Conecte-se agora

Votação do orçamento 2012 pode ser travada devido a polêmica de reversão do Saerb

Publicado

em

Jairo Barbosa

Com o impasse para a votação do projeto de reversão do SAERB, os demais projetos que estão na pauta de apreciação dos vereadores podem ficar na gaveta por mais tempo que o esperado. Um deles é  orçamento para o município de Rio Branco, que obrigatoriamente precisa ser votado antes do recesso.

Na Câmara de Rio Branco a data do recesso não está definida, nem a votação do orçamento. Pelo projeto do executivo, a prefeitura terá um valor de R$ 467.333.065,00 para aplicar em 2012. Desse total R$ 11.127.791,00 foram destinados para o gabinete do prefeito. A educação vai contar com R$ 96.349.860,00 e a saúde terá aplicado um valor de R$ 100 milhões.

Os vereadores estão na sede da Câmara, aguardando a conclusão do projeto para reiniciarem a sessão que foi suspensa pela manha.

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Edvaldo Magalhães quer avaliar melhor o orçamento do Estado

Publicado

em

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) discorreu nesta quarta-feira (30) na sessão virtual da Assembleia Legislativa sobre o artigo 270 do regimento interno da casa. O dispositivo trata da data de ingresso das despesas discriminativas, que é 30 de setembro.

Ele pediu que a Mesa Diretora da Casa disponibilize à peça do orçamento do Estado. No ano passado, houve problemas no andamento da votação do orçamento e ele quer evitar que se repita.

O comunista também condenou a tentativa de privatizar o Depasa do modo como vem sendo feito e se somou ao deputado Daniel Zen, que criticou duramente o que considera sucateamento proposital para vender à qualquer preço o Depasa.

Continuar lendo

Acre

Zen critica sucateamento proposital para venda do Depasa

Publicado

em

O deputado Daniel Zen (PT) criticou nesta quarta-feira (30) durante sessão virtual da Assembleia Legislativa a declaração do governador Gladson Cameli acerca da privatização do Depasa. Ele afirmou que o posicionamento do governo apenas referenda sua opinião de que o sucateamento da autarquia é para vendê-la a qualquer custo.

“Querem dizer que sob os cuidados públicos não funciona, faltam produtos, tudo para justificar que tudo que é público é ineficiente”, disse.

“As coisas estão aos Deus dará para justificar o discurso de que a privatização é a solução”, completou o deputado, repudiando o que considera postura irresponsável do governo.

Zen também condenou a retirada de recursos do Fundeb para custear o Renda Cidadã, o novo programa social do governo Jair Bolsonaro e não poupou críticas ao senador Márcio Bittar (MDB), relator do Orçamento Geral da União.

“Usar dinheiro dos precatórios para compor o Renda Cidadã. Isso é criminoso e é um calote”, disse o petista.

Continuar lendo

Acre

Jenilson pede mobilização do Acre por vacina contra Covid-19

Publicado

em

O deputado Jenilson Leite (PSB) disse nesta quarta-feira (30) durante a sessão virtual da Assembleia Legislativa do Acre que há percepção nos últimos dias da falta de debate que deveria ser convocado pela Presidência da República acerca da vacina contra Covid-19, mas que vem sendo puxado pelos governadores.

“Temos visto muitos Estados que vem correndo atrás, fazendo acordos com as empresas que produzem as vacinas”, disse, pedindo mobilização do Governo do Acre nesse sentido também.

Ele apresentou anteprojeto prevendo que o governo deva adquirir essa vacina. “Nossa população não é tão grande e é possível fazer os acordos”, disse.

Continuar lendo

Acre

60 avicultores de Brasileia vão receber licenciamento ambiental

Publicado

em

Indústria de avicultura do Alto Acre prevê ampliação de 30% na produção com ação do governo no agronegócio

Ao menos 60 avicultores de corte da cidade de Brasileia esperam há mais de 13 anos pelo licenciamento ambiental para o setor rural. Nessa terça-feira, 29, eles receberam a garantia de que finalmente serão contemplados pelo documento que vai ampliar as unidades de fornecimento e dobrar a capacidade de produção.

A promessa foi feita pelo governo Gladson Cameli, por meio do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), durante reunião no Centro Educacional de Brasileia, que contou com a presença dos avicultores, representantes da Coopeagro, da prefeitura municipal, do presidente da indústria de frangos Acreaves, Paulo Santoro, e de Roberto Silva da Cooperativa Agroaves.

A estratégia de desburocratização do setor produtivo conta com o apoio das cooperativas e de toda cadeia de avicultores instalada no Alto Acre. “Esse foi um processo autorizado pelo governador, que pediu mais agilidade nas discussões envolvendo o produtor, as cooperativas, as indústrias, e que conta com o apoio de várias secretarias de Estado”, disse ao portal do governo, Notícias do Acre, o diretor-presidente do Imac, André Hassem.

O diretor da Acreaves, Paulo Santoro, firma que com a ampliação das unidades será possível dobrar a produção atual de 15 mil frangos/dia, aumentando a oferta de emprego na indústria e nas propriedades rurais.

Segundo ele, a produção é incentivada por órgãos ambientais com visão na sustentabilidade. A expectativa com o licenciamento é de dobrar a geração de emprego e renda dos atuais 400 para 800 empregos diretos. “A indústria já trabalhava com um projeto de ampliação de 30% da produção. Agora, com o aumento da capacidade das unidades de avicultura, alcançaremos o grande sonho, que era de dobrar nossa produção, concluiu”.

Com informações Notícias do Acre

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas