Conecte-se agora

Radicalismos a parte

Publicado

em

Foi interessante a conversa entre o prefeito de Cruzeiro do Sul, Wagner Sales (PMDB), e o governador Tião Viana. “Governador, não tinha havido diálogo até aqui por culpa dos fuxiqueiros do seu lado e os fuxiqueiros do meu lado”, disparou Wagner. “As nossas próximas conversas serão diretas”, falou Tião Viana. E entre mortos e feridos escaparam todos.

“Cuecas” e” abilobados”

Quem não deve ter gostado do encontro foram, por certo, os “cuecas apertadas” do PT (ainda gritam, abaixo a ditadura!) e a facção “abilobados” da oposição (se há governo, eu sou contra).

Um marco

O encontro para discutir uma ação conjunta na pavimentação das ruas de Cruzeiro do Sul foi um marco: Binho Marques sempre se recusou receber e manter parceria com Wagner Sales.

Nada mudou

Política partidária é para os palanques dos comícios. Na campanha Tião Viana e Wagner Sales serão adversários e tudo continuará com dantes no castelo D’brantes, democraticamente.

Direto nos bairros

O PMDB traçou uma ação de presença amiúde nos bairros do candidato à PMRB, Fernando Melo (PMDB), ficando o engenheiro Tião Fonseca como um dos coordenadores da campanha.

Bem possível

É bem possível que a posse do suplente Samuel Pascoal (DEM) na vaga do deputado cassado Denilson Segóvia (PSC) só ocorra na volta do recesso, início de fevereiro, devido os tramites.

Que bicho vai dar?

Denilson Segóvia foi um deputado fraco, omisso, ninguém vai sentir sua falta, agora é aguardar para saber se Samuel Pascoal não será mais um omisso, banana, a só receber o gordo salário.

Torcida dobrada

A torcida agora está por conta da suplente Solange Pascoal (PMN), por um julgamento rápido do recurso da deputada federal Antonia Lucia (PSC), cassada pelo TRE-AC, em pauta no TSE.

Não escapa

O TSE tende manter a cassação de Antonia Lúcia pelo TRE-AC, pela forte prova dos autos.

Foguetório certo

O dia que a cassação da deputada federal Antonia Lucia (PSC) for confirmada pelo TSE, o foguetório no PT será certo, onde é considerada “persona nom grata” por seu anti-petismo.

Chapa montada

O PMDB conseguiu montar uma chapa de 40 candidatos a vereadores de Rio Branco.

Convencimento difícil

Com a saída de cena do médico Jasone (PT), malhado na “Lei da ficha limpa”, o PT continuará com um bom candidato a prefeito de Tarauacá, o médico Ricardo Damasceno, um nome leve.

Mais palatável

Damasceno, por não ter rejeição alta, é melhor candidato que os nomes do PCdoB.

Conhece as pedras

Normando Sales será um dos coordenadores da campanha de Tião Bocalon (PSDB) à PMRB.

Não contaram?

Encontro o Lhé defendendo um debate no PT para a escolha do candidato a prefeito. O seu candidato, deputado federal Sibá Machado (PT), já dançou no páreo e, nem contaram ao Lhé?

Correção de nota

Correção de nota que saiu truncada: “a lua de mel do deputado federal Gladson Cameli (PP) com o PMDB irá se transformar em lua de fel, se não apoiar Fernando Melo (PMDB) à PMRB”.

Ele e ele

O deputado federal Márcio Bittar (PSDB) precisa ser mais hábil se quiser aspirar disputar o Senado ou o Governo em 2014. Dirigentes da oposição se queixam que Bittar é ele, ele e ele.

Na torcida

Sou um dos que estão na torcida, para a ida do Procurador Sammy Barbosa ao STJ.

Nome de qualidade

Anísio Correia, que já foi vereador, volta agora a disputar uma cadeira na Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul, com chance concreta de voltar a compor a representação política da Casa.

Olha a caçoleta!

Essa, eu ouvi ontem numa roda de deputados e vereadores sobre o grito de independência do deputado federal Henrique Afonso (PV) contra o PT: “não resiste uma caçoleta do Carioca”.

Cafuné de sobremesa

“Se resistir à caçoleta, não resiste a um cafuné do Tião Viana”, completou um dos presentes.

Filão de votos

Tanto PMDB como PSDB buscam um vice com livre trânsito entre os evangélicos.

Filme queimado

O Apóstolo Ildson Viana (PP) está com o filme queimado: não conseguirá ser candidato à PRB pelo PP, e tampouco ser indicado vice em uma das chapas da oposição, como sonhava.

Diálogo em Acrelândia

Um vereador de Acrelândia perguntou ao senador Sérgio Petecão (PSD) se achava que Jorge Viana, quando foi governador, era truculento. Petecão não demorou em responder: “ponha truculência nisso!”. E o vereador, complementou: “o Jorge é fichinha, truculência vocês vão ver no dia que o Tião Bocalon sentar na cadeira de prefeito de Rio Branco”. E nada mais se disse.

Por Luis Carlos Moreira Jorge

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas