Conecte-se agora

Diretores evangélicos dizem que estão sendo perseguidos em processo eleitoral

Publicado

em

Termina nesta quinta-feira (08), o prazo para as escolas públicas de todo o estado realizarem eleições para diretores. O clima em algumas escolas é hostil. Mas além da disputa democrática, desde ontem à noite rola pelo facebook denuncias de manobras para retirar da direção de escolas, diretores que são evangélicos. O fato é confirmado pelo Pastor Ildson Barbosa. Ele diz que a tentativa do governo é de emplacar todo tipo de conteúdo relacionado ao movimento homossexual.

– Não somos contra a homofobia, mas também não aceitamos a cristofobia! – exclama o Pastor.

O diretor da Escola Armando Nogueira, o professor Rudinei Figueiredo é um dos candidatos qe se diz perseguido. Ele é aquele diretor que denunciou em julho deste ano, a exibição do vídeo do kit gay na escola Armando Nogueira. O material tinha conteúdo considerado imoral por fazer apologia ao homossexualismo e estava sendo exibido sem a autorização do governo.

Ele contou ontem à noite a reportagem, que desde que ajudou a tornar o fato em notícia que vem sofrendo as mais diversas formas de perseguição na direção de uma das maiores escolas de Rio Branco.

– Eles me deixaram sem professor de química por mais de 45 dias. Esta semana foi que chegou uma nova professora, depois que o término do ano letivo está prejudicado – comentou Rudinei.

A comunidade evangélica pede apoio dos pais, alunos e funcionários públicos para terem atenção na hora do voto. O debate em torno da homofobia e as eleições de escolas acontecem no momento em que a lei de criminalização terá parecer votado no Senado pela Comissão dos Direitos Humanos.

De acordo informações da Secretaria de Estado de Educação, a eleição para gestores das escolas tem voto paritário, ou seja, todos os segmentos da escola têm o mesmo peso. Mais de 140 mil alunos e 7,5 mil professores de 272 unidades escolares devem votar neste pleito.

O PAPEL DO DIRETOR DE ESCOLA

As atribuições de um diretor contemplam entre outras tarefas, a de coordenar a elaboração e revisão do projeto político pedagógico e responder juridicamente pela unidade de ensino junto a SEE e ao Conselho Estadual de Educação.

O SALÁRIO DE DIRETOR

Os salários dos diretores das escolas da rede estadual variam de acordo a quantidade de alunos da unidade de ensino. Para escolas entre 101 a 900 alunos, a remuneração a partir de outubro será de R$ 5.200,00 e com 901 a 2000, o salário chegará a R$ 5.700,00.

A reportagem não conseguiu falar ontem à noite com representantes da educação estadual.

Jairo Carioca – da redação de ac24horas
[email protected]

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas