Conecte-se agora

Internauta com suspeita de dengue fica de 7 às 13h na espera e não é atendido na UPA

Publicado

em

Ray Melo,
da redação de ac24horas
raymelo.ac@gmail.com

O Facebook se tornou o veículo de comunicação para a população de Rio Branco denunciar o que eles classificam como desumanidade no atendimento público de saúde.

Nesta quinta-feira, 02, Wesley Diógenes, que de acordo com seu perfil na rede social é funcionário da Biblioteca da Floresta, ficou de 7 às 13h, na espera da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do Tucumã, com suspeita de dengue, mas não foi atendido.

O desabafo do jovem foi postado no Facebook, no início da tarde. O paciente reclama ainda do atendimento dispensado pelo único médico que atendia na unidade de saúde.

De acordo com Wesley Diógenes, o profissional sequer olhou para ele, pedindo que se dirigisse a sala de observação para coletar sangue e realizar um exame. Depois do procedimento, o jovem relata que não teve para quem mostrar o resultado.

Sem receber atendimento, Diógenes voltou para sua residência.

Abaixo, a íntegra do relato:

Wesley Diógenes

DESABAFO (Por favor repassem para providências serem tomadas): Hoje às 7 da manhã fui na UPA do Tucumã para providências para possível dengue ou virose que estou acometido e me faltam palavras para descrever a desumanidade, precariedade, desrespeito, falta de compromisso médico e principalmente irresponsabilidade daquele local que tem como missão servir à população.

Fiquei de 7 da manhã até às 13 horas pra fazer um simples exame de dengue e acreditem eu não fui atendido ainda, e o pior não é isso, tinha apenas um médico para atender todas as enfermidades do local e quando enfim o médico me atendeu sem ao menos levantar o rosto rabiscou um exame de sangue que fui fazer com um prazo de entrega de 1h30, como não tinha como ir pra casa pacientemente esperei, o exame foi entregue apenas às 12h30, lembre-se que estava desde 7 horas, imaginei que enfim seria atendido, mas quando o exame ia ser entregue para chamarem os pacientes não era possível porque o coordenador tinha ido almoçar, eu pacientemente o esperei e perguntei ao coordenador do local pedante, estúpido e mal e educado que horas eu iria ser atendido, eis que ele me diz que não tinha previsão e mais disse-me que se eu quisesse prioridade que pegasse meu exame e fosse pra outro posto de atendimento…

No mesmo local não tinha pediatra e várias crianças estavam convalescendo sem nenhuma atitude do local, inclusive um bebê de 18 dias ficou horas esperando atendimento e quando saí de lá ainda não tinha sido atendido. . Situações como essa são inadmissíveis e inaceitáveis, tenho certeza que a Secretária Suely Costa de forma alguma aceita essas ações, mas saiba secretária que aquela UPA está uma verdadeira patifaria. Crianças vomitando no saguão, pessoas desmaiando de dor e como possivelmente estou com dengue peguei meu exame e vim pra casa por não ter mais condições físicas de aguardar uma posição médica depois de 7 horas seguidas de febre, dor de cabeça, dor no corpo e fome na espera de um simples atendimente. Ok, vamos fazer campanha contra a dengue, mas vamos oferecer também condições necessárias para o atendimento dos infectados. Abraços.

Link da postagem: https://www.facebook.com/wesley.diogenes/posts/326798117358862

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

“Esse pessoal fala de honestidade, mas tá roubando”, diz Jorge Viana

Publicado

em

O ex-senador Jorge Viana (PT) compartilhou um vídeo em seu canal do YouTube nesta sexta-feira, 23, chamando novamente a população acreana para uma reflexão nessas eleições.

Viana começa o vídeo falando acerca da situação do país e afirmou que aqueles que prometeram que o país seria melhor depois do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) falharam.

O petista disse ainda que a situação não está nada boa para os brasileiros e criticou o aumento dos preços dos produtos que compõem a cesta básica.

Em outro trecho, Viana criticou a “hipocrisia” daqueles que vestem a capa de moralidade e disparou contra os seus adversários que venceram as eleições de 2018.

“Esse pessoal fala de honestidade, mas tá roubando! Esse pessoal não tem moral porque não são do trabalho. Eu, Marcus e Angelim estamos nessa luta com Daniel Zen e pedindo o teu voto porque a gente acredita que é juntando as pessoas que gostam de trabalhar que saibam fazer planos e governar que a gente melhora a vida de todos. Vamos trazer a esperança de volta. Estão com tudo na mão e querem mais. Nós só queremos a oportunidade do trabalho, por isso, que a gente acreditando num futuro melhor e na força do trabalho, a gente pede o teu voto pro Daniel Zen, 13”, afirmou

video

Continuar lendo

Acre

Vídeo mostra colisão que deixou motorista presa às ferragens

Publicado

em

Um vídeo capturado de um circuito de vigilância mostra o momento em que a condutora de um veículo modelo Etios Sedan bate contra um poste de energia. O fato aconteceu na madrugada desta sexta-feira, 23, nas proximidades do 7º BEC, sentido centro, em Rio Branco.

Nas imagens, a motorista em alta velocidade acaba perdendo o controle do carro e invade a calçada pelo lado esquerdo e colide forte contra o poste, ocasionando num apagão de energia na Avenida Nações Unidas.

A velocidade do carro no momento do acidente relembra até um dos filmes de maior bilheteria do mundo do cinema: Velozes e Furiosos. Apesar do forte impacto, o acidente deixou as duas jovens [condutora e passageira], de 26 e de 29 anos, com escoriações leves, mas conscientes e gesticulando com os socorristas.

Quem atendeu a ocorrência foi a guarnição do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros (CBMAC), que foi acionada via 193, e fizeram o desencarceramento da motorista.

Duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram acionadas até o local. Uma equipe da Energisa também foi acionada para desligar a fiação elétrica, que estava solta devido à colisão.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Acre

Fenômeno ‘halo solar’ chama atenção no céu de Rio Branco

Publicado

em

O fenômeno natural “halo solar” voltou a aparecer no início da tarde desta sexta-feira, 23, no céu de Rio Branco. Dezenas de moradores de diversos bairros compartilharam por meio das redes sociais fotografias que captaram um círculo colorido ao redor do sol.

Especialistas afirmam que esse fenômeno ocorre quando a luz do sol atravessa nuvens altas com cristais de gelo. Já é a segunda vez em menos de um mês que o halo solar aparece na capital acreana.

O meteorologista Alejandro Fonseca já explicou à imprensa que não há um período específico, mas que em períodos chuvosos pode acontecer com mais incidência por conta da maior umidade na atmosfera.

O fenômeno também já foi visto neste ano de 2020 em cidades do interior do Acre, como Porto Walter, Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima.

Continuar lendo

Acre

Acre é o estado que mais afastou trabalhadores na pandemia

Publicado

em

Das 82,9 milhões de pessoas ocupadas em setembro no Brasil, 5,4 milhões estavam afastados do trabalho que tinham na semana de referência, dos quais 3,0 milhões estavam afastados devido ao distanciamento social, representando, respectivamente, quedas de 19,7% e 27,6% em relação ao total de pessoas afastadas verificado em agosto.

Entre os Estados, o Acre foi o que apresentou a maior proporção da população ocupada que estava afastada do trabalho que tinha devido ao distanciamento social, 9,8%. Em todas as Unidades da Federação, o percentual de pessoas ocupadas afastadas do trabalho devido ao distanciamento social foi menor que o registrado em agosto.

Os dados divulgados nesta sexta-feira (23) pelo IBGE, diz que os indicadores vêm caindo desde o início da pandemia, à medida em que o isolamento vai diminuindo, e já acumulam quedas de 71,7% e 80,9% respectivamente.

A redução dos afastamentos do trabalho devido à pandemia também pôde ser verificada através da redução da proporção de pessoas afastadas por este motivo no total de pessoas ocupadas, que de agosto para setembro passou de 5,0% para 3,6%. Em maio, este percentual era de 18,6%.

Em setembro, a região Norte continuou com o maior percentual (4,7%) de pessoas afastadas do trabalho devido ao distanciamento social. No Nordeste, a proporção foi de 4,2%. Em seguida, Sudeste e Centro-Oeste aparecem com 3,4%, e o Sul figura novamente como a menos afetada, com 2,9%. A proporção de pessoas que estavam afastadas de seus trabalhos por motivo do distanciamento social reduziu-se de agosto para setembro em todas as Grandes Regiões, seguindo a tendência observada desde maio.

O grupo das pessoas de 60 anos ou mais de idade continua com a maior proporção de pessoas afastadas do trabalho em função da pandemia, mantendo esse padrão desde maio. Em agosto, 10,7% das pessoas ocupadas de 60 anos ou mais estavam afastadas do trabalho. Em setembro, a proporção se reduziu para 8,7%. Em todos os demais grupos também se observou essa redução. Em setembro, 5,2% das mulheres ocupadas estavam afastadas de seu trabalho por causa do distanciamento social (em agosto esse percentual era de 7,1%), enquanto para os homens esse percentual ficou em 2,5% em setembro (3,6% em agosto).

O grupamento de atividade de Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura continuou registrando o menor percentual de pessoas afastadas (1,1%), enquanto os grupamentos da Administração pública, defesa e seguridade social, educação e saúde (7,9%), Outros serviços (4,8%), Serviço doméstico (4,4%) foram os que tiveram maior proporção de pessoas afastadas do trabalho. Todos os grupamentos registraram redução na proporção de pessoas afastadas devido ao distanciamento social, com destaque para o setor de Outros Serviços (redução de 2,8 p.p.).

Para o Brasil, os trabalhadores por conta própria e empregadores registraram o menor percentual de pessoas afastadas devido à pandemia (ambos com 1,9%), seguido pelos empregados do setor privado sem carteira (2,8%) e os empregados do setor privado com carteira (3,2%). Em seguida, trabalhadores domésticos (4,2% entre os sem carteira e 4,7% entre os com carteira), empregados do setor público com carteira (8,2%), militares e servidores estatutários (9,1%), e, por fim, os empregados do setor público sem carteira (9,6%). Em relação a agosto, houve redução na proporção de pessoas afastadas em todas as categorias de posição na ocupação.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas