Conecte-se agora

Banco do Brasil tem novo superintendente no Acre

Publicado

em

Tatiana Campos, da Agencia de Noticias do Acre

Ampliar as parcerias e oferecer ao público acreano novas possibilidades de desenvolvimento social e econômico através do acesso ao crédito. Esta é a meta do novo superintendente do Banco do Brasil, Marcos Bachiega, que visitou o governador Tião Viana nesta quinta-feira, 19.

“Nós não queremos apenas manter esse trabalho parceiro que vem sendo desenvolvido há mais de vinte anos, mas garantir sua ampliação”, comentou o superintendente. Desde o início deste ano o Banco do Brasil é o único a estar presente em todos os municípios acreanos. “Onde não temos agência há o banco postal e assim conseguimos alcançar todas as cidades. Em todo o país são seis mil novas agências bancárias”, explicou.

Outra novidade é a participação do Banco do Brasil nos financiamentos habitacionais através do programa “Minha Casa, Minha Vida”. “Para quem ganha acima de R$ 1,5 mil e não se enquadra nas regras do programa do governo federal, temos várias opções de financiamento para casas, apartamentos ou terrenos, novos ou usados”, disse.

É do Banco do Brasil também uma das linhas de crédito mais acessadas: o Fies, que garante a qualquer estudante o sonho de fazer uma faculdade. “Nós não queremos que o aluno escolha uma faculdade mais barata por conta do valor, se este não for o sonho dele. Os juros, além de fixos e baixos, são dissolvidos no prazo de carência, que é de um ano e meio após o término do curso para começar a pagar. Os interessados podem procurar qualquer agência do Banco do Brasil. Só este ano já fizemos 175 contratos”, disse Bachiega.

Pequenos Negócios – Em 2012, além das estratégias de apoio ao desenvolvimento econômico, o Banco do Brasil destaca um importante programa de incentivo social e econômico, o Micro Crédito Produtivo Orientado (MPO). A linha atende pequenos empreendedores do mercado informal: eletricistas, costureiras, encanadores, artesãos. Podem ser emprestados até R$ 15 mil, com juros fixos de 8,4% ao ano. “Essa linha vem de encontro ao trabalho que o Governo do Estado está fazendo com os empreendedores através da Secretaria de Pequenos Negócios”, disse.

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Idosos representam mais de 70% das mortes por Covid-19

Publicado

em

Foto: Júnior Aguiar/Secom

Aos poucos, apesar dos cuidados ainda serem extremamente necessários, a pandemia da Covid-19 vai diminuindo no Acre. A redução acontece tanto no número diário de novos casos, como também no número de óbitos.

No entanto, o “estrago” provocado pelo novo coronavírus jamais será esquecido por centenas de famílias que perderam seus entes queridos para a doença. Até esta terça-feira, 27, o Acre contabiliza 689 mortos.

Os números mostram que, assim como no resto do mundo desde o surgimento da pandemia, os idosos são as principais vítimas da doença. No Acre, o universo de pessoas que morreram pela Covid-19 chega a 486 pessoas, o que representa 70,5%. Desse total, 416 (60,4%) óbitos ocorreram no sexo masculino e 273 (39,6%) no sexo feminino.

Entre todos os óbitos, apesar do maior percentual das vítimas (67,1%) ter um histórico de outras doenças, 227 pessoas não possuíam histórico de comorbidades.

Os números mostram que a partir do momento em que a idade do doente aumenta, bem maiores são as chances de óbito. Até hoje 667 pessoas com idade acima de 80 anos contraíram a doença. O número de mortes é de 172, o que representa uma taxa de mortalidade de 254,1 óbitos por cada mil habitantes. Entre os 1.220 infectados que estão na faixa etária de 70 a 79 anos, a taxa de mortalidade é 136,1 mortes por cada mil habitantes.

Os menores percentuais estão nas idades de 1 a 9 anos e de 20 a 29 anos, com taxa de 1,4 mortes por cada mil habitantes.

Continuar lendo

Acre

JV parabeniza Lula e agradece apoio ao Acre nos governos petistas

Publicado

em

Foto: Reprodução

O ex-senador do Acre Jorge Viana (PT) usou as redes sociais para desejar feliz aniversário ao ex-presidente Lula, que completa 75 anos nesta terça-feira, 27 de outubro.

Nas redes, Jorge publicou uma fotografia antiga com o ex-presidente e agradeceu pela ajuda dada ao Acre durante os governos petistas.

“Nunca vou esquecer sua ajuda nas boas mudanças que fizemos no Acre. Os tempos são difíceis, mas vão passar”, destacou.

Continuar lendo

Acre

Estoque de emprego com carteira assinada cresce 0,46% no Acre

Publicado

em

Os dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) 2019, divulgados nesta segunda-feira (26) pelo Ministério da Economia, mostram leve crescimento do estoque emprego formal no Acre, que saiu de 126.304, em 2018, para 126.889, no ano seguinte –crescimento de 0,46%.

O país apresentou crescimento nesse estoque pelo terceiro ano consecutivo. Segundo a RAIS, é o quarto maior estoque registrado na série histórica, iniciada em 1985.

No ano passado, o mercado formal totalizou 47.554.211 empregos, número 1,98% (923.096) maior que o de 2018, quando o estoque estava em 46.631.115. Já em relação a 2010, o crescimento foi de 7,9% (3.485.856). No início da década o estoque de trabalhadores formais era de 44.068.355.

Do total de vínculos formais de 2019, 18% eram estatuários, 79,3% celetistas e 2,7% possuíam outros tipos de vínculos, como aprendizes, contratos temporários, trabalhadores avulsos, entre outros.

O estoque de vínculos com contrato de trabalho intermitente foi de 156.756, o que representa um aumento de 154% em relação ao ano anterior. Já os vínculos de trabalho em tempo parcial totalizaram 417.450, um crescimento de 138% em relação a 2018.

Continuar lendo

Acre

Sífilis avança e Acre faz campanha para conscientizar população

Publicado

em

Em 2019, em Rio Branco, foram notificados no 667 casos de sífilis adquirida. Desses, 319 casos foram registrados em gestantes, e 19 casos de sífilis congênita.

Em 2020 foram notificados até o terceiro quadrimestre, 243 casos de sífilis adquirida, 150 casos de sífilis em gestantes 12 casos de sífilis congênita.

Visando reduzir a prevalência da sífilis, uma campanha foi lançada pelo poder público para sensibilizar a população através dos meios de comunicação ao incentivando a prevenção e o diagnostico e tratamento, da sífilis adquirida, sífilis em gestante e sífilis congênita.

A sífilis é uma doença infecciosa causada pela bactéria Treponema Pallidum. Podem se manifestar em três estágios, sífilis primária, sífilis secundaria e sífilis terciária.

Os maiores sintomas ocorrem nas duas primeiras fases, período em que a doença é mais contagiosa. O terceiro estágio pode não apresentar sintomas e, por isso, dá a falsa impressão de cura da doença.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas