Conecte-se agora

Escolas indígenas terão ensino médio no Acre, garante Zen

Publicado

em

Salomão Matos
Da redação de ac24horas
Rio Branco- Acre

O secretário estadual de educação, Daniel Zen de Santána, fez  publicar na edição do Diário Oficial do Acre desta quinta-feira (22), portaria que autoriza o funcionamento do ensino médio em pelo menos três escolas indígenas nos municípios de Tarauacá, Mâncio Lima e Cruzeiro do Sul, para atender os alunos das comunidades indígenas do 6º ao 9º ano na região do Vale do Juruá e Tarauacá.

As escolas IXUBAY RABUI PUYANÁWA, ESTIRÃO DO CAUCHO e TAMÃKAYÃ, além de novos professores, passarão por ampla reforma.

Antes sem o ensino médio, os alunos indígenas só cursavam até o 5º ano e eram obrigados a parar com os estudos por falta da oferta do ensino médio naquela região.

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Heitor Júnior piora da Covid-19 e família faz apelo na rede social

Publicado

em

A família do ex-deputado estadual Heitor Júnior, presidente da Associação de Portadores de Hepatites do Acre, está fazendo uma campanha nas redes sociais para arrecadar recursos para transferi-lo para um hospital em São Paulo, após o seu quadro se agravar nos últimos dias em decorrência da Covid-19.

A decisão da transferência para o hospital em São Paulo foi tomada pela própria família. O dinheiro arrecadado será usado para arcar com as despesas de uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) no ar para encaminhar Heitor até São Paulo.

A família de Heitor pede que quem desejar ajudar financeiramente entre em contato pelo telefone (68) 99990-7714 ou faça depósito através da conta bancária colocada à disposição pela família.

Continuar lendo

Acre

4 mil pessoas deixaram o trabalho remoto entre maio e julho

Publicado

em

Em julho, o Acre foi o sétimo Estado com maior contingente a deixar o trabalho remoto. Espírito Santo, Piauí, Goiás, Amapá, Roraima e Maranhão são os que antecedem o Acre, segundo análise divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) na última segunda-feira (21), com dados do teletrabalho por idade, gênero, escolaridade, região, e grupo ocupacional.

Eram 17 mil trabalhadores remotos em maio. Esse número caiu para 15 mil, em junho, e depois para 13 mil em maio. São quatro mil trabalhadores a menos desde o auge da pandemia da Covid-19, momento decisivo para o aumento do teletrabalho no Acre.

O total de pessoas em trabalho remoto no Brasil caiu de 8,7 milhões em junho para 8,4 milhões em julho. Desse total, 7,06 milhões, o equivalente a 84,1%, são trabalhadores formais.

A pesquisa “O trabalho remoto nos setores formal e informal na pandemia” mostra que a maioria das pessoas em trabalho remoto são mulheres (55,7%), pessoas de cor brancas (64,5%) e com idade de 30 a 39 anos (32,1%).

Além disso, mais de 70% das pessoas em home office possuem nível superior completo, mostrando um predomínio de profissionais com maior qualificação: o grupo de Profissionais das ciências e intelectuais, equivale a 51% de todos os trabalhadores em forma remota.

Em contrapartida, grupos ocupacionais de caráter mais operacionais apresentaram menores percentuais de força de trabalho em home office em julho. É o caso de trabalhadores agrícolas, artesãos, operadores de máquinas, vendedores e trabalhadores do comércio e membros de Forças Armadas, policiais militares e bombeiros militares.

A distribuição regional do trabalho remoto indica algumas diferenças no país. A maioria dos trabalhadores remotos encontram-se no Sudeste (57,9%), seguido pelo Nordeste (16,8%), Sul (14,8%), Centro-Oeste (7,5%) e o Norte (3%).

Os Estados que mais subiram no ranking de trabalho remoto foram Bahia, Paraná, Minas Gerais, Alagoas e Santa Catarina, enquanto Espírito Santo e Piauí registraram as maiores quedas. Distrito Federal (25,2), Rio de Janeiro (19,1%) e São Paulo (16,8%) continuaram com os maiores percentuais de trabalhadores remotos.

Continuar lendo

Acre

Motoristas podem pagar multas usando a CNH digital

Publicado

em

Motoristas de todo o país já podem acompanhar, receber e pagar multas por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT). Isso ocorre pois o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) integrou o CDT com o aplicativo Serviço de Notificação Eletrônica (SNE).

Usar o novo serviço é simples e sem custo. Basta apenas que o motorista que já tenha a CNH digital atualize a ferramenta na loja de aplicativos. Ao fazer o procedimento, as multas começarão a chegar pelo CDT. Vale ressaltar que para conseguir desconto de 40% em infrações, o condutor não pode entrar com recursos referentes à multa.

A novidade já está disponível e valem apenas para pessoas físicas. Segundo o Denatran, pessoas jurídicas continuarão utilizando o site do SNE para monitorar as infrações dos veículos de suas frotas.

A Carteira Digital de Trânsito é um aplicativo que guarda, no seu celular, sua carteira de motorista e o documento do veículo que esteja em seu nome. É uma forma segura de ter seus documentos sempre à mão, com a mesma validade dos documentos impressos.

Continuar lendo

Acre

Petistas comemoram decisão do TSE; “justiça tarda, mas não falha”

Publicado

em

A cúpula do Partido dos Trabalhadores no Acre comemorou na noite desta terça-feira, 22, a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que cassou o mandato do deputado federal Manuel Marcus (Republicanos) por abuso do poder econômico, utilização indevida de verbas destinadas ao Fundo Partidário e ao Fundo Especial de Financiamento de Campanha e compra de votos nas Eleições de 2018.

O momento de alegria e euforia foi compartilhado pelo presidente do PT, Cesário Braga, em suas redes sociais.

“Justiça tarda, mas não falha! @leodebritoac deputado federal!””, disse Cesário ao lado de Leo de Brito, André Kamai, Gabriel Forneck e até a presença ilustre de Carioca por videochamada.

Mais cedo, Léo de Brito afirmou ao ac24horas que após a decisão do TSE já conversou com a liderança do PT na Câmara e se colocou à disposição.

“Vou ser oposição ao governo Bolsonaro, quero ajudar o Brasil. Vou ser oposição ao governo de Gladson Cameli, mas quero ajudar o Acre, independente de cor partidária. Estamos vivendo tempos difíceis, a miséria bateu na porta e queremos ajudar com o nosso mandato”, destacou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas