Conecte-se agora

Justiça obriga Governo do Acre a fornecer UTI no ar para criança com problema cardíaco

Publicado

em

A Defensoria Pública ingressou com uma ação contra o Governo do Acre requerendo a liberação imediata de UTI no ar para uma criança com problema cardíaco. A Justiça deu ganho de causa em favor da menor L.S.S., que além da unidade de tratamento intensivo terá ajuda de custo, agendamento e encaminhamentos para realização do tratamento adequado para o caso.

Em exames os médicos diagnosticaram que teria que se submeter a uma transposição das grandes artérias. O tratamento não é oferecido na rede pública de saúde do Acre, sendo necessário o tratamento fora de domicílio. Os médicos constataram ainda, que a criança não poderia ser removida sem auxílio de uma UTI no ar.

Os médicos forneceram o laudo do paciente aos familiares que procuraram o TFD, que autorizou o seu deslocamento através de UTI no ar, mas as autoridades da área de saúde do Governo do Acre alegaram falta de vagas, colocando a criança numa longa fila de espera que existe no sistema de saúde do Acre.

A previsão seria de que a viagem aconteceria em quinze dias, mas os médicos que  acompanham o caso, afirmaram que a espera poderia causar a morte da criança. A ação foi proposta pelo núcleo de Atendimento e Assistência Preferencial da Defensoria Pública. A Justiça determinou que o Estado do Acre providenciasse no prazo de 48 horas, a UTI no ar para deslocar o paciente a uma cidade que possua hospital de referência no tratamento cardíaco que a criança necessita.

Se os gestores do sistema de saúde do Acre, descumprir a decisão judicial foi fixada multa diária de R$ 500,00 para o Governo do Acre.

Ray Melo, da redação de ac24horas – [email protected]

Anúncios


Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas