Conecte-se agora

Pleno do TJ Acre escolhe Juíza Maria Cezarinete como nova desembargadora da corte

Publicado

em

 Em Sessão Ordinária do Tribunal Pleno Administrativo, nesta quarta-feira (7), a Juíza Maria Cezarinete de Souza Augusto Angelim, foi eleita, pelo critério de antiguidade e por unanimidade dos votos, como nova desembargadora da Corte de Justiça do Acre.

A magistrada, que atualmente exerce a titularidade da 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco, assume a vaga deixada pela desembargadora Miracele Borges, aposentada compulsoriamente em 17 de julho deste ano, ao completar 70 anos de idade.

Da Sessão do Tribunal Pleno, presidida pelo desembargador Adair Longuini, estiveram presentes os desembargadores Eva Evangelista, Francisco Praça, Arquilau Melo, Feliciano Vasconcelos, Samoel Evangelista, Pedro Ranzi e Roberto Barros.

Ao receber os cumprimentos pela escolha, a Maria Cezarinete declarou sentir-se feliz e honrada, “porque é a coroação de uma carreira, de uma trajetória, chegar ao desembargo”.

A juíza também avaliou que a ascensão é uma circunstância natural da carreira na Magistratura. “Vejo com muita naturalidade essa ascensão e me sinto muito honrada pela confiança que foi demonstrada à minha pessoa pelos membros do Tribunal de Justiça, ao qual me curvo. o TJAC realmente é um Tribunal pequeno em termos numéricos, mas de uma sabedoria ímpar e que se impõe em dizer o direito na hora certa”, ressaltou.

Maria Cezarinete também agradeceu o apoio recebido do presidente da Associação dos Magistrados do Acre (Asmac), juiz Marcelo Carvalho, e especialmente da sua família, tendo dedicado o novo título à sua mãe.

“Encerro hoje uma etapa em minha vida, ao mesmo que já me sinto com muita saudade, porque amo o que faço – sou juíza, morro juíza! Gosto muito da minha vara, onde estou há 20 anos, e agora terei que cortar o cordão umbilical, mas é um novo ciclo que se inicia. Agora passarei a ser juíza de Segundo Grau”, disse, por fim, a nova desembargadora do TJAC.

O presidente da Asmac também fez questão de felicitar a juíza. “Meus parabéns à Maria Cezarinete, escolhida pelo critério de antiguidade, a mais antiga juíza de nossa Magistratura. E ainda parabenizo o Tribunal, pela forma com que se manteve dentro dos princípios da administração pública, de forma bastante reta e firme nesta escolha”, afirmou Marcelo Carvalho.

Trajetória profissional

Maria Cezarinete Angelim nasceu em Rio Branco (AC), em 16 de outubro de 1955. Formou-se em Direito pela Universidade Federal do Acre e ingressou na Magistratura em março de 1988. É juíza titular da 2ª Vara Cível de Rio Branco há 20 anos.

Foi presidente da Associação dos Magistrados do Acre (Asmac) no biênio 2003-2005. Também atuou como supervisora didática da Escola da Magistratura do Estado do Acre entre 1997 e 1999; diretora social da Asmac, de 1994 a 1996; e primeira vice-presidente da entidade, entre 2001 e 2002.

AGÊNCIA TJAC

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Rio Branco completa 25 dias sem chuva e quase dois mil incêndios

Publicado

em

Baixa umidade do ar, diminuição no nível do Rio Acre e recordes de chamados de incêndios. Essas e outras problemáticas são enfrentadas atualmente na capital do Acre, Rio Branco, desde o início do período de estiagem em 2019. De acordo com o Corpo de Bombeiros, em apenas três meses – junho, julho e agosto, a cidade já registrou 1.918 acionamentos para incêndios ambientais na zona urbana.

O nível do Rio Acre na capital amanheceu nesta segunda-feira, 19, com 1,59 metros. A Defesa Civil Estadual informa que a última chuva na cidade ocorreu no dia 24 de julho. “Hoje está com 25 dias sem nenhuma chuva em Rio Branco e os chamados de incêndio aumentaram 148% no mês de agosto, com relação ao mesmo período do ano passado”, disse o Major Cláudio Falcão, do Corpo de Bombeiros. Chuvas rápidas em áreas isoladas, como as que caíram na tarde desta segunda, não são contabilizadas pelo órgão.

Hoje, a previsão meteorológica informou que em algumas regiões do estado a umidade do ar iriam atingir valores abaixo de 30%, número considerado crítico pela Organização Mundial de Saúde.

A baixa umidade tem relação direta com a incidência de queimadas. O coronel dos Bombeiros no Acre, Carlos Batista, disse que a situação é preocupante e que órgãos fiscalizadores já estão vigilantes. Segundo ele, cerca de 95% dos incêndios são causados pelo homem.

“Em relação ao mesmo período no ano passado, vimos que os focos intensificaram neste mês de agosto”, garantiu em entrevista a rádio Aldeia FM. Atualmente, as cidades em que mais foram localizados focos de calor pelos satélites foram: Rio Branco, Sena Madureira, Feijó e Tarauacá.

Continuar lendo

Acre

Erick Venâncio recebe homenagem do Conselho Nacional da OAB

Publicado

em

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Acre (OAB-AC), Erick Venâncio, recebeu nesta segunda-feira, 19, em Brasília, uma homenagem recebida da Diretoria do Conselho Federal da OAB.

Segundo ele, a homenagem se deu em razão de seu exercício do mandato de conselheiro Nacional do Ministério Público. Venâncio fez questão de “dividi-la” com toda a advocacia acreana.

“Ter o privilégio de gozar da confiança dos meus pares é o maior reconhecimento que posso ter. Espero ter acertado mais do que errei. Muito obrigado”, agradeceu o presidente da OAB aos colegas locais e a OAB nacional.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.