos gestores envolvidos na ação violenta de reintegração de posse do terreno de cerca de 1 milhão de metros quadrados da favela do Pinheirinho, em São José dos Campos (SP),  onde viviam desde 2004 cerca de 6 mil pessoas, levada a cabo pelas bombas de gás e balas de borracha da Polícia Militar na manhã do domingo do último dia 22 de janeiro.

A inclusão do episódio ocorrido em Brasileia na pauta da Comissão é de iniciativa do senador Aloysio Nunes [PSDB-SP] com apoio do senador Sérgio Petecão [PSDB-AC]. Tem como pano de fundo o ranço político entre PT e PSDB. Ao escalar o deputado Major Rocha, do Acre, Nunes quer tirar a pecha de sanguinário de cima dos tucanos. O senador paulista explicou o episódio por telefone no final da tarde de ontem (09).

– Os senadores Suplicy e Paulo Paim estão fazendo um festival em cima desse fato do Pinheirinho que teve como resistentes grupos ligados ao PSTU. Eles precisam conhecer ações como a que aconteceu no Acre, onde o governador petista utilizou policiais militares e tratores para retirar de forma truculenta famílias que ocupavam uma área de invasão – comentou Nunes.

Além da ação que violentou homens e mulheres, o deputado Rocha aproveita para levar à Comissão, a situação como vivem as famílias que foram repatriadas da Bolívia e que estavam na área de conflitos. Em mãos. Fará parte de sua bagagem um relatório feito durante a sua permanência como vice-presidente da Comissão dos Direitos Humanos da Assembleia Legislativa em visitas feitas aos municípios de Brasileia e Plácido de Castro.

– É uma oportunidade de mostrar como o governo do PT trata os acrianos que já sofreram com o processo de repatriamento, mas também de aprofundar o debate nesse momento em que o pais vive diversos episódios de conflitos – disse o deputado estadual.

 

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Linda diz que deputados não estão preocupados com a população

Publicado

em

A semana que está para terminar trouxe uma bagagem repleta de acontecimentos no âmbito da política local. Primeiro, a derrota do governador Gladson Cameli com os deputados estaduais na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), que por 20 votos a favor e nenhum contra, derrubaram todos os oito vetos do governo. Depois, a contrapartida do Palácio Rio Branco, que exonerou de uma só vez cerca de 340 cargos comissionados, maioria indicados por parlamentares estaduais.

Por último, as discussões na web. Internautas contrários às decisões do governo, outros a favor, e um desses chamaram atenção, por se tratar da mãe do chefe do Executivo acreano, dona Linda Cameli. Assídua na rede, Linda não costuma medir uma só palavra no momento de comentar a situação política atual. Mais uma vez, foi direta ao ponto. Numa publicação do ac24horas, que trata sobre as crises que o governador vem enfrentando com seus aliados de Base na Aleac, ela disse: “se estivessem preocupados com a população não estariam tão desesperados”. Linda ganhou apoio de outros internautas com o posicionamento.

A declaração faz referência ao descontentamento dos deputados após a exoneração dos servidores que detinham CEC no governo, muitos deles angariados por meio dos parlamentares. A situação de conflito deve ganhar uma nova discussão na próxima semana, onde está prevista uma reunião entre Gladson Cameli e todos os deputados para tratar o assunto.

Continuar lendo

Acre

Mara dá boas vindas a Minoru e diz que Gladson é importante

Publicado

em

A deputada federal Mara Rocha disse que o PSDB, com Minoru Kinpara, poderá disputar a prefeitura da capital com muitas chances de vencer a eleição. Para ela, a presença dele no partido é importante é de muita qualidade. “Não só ele, mas todos que o acompanham”, disse.

Sobre a provável vinda do governador Gladson Cameli para o ninho, Mara Rocha, que chegou a se desentender publicamente com ele em função do secretário Paulo Wadt, declarou que uma grande liderança como ele será um ganho para o PSDB. “É bem vindo também”.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.