Conecte-se agora

Quase no altar

Publicado

em

Está quase acertada a aliança entre PSDB e PP, faltando apenas oficializar. O PP, inclusive, já colocou dois nomes à disposição, para ser o vice na chapa de Tião Bocalon (PSDB) à PMRB: Alisson Bestene e Ildson Viana. A informação veio do deputado Werles Rocha (PMDB).

Articulador mor
O ex-deputado José Bestene (PP) é o responsável pelas negociações com os tucanos e, não é difícil prever que, por conta disso, o vice tende ser o vereador e sobrinho, Alisson Bestene (PP).

Chupando palito
Nessa história, o PP criou a expectativa de indicar o vice de Fernando Melo (PMDB), mas, deu o picolé para os tucanos e deixou os peemedebistas de Flaviano Melo chupando o palito.

Cortina de fumaça
E não adianta virem com cortina de fumaça de que, nada está decidido: majoritariamente, os candidatos a vereadores e a cúpula do PP, sempre morreram de amores por Tião Bocalon.

Hipocrisia pura
Outra hipocrisia é se pensar que as relações entre Fernando Melo (PMDB) e Tião Bocalon (PSDB), serão de uma campanha pacífica. Bobagem, ambos disputam o mesmo espaço político.

Nem tanto
Na FPA também não será um mar de rosas. Tenho ouvido de muitos militantes do PCdoB críticas e revolta por Perpétua Almeida (PCdoB) não ser a candidata a prefeita da aliança.

Ponto nevrálgico
É um ponto nevrálgico no qual as lideranças do PT deverão se debruçar quando for anunciada a candidatura de Marcus Alexandre (PT), e isso, para evitar dissidências durante a campanha.

Papel importante
E nesse aspecto a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) deverá ter papel fundamental.

Perda de aliados
Sobre nota na coluna chega e-mail com comentário sobre o prefeito de Rodrigues Alves, Burica (PT): “sua gestão não é das piores, mas está só, abandonado pelos aliados, não cumpre nada”.

Continuando o e-mail
Continua o e-mail: “o prestígio dele pôde ser medido quando Tião Viana foi lançar o programa “Ruas do Povo” na cidade, o Burica mal conseguiu juntar um grupo de velhinhos”.

Farofeiro cumpridor
Encerrando o e-mail: “o ex-prefeito Deda (PP) era um farofeiro, não foi essa coca-cola toda, mas, ele tinha um ponto positivo, nunca deixou de cumprir nenhum acerto político”.

Fato decidido
O candidato da FPA a prefeito de Sena Madureira será da cota do prefeito Nilson Areal (PR), inclusive, o PT, que poderia tentar indicar o nome, não criará problemas à indicação que vier.

Esse é o problema
O problema reside em que quatro integrantes do grupo de Areal juram terem recebido dele promessa de apoio para disputarem a prefeitura, o que já causa um reboliço na cidade.

Cravaria Cassiano
Tivesse que cravar num nome, eu cravaria na escolha do vice-prefeito Jairo Cassiano, que é um baú sobre tudo o que aconteceu ou deixou de acontecer na administração de Nilson Areal.

Mera firula
Apenas para fazer firula, a divulgação que o PSB coloca como opções para ser vice na chapa da FPA, os vereadores Marcelo Jucá (PSB) e professor Roger (PSB), lhes faltam votos e liderança.

Só nome
O PSDB canta de galo em Tarauacá quando deveria piar de pinto: não tem expressão, e entre os seus filiados, só se conhece o presidente do diretório municipal, Paulo Ximenes.

Mesmo em Brasiléia
Aliás, o PSDB alardeia uma força política que não tem no interior. Em Brasiléia, por exemplo, sua maior expressão, o professor Emerson (PSDB), sem liderança, nunca se elegeu a nada.

Redundância política
O suplente Samuel Pascoal (DEM), prestes a assumir na vaga do deputado cassado Denilson Segóvia (PSC), diz na rede social que será “oposição”, numa redundância: foi eleito para isso.

Fogueira santa
A deputada federal Antonia Lucia (PSC), que nunca foi bem vista pelo PT, agora, depois do episódio da reversão do SAERB, passou a ser vista com desconfiança na oposição.

PMN zerado
Com a saída do senador Sérgio Petecão e da deputada Marileide Serafim para o PSD, o PMN zerou na Capital, ficou sem peso político: não tem ninguém de mandato.

Primeira suplente
A ex-deputada Idalina Onofre (PPS), a melhor parlamentar da última legislatura, assim que Samuel Pascoal (DEM) assumir passará a ser a primeira suplente da oposição.

Casou com a viúva
É consenso até na oposição que a sorte do PT é que pegou um governador que veio da política e faz política como Tião Viana. Alia, sempre as obras e projetos, ao aspecto político. Raro o fim de semana que não está no interior. Tivesse assumido um novo Binho era marcar o enterro e encomendar a missa de sétimo dia. Como quem casa com a viúva cria o filho, Tião não chia.

Por Luis Carlos Moreira Jorge

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas