Conecte-se agora

Tião Viana anuncia pacote milionário de investimentos para cidade que foi administrada pelo tucano Tião Bocalom

Publicado

em

Ray Melo,
da redação de ac24horas
raymelo.ac@gmail.com

Durante três dias, equipes do governo Tião Viana (PT) fizeram levantamento dos principais problemas do município de Acrelândia. O objetivo de Viana, segundo pessoas ligadas à administração estadual, seria mostrar à população de Rio Branco, que Tião Bocalom (PSDB), líder das pesquisas na capital, não teria revolucionado a pequena cidade do interior, como diz em suas aparições em emissoras de TV local e propaganda política.

Acompanhado de gestores de suas principais pastas, Viana assinou ordens de serviços autorizando investimentos em saneamento básico, pavimentação, mecanização, produção e industrialização, durante o fim de semana. Entre os projetos estaria o Ruas do Povo, carro chefe de Tião Viana, para conduzir Marcus Alexandre (PT), à prefeitura da capital. O Governo do Acre pretende pavimentar 63 ruas em Acrelândia.

Com investimento estimado em R$ 34 milhões, o Ruas do Povo e o saneamento básico serão as ferramentas para anular o argumento de Bocalom em relação aos seus três mandatos em Acrelândia. O tom dos discursos demonstrou que o governo está disposto a reverter o jogo em Rio Branco. Viana vai investir R$ 17 milhões em pavimentação e mais R$ 17 milhões em sanemanto.

A Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof) anunciou os investimentos na área de produção e mecanização. O governo colocará R$ 4,9 milhões em construção de 120 tanques para piscicultura, construção de um silo graneleiro para armazenagem de 2,7 mil toneladas de grãos, investimentos em mecanização agrícola, produção de hortaliças.

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio, Serviços, Ciência e Tecnologia  (SEDTICT) construirá de 10 galpões de apoio ao setor marceneiro do município, a serem instalados no Pólo Industrial de Acrelândia.  Um investimento total na industrialização em torno de R$ 678.744 mil. O Parque Industrial de Acrelândia passa a ser administrado pelo Governo do Estado.

Os governistas compareceram em peso na solenidade, que contou com a presença de deputados, secretários e militantes da Frente Popular. O governo levou ainda, a equipe de médicos do programa de Saúde Itinerante. Oposicionistas a administração petista afirmaram que durante um dia, Tião Viana proporcionou serviços de saúde, que deveriam ser constantes  a toda população.

Segundo vereadores de oposição e simpatizante de Bocalom, foi uma verdadeira demonstração de poder e do uso da máquina pública em benefício de uma candidatura. Os oposicionistas se referiam ao nome de Marcus Alexandre, que deverá ganhar força com sua visita no início da 1ª faze do Ruas do Povo, no município.

A investida do governador Tião Viana, no município de Acrelândia deverá ganhar os espaços de jornais escritos e emissoras de TV da capital.

Para militantes da oposição, Tião Viana sinalizou claramente com a possibilidade de a tentativa minar as pretensões de Tião Bocalom em vencer a disputa da prefeitura de Rio Branco, como o candidato dos partidos de oposição.

De outro lado, peemedebistas começam a acreditar que a candidatura de Fernando Melo (PMDB) poderá ganhar força, com o embate entre tucanos e petistas.

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Manuel Marcos é notificado para apresentar defesa na Câmara

Publicado

em

Condenado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) à perda do mandato, o deputado Manuel Marcos (Republicanos-AC) entrará na fila dos parlamentares que enfrentam processos de cassação na Câmara dos Deputados. O corregedor da Casa, deputado Paulo Bengtson (PTB-PA), o notificou nesta segunda-feira, 26, da decisão da Justiça Eleitoral para que apresente sua defesa em cinco dias.

A decisão será da Mesa Diretora da Câmara, sem precisar passar pelo plenário, mas pode gerar disputas políticas por se dar às vésperas da eleição para a presidência da Câmara. No lugar dele entrará Léo de Brito (PT).

Em setembro, o TSE manteve por unanimidade a cassação do diploma e a declaração de inelegibilidade do deputado por abuso de poder econômico nas eleições de 2018. O Ministério Público apontou desvio de R$ 1,5 milhão do fundo eleitoral e compra de votos. O então candidato chegou a ser preso numa operação da polícia, mas acabou solto e diplomado em seguida.

O parlamentar terá até segunda-feira para apresentar sua defesa no processo na corregedoria e, a partir daí, Bengtson terá até 45 dias úteis para encaminhar um parecer à Mesa Diretora da Câmara. Ele afirmou que seguirá o entendimento da Justiça Eleitoral e entregará rapidamente seu relatório. “Como já está transitado em julgado, o caso dele deve ser muito mais rápido que os demais. Nesse caso, ele já perdeu o mandato. Só é preciso que seja cumprido o rito na Câmara que confirme a cassação”, disse.

Procurado por meio de sua assessoria, Manuel Marcos não respondeu os contatos. Ele ainda pode tentar recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão da Justiça Eleitoral.

Mesmo quando decorrentes de decisão da Justiça Eleitoral, as perdas de mandato de parlamentares precisam ser confirmadas pela Mesa Diretora da Câmara, segundo Bengtson. Por se tratar de uma cassação por determinação judicial, o caso não precisará ser apreciado pelo Conselho de Ética, mas ainda não será analisado na reunião da Mesa Diretora prevista para terça-feira porque ainda está no prazo de defesa. A expectativa é que um novo encontro da direção da Câmara ocorra em novembro e então ocorra a decisão.

Com informações do Valor Econômico

Continuar lendo

Acre

Idosos representam mais de 70% das mortes por Covid-19

Publicado

em

Foto: Júnior Aguiar/Secom

Aos poucos, apesar dos cuidados ainda serem extremamente necessários, a pandemia da Covid-19 vai diminuindo no Acre. A redução acontece tanto no número diário de novos casos, como também no número de óbitos.

No entanto, o “estrago” provocado pelo novo coronavírus jamais será esquecido por centenas de famílias que perderam seus entes queridos para a doença. Até esta terça-feira, 27, o Acre contabiliza 689 mortos.

Os números mostram que, assim como no resto do mundo desde o surgimento da pandemia, os idosos são as principais vítimas da doença. No Acre, o universo de pessoas que morreram pela Covid-19 chega a 486 pessoas, o que representa 70,5%. Desse total, 416 (60,4%) óbitos ocorreram no sexo masculino e 273 (39,6%) no sexo feminino.

Entre todos os óbitos, apesar do maior percentual das vítimas (67,1%) ter um histórico de outras doenças, 227 pessoas não possuíam histórico de comorbidades.

Os números mostram que a partir do momento em que a idade do doente aumenta, bem maiores são as chances de óbito. Até hoje 667 pessoas com idade acima de 80 anos contraíram a doença. O número de mortes é de 172, o que representa uma taxa de mortalidade de 254,1 óbitos por cada mil habitantes. Entre os 1.220 infectados que estão na faixa etária de 70 a 79 anos, a taxa de mortalidade é 136,1 mortes por cada mil habitantes.

Os menores percentuais estão nas idades de 1 a 9 anos e de 20 a 29 anos, com taxa de 1,4 mortes por cada mil habitantes.

Continuar lendo

Acre

JV parabeniza Lula e agradece apoio ao Acre nos governos petistas

Publicado

em

Foto: Reprodução

O ex-senador do Acre Jorge Viana (PT) usou as redes sociais para desejar feliz aniversário ao ex-presidente Lula, que completa 75 anos nesta terça-feira, 27 de outubro.

Nas redes, Jorge publicou uma fotografia antiga com o ex-presidente e agradeceu pela ajuda dada ao Acre durante os governos petistas.

“Nunca vou esquecer sua ajuda nas boas mudanças que fizemos no Acre. Os tempos são difíceis, mas vão passar”, destacou.

Continuar lendo

Acre

Estoque de emprego com carteira assinada cresce 0,46% no Acre

Publicado

em

Os dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) 2019, divulgados nesta segunda-feira (26) pelo Ministério da Economia, mostram leve crescimento do estoque emprego formal no Acre, que saiu de 126.304, em 2018, para 126.889, no ano seguinte –crescimento de 0,46%.

O país apresentou crescimento nesse estoque pelo terceiro ano consecutivo. Segundo a RAIS, é o quarto maior estoque registrado na série histórica, iniciada em 1985.

No ano passado, o mercado formal totalizou 47.554.211 empregos, número 1,98% (923.096) maior que o de 2018, quando o estoque estava em 46.631.115. Já em relação a 2010, o crescimento foi de 7,9% (3.485.856). No início da década o estoque de trabalhadores formais era de 44.068.355.

Do total de vínculos formais de 2019, 18% eram estatuários, 79,3% celetistas e 2,7% possuíam outros tipos de vínculos, como aprendizes, contratos temporários, trabalhadores avulsos, entre outros.

O estoque de vínculos com contrato de trabalho intermitente foi de 156.756, o que representa um aumento de 154% em relação ao ano anterior. Já os vínculos de trabalho em tempo parcial totalizaram 417.450, um crescimento de 138% em relação a 2018.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas