Conecte-se agora

Quase no altar

Publicado

em

Está quase acertada a aliança entre PSDB e PP, faltando apenas oficializar. O PP, inclusive, já colocou dois nomes à disposição, para ser o vice na chapa de Tião Bocalon (PSDB) à PMRB: Alisson Bestene e Ildson Viana. A informação veio do deputado Werles Rocha (PMDB).

Articulador mor
O ex-deputado José Bestene (PP) é o responsável pelas negociações com os tucanos e, não é difícil prever que, por conta disso, o vice tende ser o vereador e sobrinho, Alisson Bestene (PP).

Chupando palito
Nessa história, o PP criou a expectativa de indicar o vice de Fernando Melo (PMDB), mas, deu o picolé para os tucanos e deixou os peemedebistas de Flaviano Melo chupando o palito.

Cortina de fumaça
E não adianta virem com cortina de fumaça de que, nada está decidido: majoritariamente, os candidatos a vereadores e a cúpula do PP, sempre morreram de amores por Tião Bocalon.

Hipocrisia pura
Outra hipocrisia é se pensar que as relações entre Fernando Melo (PMDB) e Tião Bocalon (PSDB), serão de uma campanha pacífica. Bobagem, ambos disputam o mesmo espaço político.

Nem tanto
Na FPA também não será um mar de rosas. Tenho ouvido de muitos militantes do PCdoB críticas e revolta por Perpétua Almeida (PCdoB) não ser a candidata a prefeita da aliança.

Ponto nevrálgico
É um ponto nevrálgico no qual as lideranças do PT deverão se debruçar quando for anunciada a candidatura de Marcus Alexandre (PT), e isso, para evitar dissidências durante a campanha.

Papel importante
E nesse aspecto a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) deverá ter papel fundamental.

Perda de aliados
Sobre nota na coluna chega e-mail com comentário sobre o prefeito de Rodrigues Alves, Burica (PT): “sua gestão não é das piores, mas está só, abandonado pelos aliados, não cumpre nada”.

Continuando o e-mail
Continua o e-mail: “o prestígio dele pôde ser medido quando Tião Viana foi lançar o programa “Ruas do Povo” na cidade, o Burica mal conseguiu juntar um grupo de velhinhos”.

Farofeiro cumpridor
Encerrando o e-mail: “o ex-prefeito Deda (PP) era um farofeiro, não foi essa coca-cola toda, mas, ele tinha um ponto positivo, nunca deixou de cumprir nenhum acerto político”.

Fato decidido
O candidato da FPA a prefeito de Sena Madureira será da cota do prefeito Nilson Areal (PR), inclusive, o PT, que poderia tentar indicar o nome, não criará problemas à indicação que vier.

Esse é o problema
O problema reside em que quatro integrantes do grupo de Areal juram terem recebido dele promessa de apoio para disputarem a prefeitura, o que já causa um reboliço na cidade.

Cravaria Cassiano
Tivesse que cravar num nome, eu cravaria na escolha do vice-prefeito Jairo Cassiano, que é um baú sobre tudo o que aconteceu ou deixou de acontecer na administração de Nilson Areal.

Mera firula
Apenas para fazer firula, a divulgação que o PSB coloca como opções para ser vice na chapa da FPA, os vereadores Marcelo Jucá (PSB) e professor Roger (PSB), lhes faltam votos e liderança.

Só nome
O PSDB canta de galo em Tarauacá quando deveria piar de pinto: não tem expressão, e entre os seus filiados, só se conhece o presidente do diretório municipal, Paulo Ximenes.

Mesmo em Brasiléia
Aliás, o PSDB alardeia uma força política que não tem no interior. Em Brasiléia, por exemplo, sua maior expressão, o professor Emerson (PSDB), sem liderança, nunca se elegeu a nada.

Redundância política
O suplente Samuel Pascoal (DEM), prestes a assumir na vaga do deputado cassado Denilson Segóvia (PSC), diz na rede social que será “oposição”, numa redundância: foi eleito para isso.

Fogueira santa
A deputada federal Antonia Lucia (PSC), que nunca foi bem vista pelo PT, agora, depois do episódio da reversão do SAERB, passou a ser vista com desconfiança na oposição.

PMN zerado
Com a saída do senador Sérgio Petecão e da deputada Marileide Serafim para o PSD, o PMN zerou na Capital, ficou sem peso político: não tem ninguém de mandato.

Primeira suplente
A ex-deputada Idalina Onofre (PPS), a melhor parlamentar da última legislatura, assim que Samuel Pascoal (DEM) assumir passará a ser a primeira suplente da oposição.

Casou com a viúva
É consenso até na oposição que a sorte do PT é que pegou um governador que veio da política e faz política como Tião Viana. Alia, sempre as obras e projetos, ao aspecto político. Raro o fim de semana que não está no interior. Tivesse assumido um novo Binho era marcar o enterro e encomendar a missa de sétimo dia. Como quem casa com a viúva cria o filho, Tião não chia.

Por Luis Carlos Moreira Jorge

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Blog do Crica

Candidatura única à prefeitura é ficção 

Publicado

em

FOTO: SÉRIO VALE

O deputado Roberto Duarte (MDB) disse ontem ao BLOG DO CRICA de que o governo não conte com a hipótese de o MDB deixar de ter um candidato próprio a prefeito de Rio Branco, para favorecer uma candidatura única palaciana. “O MDB conversa política com qualquer partido, mas não estará na mesa de nenhuma discussão não se ter um nome próprio disputando a prefeitura. A decisão está tomada e sem volta”, disse ontem o parlamentar. A mesma tese já foi defendida pelo presidente do MDB, deputado federal Flaviano Melo, em outra ocasião a este BLOG. Com a deliberação emedebista, o sonho dos partidos aliados que estavam na coligação que elegeu o atual governo de saírem de nome único para a PMRB, vira uma peça de ficção. Até porque o SOLIDARIEDADE, com a deputada federal Vanda Milani (SD) e o PSDB com Minoru Kinpara, já se colocaram como candidaturas irreversíveis à sucessão municipal. A disputa da PMRB em 2020 terá pelo menos três candidatos do campo das siglas que na eleição passada estiverem juntas para eleger o governo. Cada um no seu quadrado.

QUESTÃO FECHADA

O MDB também tem questão fechada sobre a candidatura da deputada federal Jéssica Sales (MDB) para disputar o Senado em 2020. A postura do MDB é pavimentar uma raia própria.

PONTOS CLAROS

Não houve redução de salários e nem cortes nos cargos de confiança da prefeitura de Brasiléia. O que houve, segundo o secretário de Finanças, Tadeu Hassem, foi a retirada das funções gratificadas, as FGs, para fazer caixa em dezembro e janeiro, e em fevereiro dar um reajuste salarial aos servidores e atualizar o PCCR. Ou seja, se mirou no benefício ao coletivo.

NÃO MEXE NA APOSENTADORIA

A mudança do regime celetista para estatutário que foi aprovado na Câmara Municipal de Brasiléia – explica o secretário Tadeu Hassem – não mexe nas regras previdenciárias, a prefeitura não criará um regime próprio. E que, com o que a prefeitura vai economizar com o fim do recolhimento do FGTS e o fim das FGs, garantirá um aumento salarial em fevereiro.

MUITO JUSTA

Foi justa a homenagem da PMRB ao jornalista Silvio Martinello, um profissional com uma história de lutas, e com o qual dividi a redação da GAZETA por mais de uma década, quando o jornalismo impresso fervia no seu auge. É uma figura emblemática do jornalismo acreano.

DOIS MESTRES

Aliás, tive a sorte de participar das redações no comando do jornalismo político, com dois grandes mestres da imprensa escrita como diretores, ambos primorosos na arte do bem escrever e na conduta ética: José Chalub Leite no ORB e Silvio Martinelo na GAZETA.

 MOMENTO DIGITAL

E vivo um momento novo ajudando a embalar o sonho que virou realidade do projeto do ac24horas, campeão de acessos, com o craque visionário Roberto Vaz, o primeiro a apostar nas mídias sociais quando diziam ser loucura e que não daria certo. Vim do jurássico ao moderno.

ANDAR DE CIMA

Fonte não se revela. A conversa, eu escutei de uma figura importante do andar de cima do governo. Na sua avaliação, é difícil que os PROGRESSISTAS tenham candidato próprio para prefeito de Rio Branco. Apontou dois empecilhos: o governador não preparou ninguém e o partido não tem uma liderança de densidade na capital, com o poder de aglutinar os aliados.

MAROLINHAS POLÍTICAS

Raciocínio correto. Se o governador tivesse a intenção do seu partido ter candidato próprio a prefeito, já era para ter trabalhado este nome junto aos demais aliados para uma candidatura única. E o que se viu até aqui são apenas marolas, nada que mostre convicção dele a esta tese.

 INICIATIVAS ESPORÁDICAS

O que se viu também até agora são iniciativas esporádicas de nomes dos PROGRESSISTAS tentando conquistar espaços. Mas estas ações isoladas, só teriam peso se fossem ancoradas num apoio ostensivo do governador, e não é isso que ocorre, por isso, não vejo a sigla no jogo.

OU TEM ALGUM INGÊNUO?

Ou será que tem algum ingênuo nesta história para pensar que uma candidatura a prefeito pode decolar nos PROGRESSISTAS, se não sair do bolso do paletó do governador? Ora, pois!

NA ENCOLHA

Pelo que tenho escutado do deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), o seu partido não vai fazer nenhum movimento antes de saber qual será a posição da prefeita Socorro Neri sobre 2020. E de que jamais participaria de uma aliança política em que o PCdoB não seja protagonista.

A FERIDA AINDA ESTÁ ABERTA

Não será fácil á cúpula do PT convencer o ex-prefeito Angelim ir para o sacrifício saindo candidato à PMRB no próximo ano, numa situação política adversa e com seu partido fora do poder. Angelim foi tratado na última campanha como um pária no PT, e perdeu a eleição. 

VAI DAR CONFUSÃO

Este projeto do governo de criação do Instituto da Saúde, que chegou de afogadilho na ALEAC para ser votado nas duas últimas sessões do ano – terça e quarta-feira – vai dar uma confusão. Haverá reação dos sindicatos que vêem na matéria um passo para a terceirização na SESACRE.

NÃO RESOLVE O PRÓ-SAÚDE

A criação do Instituto de Saúde pode abrigar os servidores do PRÓ-SAÚDE para efeito de pagamento de salários, mas, juridicamente, não resolve a situação dos que ainda não foram demitidos e nem dos demitidos. Continuarão a não ter um vínculo definitivo com a SESACRE.

DAR UM PLANTÃO

Falando na SESACRE, o secretário Alysson Bestene precisa dar um plantão na UPA da SOBRAL, de cujo atendimento todos os dias se lê uma reclamação nas mídias sociais.  A falta de médicos e a demora no atendimento são os campeões das reclamações. Está causando um desgaste.

COMPONENTE QUE DECIDE

A discussão, se teorizar sobre as melhores práticas políticas, se levantar teses acadêmicas em seminários, é positivo, mas dentro do atual contexto das regras eleitorais, é como debater o sexo dos anjos. Nas eleições proporcionais para vereadores e deputados a estrutura financeira ainda continua sendo o grande eleitor. Principalmente, com um Fundo Eleitoral bilionário

SEMPRE OS DOIS LADOS

Aprendi e cultivo sempre dar os dois lados da notícia. O que critica e o que registra os fatos positivos. Mesmo não chegando num patamar de passar uma sensação de segurança á população, as forças policiais fizeram avanços, recuperaram mais de mil veículos roubados em 2019.

NAS MÃOS DE DEUS

As minhas condolências à família Machado pela passagem para o andar de cima do Eliazar Machado, conhecido como “Machado do Posto”, um velho amigo de todos os momentos. Quem Deus o acolha, bom Machado!

CANDIDATA, SIM SENHOR!

A disputa eleitoral pela prefeitura de Plácido de Castro ganha um componente de qualidade eleitoral, com a confirmada candidatura a prefeita da advogada Joana Darc, com atuação jurídica na região e notadamente na defesa das causas das mulheres e Direitos Humanos.

A GRANDE VILÃ

A ENERGISA vai fechando o ano de 2019 como a empresa mais antipatizada pelos acreanos, devido ás contas de energia disparatadas que chegam mensalmente aos consumidores. A ENERGISA é vista hoje como a grande vilã, sem nada que consiga justificar seus reajustes.

IMPOTÊNCIA TOTAL

O pior é a sensação de impotência para conter esta sanha, e as desculpas são esfarrapadas. O governador deveria se sentir envergonhado e não contente em posar ao lado de diretores desta empresa. Só cobram a tarifa mínima, por causa de uma lei federal, não é favor.

NINGUÉM VAI SENTIR FALTA

Ninguém vai sentir falta com a perda do status de Secretaria, da Secretaria de Relações Políticas do governo. O órgão na verdade funcionou até aqui, como um cabide de emprego.

ALTAMENTE FORTALECIDO

Quem sairá fortalecido com a mudança na nova estrutura será o chefe do gabinete civil, Ribamar Trindade, a quem a parte a política do governo ficará vinculada. Ribamar integra o núcleo dos auxiliares mais próximos e da mais extrema confiança do governador.

DE ALIADOS A ADVERSÁRIOS

A presidente do SINTEAC, Rosana Nascimento, se transformou de aliada importante na campanha, em uma das críticas mais ácidas do governador, nas postagens nas redes sociais.

IMORALIDADE LATENTE

Nada mais imoral na política de que o Fundo Eleitoral bilionário aprovado pelos parlamentares para bancar as suas campanhas. Enquanto, isso míngua as verbas para Saúde, Educação e Segurança. Como é que se pode falar em moralização política dentro deste contexto?

SEM OLHAR PARTIDO

A deputada federal Vanda Milani (SD) não vê cor partidária quando direciona suas emendas parlamentares. Foi assim na destinação de emendas para a compra de equipamentos: R$ 1 milhão para a prefeitura de Brasiléia; R$ 300 mil para Acrelândia E R$ 250 mil para Xapuri. 

FRASE DO DIA

 “O primeiro método para estimar a inteligência de um governante é olhar para os homens que tem à sua volta”. Frase célebre de Maquiavel.

Continuar lendo

Blog do Crica

Faroeste florestano 

Publicado

em

Ninguém quer tirar os méritos dos que comandam o sistema de segurança pública e nem os avanços obtidos neste primeiro ano do novo governo. O secretário de Segurança, Coronel Paulo Cezar, e o Comandante da PM, Ulysses Araújo, são qualificados. Tampouco desconhecer o esforço dos policiais. Mas não se pode cobrir o sol com a peneira para mascarar que a violência fugiu ao controle e a cada dia os bandidos estão mais ousados. Este assalto a uma viatura do SAMU, com a humilhação dos seus integrantes; assalto a um supermercado, execuções quase que diárias, os crimes contra o patrimônio subindo numa espiral incontrolada é de deixar todo mundo perplexo. O cenário de um grupo fora da lei mostrando um poderoso arsenal de armas nas redes sociais foi uma afronta ao Estado de Direito; as manifestações públicas de criminosos de caras limpas, desafiando a justiça, em Tarauacá, nos levam a uma única dedução: um novo planejamento tem de ser traçado pela equipe da segurança, porque a imagem que vai se solidificando na opinião pública é que estamos vivendo uma era sem lei, como nas cidades dos filmes de faroeste americano. Vivemos o nosso faroeste florestano. Esta guerra pode ser dada como perdida pelo Estado? É a pergunta que a população faz, e que precisa ser respondida pelas autoridades. O governo dotou as forças policiais de armamentos, viaturas, equipamentos de proteção, mas ainda não houve uma resposta que leve a comunidade a ter uma sensação de segurança. Pelo contrário, a cada dia os cidadãos ficam mais inseguros. Até quando vamos ter que esperar para se dizer que, enfim, vivemos numa capital tranquila, num Estado tranqüilo? E não me venham com estatísticas mortuárias, que foi herança do governo passado e outras alegações, vivemos agora e queremos paz agora. 

INVESTINDO EM SACO VAZIO

Basta consultar o preço de uma passagem para Cruzeiro do Sul para chegar à conclusão de que o governo investiu em saco vazio, ao reduzir o ICMS de 27% para 3% das empresas áreas que operam no Acre. Está dando a quem já tem muito e não beneficia quem tem pouco.

MUITO MAIS

Se o governo baixasse o ICMS cobrado sobre a tarifa da energia, teria um ganho popular.

BRIGA POR ESPAÇO

Este pedido de expulsão do prefeito André Maia do PSD é mais uma briga paroquial do grupo do ex-deputado Jairo Carvalho, que age em represália por não ter secretarias na prefeitura.

ANOTEM E CONFIRAM

A coluna tem informação de que o presidente regional do PSD, senador Sérgio Petecão, vai dar um tempo para os grupos antagônicos se entenderem em Senador Guiomard, mas que não vai dar aval para que o prefeito André Maia seja expulso do partido. Anotem para conferir.

APRENDEU RÁPIDO

Para quem tem quase um ano de mandato a senadora Mailza Gomes (PROGRESSISTAS) é a grata surpresa da bancada federal. Fez uma série de ações políticas pragmáticas como ser favorável à prisão em segunda instância, no combate às fraudes do INSS e em apoio à cessão onerosa, que favorece o repasse para Estados e municípios, e por isso foi avaliada por órgão especializado como a 1º no ranking das políticas acreanas. Para uma novata, já foi bem longe.

AFASTAMENTO POLÍTICO

Não estou falando em rompimento, a notícia que chegou ontem ao BLOG é de que, por conta da ânsia do governador em acabar com as pensões de ex-governadores, o humor do deputado federal Flaviano Melo (MDB) não é agradável com o aliado. A parte que mais dói é o bolso.

TRATADA COMO ESTRELA

A presidente do SINTEAC, Rosana Nascimento, é sempre citada pela cúpula do PSD, como uma das “estrelas” que deverá se filiar ao partido no congresso marcado para dia 21 próximo, na Fazenda “Boi Cagão” do senador Sérgio Petecão (PSD).

NÃO PODE ALONGAR

A prefeita Socorro Neri não espere pelo apoio do PT à sua candidatura se sair para a reeleição, hoje, o grupo do PT que quer candidatura própria é o mais numeroso dentro do partido.

SÓ COMO PROTAGONISTAS

Converso sempre com amigos do PT e PCdoB, e o que ouço é que, numa eventual aliança com a prefeita Socorro Neri (a cada dia mais distante), seria exigido dela que na campanha sejam protagonistas, e a fatura começaria com a abertura de espaços já nesta gestão. É o jogo.

DERROTA NA JUSTIÇA

O deputado federal Flaviano Melo (MDB) sofreu derrotas na justiça para manter a pensão.

ROXINHO, O NOVO RICO

Enquanto você fica reclamando da vida, que o dinheiro está curto; está desempregado, o diretor da FUNTAC, o Roxinho, que transita bem no andar de cima do governo, aparece em uma postagem se abanando com um leque formado por várias notas de cem reais. É mole?

FALTA DE URBANIDADE

O deputado Fagner Calegário (PR) adentrou ontem o gabinete da secretária de Comunicação, Silvânia Pinheiro, gravando e exigindo de forma rude comprovantes de pagamentos feitos pela SECOM. E foi à tribuna da ALEAC lhe acusar de ser “truculenta”. Foi uma falta de urbanidade.

DOIS ERROS

O deputado Fagner Calegário (PR) tem o direito de saber o que se passa nas secretarias, mas para isso tem de ser pelo instrumento legal do pedido parlamentar de informações. E a secretária Silvânia Pinheiro não tem o perfil da truculência, pelo contrário, sempre foi afável.

DIREITO AO CONTRADITÓRIO

O BLOG tem mão dupla com a notícia. O vereador Marcos Luz (MDB) pediu espaço para se queixar que lamenta o veto ao seu projeto que cassava Alvarás de Funcionamento de empresas flagradas vendendo produtos roubados, e que a prefeita Soorro foi mal orientada, e confundiu sanção penal com sanção administrativa. Acha que o veto foi por ser da oposição.

NÃO TINHA SAÍDA

Neste presente caso a prefeita Socorro Neri não adotou uma posição pessoal, foi orientada pela Procuradoria Jurídica da prefeitura a vetar o referido projeto, sob o fundamento que era inconstitucional. Além de ferir a Lei de Liberdade Econômica sancionada pelo presidente Bolsonaro, que tira competência do município para este tipo cassação. Não foi perseguição.

CANDIDATOS CONFIRMADOS

Deputada federal Vanda Milani (SD), em Rio Branco; Maurício Praxedes, em Marechal Taumaturgo, e Diego Paulista, são nomes confirmados pelo SOLIDARIEDADE, para a disputa destas prefeituras, em 2020. Na capital, o SD costura alianças com vários partidos.

NÃO COLOQUEM NA CONTA

Não coloquem na conta de que a candidatura da deputada federal Vanda Milani (SD) se trata apenas de um jogo de cena. É para valer. O presidente do partido, Israel Milani, diz que está sendo feito todo um trabalho para levar a candidatura de Vanda Milani ao segundo turno.

NÃO É UM MOSTEIRO

Os duros ataques trocados nas últimas sessões entre deputados da oposição e da base do governo devem ser contabilizados como algo normal dentro do parlamento. Os debates são necessários para que seja exercido o contraditório. O parlamento não é mosteiro budista.

FICA NO PSL

O ex-prefeito Tião Bocalom foi convidado para se filiar ao PROGRESSISTAS, mas não deve atender ao pedido, teme deixar o PSL, já que joga as suas esperanças na cassação do deputado federal Manuel Marcos (PRB), para assumir no seu lugar. É uma aposta no imponderável.

PERDEU POR SER TURRÃO

Não fosse um turrão político teria disputado a eleição para a Câmara Federal dentro da coligação que elegeu o atual governador, e pela votação que obteve estaria hoje no mandato.  

SÓ SOB ESCOLTA

Os profissionais do SAMU somente vão atender chamados em bairros perigosos se for com a escolta policial. Isso é o reconhecimento do domínio de territórios por grupos criminosos.

NOME NOVO NA CORRIDA

O deputado Josa da Farmácia (PODEMOS) diz quando se comenta a sucessão municipal em Cruzeiro do Sul de que, não tem nenhum compromisso com os grupos na disputa, porque estuda a possibilidade dele ser candidato a prefeito na eleição do próximo ano.

BELA HOMENAGEM 

Muito da história de Rio Branco passou pelo salão das antigas barbearias e pelos papos com os barbeiros sexagenários, por isso muita justa a homenagem prestada a esses profissionais pelo vereador Jackson Ramos (PT). O barbeiro Ziza, nos seus 81 anos, é um exemplo de bom papo.

VOLTOU AO NORMAL

O deputado Roberto Duarte (MDB) voltou ao normal nos ataques ao governo. Falou na ALEAC que os novos carros da Segurança estão servindo para “passeios e festas”. Duarte sendo Duarte.

FRASE DO DIA

“Os políticos não conhecem nem o ódio, nem o amor. São conduzidos pelo interesse e não pelo sentimento”. Philip Chesterfield.

 

Continuar lendo
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.