Conecte-se agora

Morador da colocação Cantinho, no Projeto Antimary entra com processo contra a Laminados Triunfo

Publicado

em

O morador da colocação Cantinho, na Floresta Estadual do Antimary, Francisco Ferreira dos Santos entrou com processo na 4ª Vara Cível contra a empresa Laminados Triunfo. Ele reclama o pagamento de R$ 120 mil referente à exploração de 100 hectares com produção de 1.000 m³ de madeira, entre elas, as espécies: angelim, cumaru ferro, cedro e cerejeira. O extrativista diz que a exploração aconteceu de forma predatória e sem a autorização de sua família.

Em mãos, Francisco carrega uma declaração dos presidentes das Associações AUFEA e ASFEA, atestando a exploração madeireira de 1.000 m³. Assinam a declaração os senhores: Raimundo Nonato Leôncio da Costa e Agenor Nascimento Barreto.

Pai de cinco filhos, o extrativista diz ainda que foi coagido e obrigado a retirar-se da área que morava há mais de 21 anos com sua família. Desde 2010 ele vem procurando a Secretaria de Estado de Floresta [SEF] que é gestora da Unidade de Conservação do Antimary, para lhe ajudar a receber o dinheiro referente à exploração da empresa Laminados Triunfo.

– Tive conversas com o secretário que me garantiu que quando eu saísse da área ele me pagaria o dinheiro da madeira explorada, o que não aconteceu até hoje – reclama o extrativista.

Cansado de esperar por uma solução ele resolveu entrar com uma ação na 4ª Vara Cível contra a empresa citada, pedindo indenização por dano material e responsabilidade civil. Conforme processo de nº 0025245-26.2011.8.01.0001.

– Estou passando necessidades e dificuldades para manter até os meus filhos no colégio. Espero que as autoridades tenham sensibilidade com meu caso.

Francisco diz ainda que não tem mais vontade de voltar para a sua colocação, a exploração predatória acabou com a caça e o seu principal meio de sustento que era a coleta de castanha, que lhe dava uma renda de R$ 15 mil/ano.

– Isso tudo virou quiçaça! Tem um resto de floresta em pé, mas morta – concluiu o extrativista.

A reportagem tentou falar com o secretário de florestas, João Paulo Mastrangelo, mas segundo a secretária de gabinete que se identificou como Cristina, o mesmo está viajando para Curitiba. Na Laminados Triunfo, a gerente que se identificou como Tatiane, ficou de consultar o senhor Jandir Santi e dar um retorno para a reportagem.

Jairo Carioca – da redação de ac24horas
[email protected]

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas