Conecte-se agora

Fato a pensar

Publicado

em

Como político o ex-prefeito de Acrelândia, Carlinhos, é uma figura execrável. Mas, pelo acesso que tive ontem a peças do processo em que figura como acusado da morte do ex-vereador Pinté, com minha formação jurídica, não vi provas cabais que sustentem o seu envolvimento.

Disse e me disse

A famosa “gravação” nunca apareceu, nenhuma prova forte. Seria de bom alvitre o TJ, que vai avaliar o recurso por novo júri, se debruçar com calma para não vir ensejar um erro judiciário.

Desaforamento

Com um novo júri, na Capital, longe do clamor de Acrelândia, seria o ideal para o caso. Se teria um julgamento mais isento e com certeza poderia ser feito um debate mais igualitário.

O que houve?

Durante toda a noite eram comuns as rondas da PM no Tropical. Mas, ultimamente, sumiram e acabou a tranqüilidade dos moradores. Não se ouve mais nem o ronco das viaturas policiais.

Quem diria!

O ex-chefe do gabinete civil, Luiz Carlos Pitman, saiu do Acre execrado como um dos suspeitos da morte do ex-governador Edmundo Pinto (nada foi provado) e ontem viveu dias de glórias.

Comboiado pelo filho

Comboiado pelo filho de Edmundo Pinto, vereador Rodrigo Pinto (PMDB), o Pitman, hoje deputado federal do PMDB foi recebido com honras de chefe de Estado no plenário da Aleac.

Cafézinho amigo

E ainda foi recepcionado para um cafezinho amigo pelo prefeito Raimundo Angelim.

Não justificou

O deputado Astério Moreira (PRP) não aceitou a desculpa do deputado Lira Moraes (PRP) que nada teve com sua saída da liderança. Se não tivesse, não aceitaria ser usado para o golpe.

Relações rompidas

Após o episódio foi condenado nas conversas pelos colegas. Não ouvi ontem um deputado lhe dando razão. Se realmente não é conivente na rasteira, então, que renuncie à liderança.

Prata da casa

O apresentador do programa nacional do PSDB, em que aparecem ratos roendo a bandeira do Brasil, chama-se Tiago França, foi aluno da “Oficina da Jackye” e, é sobrinho do Mauro Ribeiro.

Não faria

Não entendi o enredo do samba do ex-deputado federal João Correia (PMDB) na sua última entrevista na TV. Conseguiu desagradar toda a oposição e agradar plenamente toda a FPA.

Não fariam

Nilson Mourão, Sérgio Taboada e Edvaldo Magalhães, nos velhos tempos, não fariam melhor.

Correia está longe de ser um vira-casaca, é um oposicionista com DNA, mas, ao atacar os todos os dirigentes da oposição com pechas pesadas se isolou e sepultou a sua candidatura à PMRB.

Não se abre

Meu bom e culto amigo João, a “Arte da Guerra” ensina que o bom general não abre várias frentes de batalha sem vencer a primeira e que o general tem de ser duro, mas cauteloso.

Nem se compara

Se me perguntarem quem tem mais mérito na oposição se João Correia ou o Fernando Melo não é preciso nem pensar para responder: sem comparação, o João, por sua luta e pelo DNA.

Temor do kasab

Ainda assim João Correia acha que ganha a convenção municipal do PMDB que escolherá o candidato à PMRB, mas, com uma ressalva: “se não continuar vindo a verba mensal do prefeito de São Paulo, Gilberto Kasab, para o meu concorrente no partido”.

Sem preocupação

Correia diz não estar preocupado se a sua entrevista desagradou a cúpula do PMDB.

Ninho tucano

Piaba e Rabelo Goes, que sempre tiveram a média de dois mil votos cada um como candidatos no PMDB, foram se aninhar no PSDB por onde sairão candidatos a vereador da Capital.

Só papo

Deputados dispararam ontem contra a Eletroacre contra o reajuste da tarifa elétrica. Só para marcar posição, a coisa não se resolve nesta aldeia, mas, só na esfera federal.

Pouca valia

Por isso é de inútil valia se ficar xingando a direção da Eletroacre na tribuna.

Caminho célere

Anote para conferir mais à frente: PP e PSDB estarão no mesmo palanque na Capital.

Paladinos

A deputada Antonia Sales (PMDB) nominou ontem de “paladinos da democracia” pela luta da volta do horário antigo, o senador Sérgio (PSD) e o deputado federal Flaviano Melo (PMDB).

Alguém entendeu?

O deputado Gilberto Diniz (PTdoB) apresentou na Aleac  uma “Moção de Aplauso” ao comerciante cruzeirense Racene Cameli. Qual seu mérito extraordinário para a homenagem.?

Pelézinho, Pelézinho…

Pelézinho, Pelézinho, de um gestor público se exige humildade, arrogância é má conselheira.

Não espere

O ex-prefeito de Feijó, Juarez Leitão, diz que, quer assistir de longe a escolha do candidato do PT a prefeito do município. Se a candidata, por exemplo, for a Jaciara, não entra na campanha.

Qual é a do Baba?

Para o Petecão diz que é candidato a prefeito de Feijó. Para o Dindim nega. Qual é a do Baba?

Não espere
O deputado Eber Machado (PSDC) não espere que o deputado Edvaldo Sousa (PSDC) – está engessado por compromissos empresariais dos apoiadores –  tome um caminho de independência frente à FPA. Já garantiu ao líder do governo, deputado Moisés Diniz (PCdoB), que segue a FPA. E só há dois caminhos a seguir na política acreana: ser FPA ou da oposição.

Por Luis

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas