Conecte-se agora

Advogado contesta imagem reproduzida pelo blog do jornalista Altino Machado

Publicado

em

Gomercindo Rodrigues

Ontem lendo um post escrito por você, caro Altino, jornalista que respeito muito, vi uma coisa no mínimo estranha: ao reproduzir um “mapa mundi” para justificar a questão do fuso horário do Acre, de repente, no seu mapa, o Acre não fazia fronteira com a Bolívia. Claro que estranhei e fui buscar o porquê daquela situação e, então, descobri uma grotesca “manipulação” do mapa para justificar que “o Acre não mudou de lugar”.

Antes de começar a discutir a questão da informação e da própria ética dela, vou esclarecer algumas coisas: primeiro: votei pelo retorno do horário antigo no plebiscito, embora, para mim, tal retorno não fazia, como não faz, a menor diferença, ouvi as ponderações da minha mulher e, como, para mim, efetivamente qualquer horário era absolutamente a mesma coisa, usei isso para definir o meu voto; segundo: também acho que o método usado para promover a primeira alteração deixou de exercitar a democracia, ao não usar o então Senador, a possibilidade de ouvir e discutir com as pessoas do Acre e do oeste do Amazonas e Pará a respeito. Podia ter feito isso e muita coisa não teria ocorrido depois; terceiro, proponho tirar Deus dessa discussão, ressaltando de cara que não sou adepto de nenhuma religião e entendo que ninguém tem procuração para falar em nome d’Ele, além, claro de desrespeitar um dos mandamentos constantes na Bíblia: Não tomarás seu Santo Nome em vão. Feitos estes registros, vamos lá.

O horário é uma convenção. Quando se definiu “Greenwich” para ser o “centro do mundo” na forma “vertical” foi uma mera convenção, claro que, certamente (e não vou me aprofundar nisto porque não sou geógrafo, nem cartógrafo, nem especialista na questão) baseado em algum estudo prévio que apontou a melhor solução. Isso ocorreu, para se ter uma ideia, pelo que encontrei pesquisando rapidamente na internet, apenas em 1884, num Tratado assinado em Washington.
Então, o “horário de Deus”, na verdade é uma “convenção dos homens”, daí eu ter proposto tirar Deus dessa discussão.
Se é uma convenção, poderia ter sido adotado qualquer outro meridiano, como, aliás, se pode fazer hoje em dia, basta os poderosos do mundo se reunirem e decidirem alterar tal convenção.
Mas o que eu acho interessante, e agora já posso dizer isso, é que, para “garantir o seu argumento”, embasar sua tese, você pu blicou um mapa mundi em que o Acre estaria todo ele no fuso -5 GMT, ou seja, cinco horas a menos do que Greenwich. Claro que em tal mapa, o nome ACRE vem à esquerda do meridiano que fecha o fuso -4GMT. Indo para um mapa mundi sem tal manipulação, iríamos encontrar o seguinte: algumas capitais do nordeste (Recife, Aracaju, João Pessoa, Fortaleza e Natal estariam no fuso -2 e não, como, por lei brasileira, no fuso -3GMT, o mesmo de Brasília. Aliás, parte disso está no mapa que você publicou. O fuso -3GMT, além de ser o de Brasília, quase no limite, deixaria de englobar, por incrível que pareça, a quase totalidade do estado do Rio Grande do Sul, a maior parte de Santa Catarina e metade do Paraná, que estão, pela divisão geográfica, no fuso -4GMT, junto com Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, parte do Pará, Rondônia, parte do Amazonas e, aqui está o interessante, cerca de 40% do Estado do ACRE, englobada nesta parte praticamente todo o vale do Acre e parte do v ale do Purus. Assim, para estar “tecnicamente correto”, de acordo com a convenção dos homens, o fuso de Rio Branco até Brasiléia e, quem sabe, por milímetros Assis Brasil, fora ou dentro, bem como a maior parte dos municípios de Sena Madureira e Manuel Urbano, estão no fuso -4GMT, ou seja, o horário atual, o mesmo de Rondônia, enquanto que Santa Rosa do Purus, Feijó, Tarauacá, Rodrigues Alves, Cruzeiro do Sul, Jordão, Marechal Taumaturgo estão, corretamente, no fuso -5 GMT.
Concluindo – e, repito, não sou cartógrafo, nem geógrafo, nem tenho nenhuma preocupação com qual o horário “tecnicamente” deva vigorar no Acre, embora respeite o resultado de um plebiscito em que essas questões que eu coloco agora não foram debatidas, nem pelo “não”, nem pelo “sim”, pois o debate foi meramente “eleitoral”- o mapa que você publicou mostra, claramente que, efetivamente o ACRE não mudou de lugar e que, neste caso, teria de ter, se fosse par a ser técnico, dois fusos horários diferentes, sendo que o vale do Acre e parte do Purus teriam o fuso igual ao de Rondônia, ou seja, uma hora a menos daquela de Brasília, e parte do Purus e todo o Juruá, o fuso de duas horas a menos do horário “oficial” brasileiro. Aí, tem de convencer os gaúchos e a maior parte dos catarinenses e metade dos paranaenses de que eles também têm de estar com uma hora a menos do que Brasília.
A discussão ética posta é que, para afirmar o seu argumento que, em tese é válido, você não se preocupou em trabalhar com a “desinformação” ou seja, manipular um mapa para que quem o veja, entenda que o Acre todo tem o mesmo fuso de Lima e não que parte dele tenha o fuso de La Paz, de Porto Velho, de Manaus etc.
Acho, sinceramente, que você não precisava fazer isto. Defenda a convenção, o horário de 1913, o costume regional, o fato de que, efetivamente não fomos consultados para a primeira mudança de horário , pois estes são argumentos válidos e fortes, mas não manipule a informação, não distorça os fatos, pois aí, você está entrando no mesmo debate dos que envolvem Deus nas convenções humanas.

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Jamyl Asfury é o primeiro a homologar candidatura no TRE

Publicado

em

O policial federal e ex-deputado Jamyl Asfury (PSC) foi o primeiro entre os concorrentes à prefeitura de Rio Branco nas eleições municipais 2020 a homologar sua candidatura junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Acre TRE-AC na manhã desta quinta-feira (24).

Asfury é assessorado pelo escritório Nora Organização Contábil, que deu entrada no processo nesta quarta-feira, 23. O partido alega que o cuidado com a documentação e a agilidade da Justiça proporcionou ao candidato conhecer através o Sistema de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais (Cand), bem como o número do CNPJ que vai usar durante a campanha deste ano.

O Cand é o sistema que presta informações importantes os candidatos que estão registrados, assim como seus gastos. Já consta no sistema também o CNPJ da vice de Jamyl Asfury, Vanda de Paula.

O escritório está cuidando também do registro das candidaturas aos cargos proporcionais pelo PSC. “Estou muito feliz porque Deus tem nos proporcionado muitas bênçãos já nesse processo eleitoral e temos a fé de que Ele ainda tem muito mais para nós. Estamos documentados e agora vou continuar aquilo que venho fazendo desde 2018, visitando os bairros ouvindo as comunidades e fazendo novos amigos. Deus nos deu uma missão, farei a minha parte” disse Jamyl Asfury.

Continuar lendo

Acre

Acre é o Estado que mais solicitou seguro-desemprego via web

Publicado

em

Caiu de 629 para 441 o número de solicitações de seguro-desemprego no Acre na primeira quinzena de setembro, em comparação à quinzena anterior, em agosto. A redução é de quase 30%. O Acre foi a localidade com maior percentual de requisições via web, 96,4% do total. Em contrapartida, Mato Grosso do Sul teve apenas 34,5% das solicitações on-line.

As superintendências regionais do Trabalho reforçaram as ações para garantir o atendimento não presencial aos cidadãos durante o período da pandemia da covid-19. Estão disponíveis canais adicionais de atendimento remoto.

Em nível de Brasil, nos primeiros 15 dias de setembro, a modalidade trabalhador formal registrou 218.679 requerimentos ao seguro-desemprego em todo o país. O número representa uma queda de 11,6% na comparação com a última quinzena de agosto, quando houve 247.445 requerimentos. Houve, portanto, neste comparativo, uma diferença de 28.766 requerimentos. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (24) pelo Ministério da Economia.

As três unidades da federação com maior número de requerimentos foram São Paulo (65.358), Minas Gerais (24.129) e Rio de Janeiro (17.420). As que tiverem menor número de solicitações foram Roraima (348), Acre e Amapá (476).

No acumulado de janeiro até 15 de setembro, foram contabilizados 5.203.736 pedidos de seguro-desemprego. O número representa um aumento de 6,7% em comparação com o acumulado no mesmo período de 2019 (4.876.556).

Do total de requerimentos em 2020, 55,9% (2.909.114) foram realizados pela internet. No mesmo período de 2019, apenas 1,6% dos pedidos (80.325) foram on-line. Do total de pedidos feitos na primeira quinzena do mês, 137.530 (62,9%) foram realizados via web, seja por meio do portal gov.br ou pela Carteira de Trabalho Digital.

Continuar lendo

Acre

Nicolau visita obras de espaços culturais em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), realizou nesta quinta-feira (24), uma visita aos três espaços culturais de Cruzeiro do Sul que atualmente estão passando por reforma, o Teatro dos Nauas, o Salão Cultural Cordélia Lima e o Ginásio Poliesportivo Alailton Negreiros.

No Teatro dos Nauas, o parlamentar pôde verificar o avanço das obras. No principal palco teatral e de grandes eventos culturais do Vale do Juruá, os trabalhos estão a todo vapor. O espaço está passando por ampla reforma e revitalização nos ambientes interno e externo. Construído na gestão do ex-governador Orleir Cameli, esta é a primeira vez que o Teatro dos Náuas passa por uma reforma geral.

Ao destacar a importância dos espaços de esporte, cultura e lazer, Nicolau Júnior frisou que a recuperação viabilizada pelo governo do Estado, por meio do governador Gladson Cameli, terá uma importância significativa na vida da população cruzeirense.

“São espaços que já tiveram utilização e que sediaram campeonatos esportivos, grandes eventos, shows e que estavam abandonados. Em breve, a população poderá retornar a esses espaços que após a reforma, estarão mais modernos e aconchegantes. Para a população em geral e os artistas da terra, essa é mais uma prova da valorização e respeito do governo Gladson Cameli com a cultura cruzeirense”, enfatizou o presidente da Aleac.

O progressista destacou ainda a sensibilidade do governo no que diz respeito às questões culturais e ao cuidado com os espaços voltados a essa área. “Tudo está sendo preparado para que a sociedade de Cruzeiro do Sul possa ser contemplada com os ambientes como se deve. Além do cuidado com o patrimônio público e benefício em prol da sociedade, o governo também está contribuindo positivamente, na geração de novos postos de trabalho com as obras e aquecimento da economia local”, complementou.

Nicolau Júnior salientou ainda que mesmo com a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, o governo do Estado segue com seu cronograma de investimentos para alcançar todos os municípios acreanos.

“O governador tem trabalhado incansavelmente pelo desenvolvimento do nosso estado e essa é mais uma prova de sua seriedade com o povo. Há muito tempo a população cruzeirense esperava pela reforma desses espaços, e saber que em breve eles serão entregues totalmente revitalizados me deixa muito feliz”, frisou.

Continuar lendo

Acre

Acre tem mais uma morte e 159 novos casos de Covid-19

Publicado

em

O Estado do Acre segue registrando alto número de novos casos diários por contaminação do novo coronavírus. Nesta quinta-feira, 24, a secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informou a confirmação de 159 novos infectados. Assim, o número de contaminados subiu de 27.397 para 27.556, nas últimas 24 horas.

Conforme o Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), ,ais 1 óbito foi registrado nesta quinta-feira, sendo o de um homem de 72 anos. A.M.S., morador de Rio Branco, que deu entrada no dia 23 de setembro, no Centro Médico Unimed, faleceu no mesmo dia, fazendo com que o número oficial de mortos pela doença suba para 653 em todo o Acre.

Até o momento, o Estado registra 70.616 notificações de contaminação pela doença, sendo que 42.982 casos foram descartados. Ainda, 78 testes de RT-PCR seguem aguardando análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) e pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 24.671 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 75 seguem hospitalizadas.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas